Cidadeverde.com

PI cria mais de 1.300 empregos e tem o melhor resultado para o mês em 6 anos

O Piauí criou 1.308 novas vagas de emprego em junho e esse foi o melhor resultado do ano no Estado. O saldo é resultado de 8.599 admissões contra 7.291 demissões. Esse também é o melhor resultado para o mês desde 2013, quando foram abertas 1.632 vagas.

Com o resultado de junho, o total de vagas acumuladas no ano de 2019 saiu do vermelho e agora soma 106 postos abertos. O saldo dos últimos 12 meses é de +2.121 empregos gerados no Piauí.

Junho é o terceiro mês consecutivo de saldo positivo na geração de emprego no Estado. Os dados foram divulgados na quinta-feira (25) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

3º do Nordeste

O Piauí teve o terceiro melhor resultado do Nordeste em junho, atrás apenas dos Estados da Bahia (+ 2.362 empregos) e do Maranhão (+2.001). O pior resultado da região foi em Alagoas, onde foram fechados 861 postos. 

Por mais que o saldo de 106 empregos no acumulado do ano pareça pouco, ele também representa o terceiro melhor resultado do Nordeste, atrás apenas da Bahia (+ 29.406) e do Maranhão (+ 5.670). Todos os demais Estados tiveram saldo negativo, sendo que o mais expressivo foi registrado em Pernambuco (-23.676).

Geração de empregos no Piauí em 2019 (sem ajustes)
Janeiro: -1.905
Fevereiro: -400
Março: - 805
Abril: + 7
Maio: + 1.040
Junho: + 1.308

 

Setores que empregaram no Piauí

A indústria da transformação foi o setor que mais gerou emprego no Piauí em junho. Foram 1.460 admissões contra 959 demissões - um saldo de 501 postos. 

Em segundo lugar vem a construção civil, com 487 empregos criados. Este é o setor que acumula a maior criação de empregos de 2019. O saldo do ano é de 1.698 postos criados somente na construção civil. 

A agropecuária apresenta o terceiro melhor resultado no Estado, com saldo de 391 empregos e um acumulado de 492 postos no ano. 

Outros setores que tiveram resultado positivo foram: serviços (+ 155) e extrativa mineral (+ 13).

Setores que demitiram no Piauí

O pior resultado do Estado em junho foi sentido no comércio. Foram 1.889 admissões contra 2.093 demissões, que resultaram em 204 postos fechados. No ano, o comércio já acumula 431 empregos fechados.

Também tiveram resultado negativo em junho os setores de serviços industriais de utilidade pública (-33) e a administração pública (-2).

No acumulado do ano, o pior resultado é no setor de serviços (-1.200), seguido pelos serviços industriais de utilidade pública (-676).

Dados nacionais

No Brasil foram gerados 48.436 empregos em junho. O saldo do ano soma 408.500 postos de trabalho criados. Em 12 meses, o saldo é de + 524.931.