Cidadeverde.com

Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual

Foto: USP/ Fotos Públicas

A Eletrobras (holding) divulgou um comunicado aos acionistas e ao mercado informando que vai abrir, na segunda-feira (21), o Plano de Demissão Consensual (PDC) de 2019. 

A meta é o desligamento de 2.187 funcionários, com uma economia estimada em R$ 574 milhões ao ano. O custo das demissões foi calculado em cerca de R$ 731 milhões. As adesões voluntárias ao PDC ocorrerão por um período de 30 dias.

De acordo com a empresa, o plano, que está sendo implantado simultaneamente na holding e nas empresas Eletrobras Cepel, CGTEE, Chesf, Eletronuclear, Eletronorte, Amazonas GT, Eletrosul e Furnas, é uma das iniciativas previstas no Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG 2019-2023),chamado de Desafio 23: Excelência Sustentável, que foi anunciado ao mercado por meio de Fato Relevante em 27 de dezembro de 2018.

Tarifa branca é liberada para mais consumidores; veja como funciona

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou a tarifa branca para quem consome mais de 250 KWh por mês. Até o ano passado, a tarifa branca estava restrita a consumos superiores a 500KWh/mês.

O gerente de gestão comercial da Cepisa, Glauco Rodrigues, alerta as famílias sobre o risco de trocar para a tarifa branca sem analisar os horários de consumo em casa.

"O consumidor tem que avaliar o perfil de consumo para não ter aumento da conta. Tem que ver em que parte do dia consome mais. Se o consumidor só chega em casa ao final do dia, talvez não seja benéfico aderir à tarifa branca", exemplificou.

De forma simplificada, a tarifa branca possibilita pagar valores diferentes pelo uso da energia, dependendo da hora e do dia da semana. As 24 horas do dia foram divididas em três faixas: 

- na faixa de ponta, a energia é 50% mais cara que a tarifa atual; 
- na faixa intermediária é 20% mais cara que a atual 
- na fora de ponta é 17% mais barata.

A previsão é que em 2020, a tarifa branca esteja disponível para todos os consumidores do país.

A adesão é uma decisão exclusiva do consumidor e deve ser solicitada pelo titular da fatura, junto à concessionária de energia que atende a sua cidade.

Após análise do pedido, a concessionária tem 30 dias para fazer a troca do medidor de energia, no caso de unidades consumidoras já existentes. No caso de novas ligações, os prazos seguem o padrão atual. É necessário, no entanto, que o contador da unidade esteja instalado na parte externa e que o sistema já seja trifásico. 

 

Anac autoriza reajuste na tarifa de embarque em aeroportos

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou reajuste de 5,39% para o teto das tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência nos aeroportos administrados pela Infraero.

Os novos valores poderão ser aplicados depois de 30 dias da divulgação oficial do reajuste.

Com o reajuste, a tarifa máxima dos passageiros em embarques domésticos passará de R$ 31,27 para R$ 32,95.

Nas viagens internacionais, a tarifa máxima de embarque aumentará de R$ 112,83 para R$ 115,82.

Os valores já incluem o adicional do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) de US$ 18 ou R$ 57,47.

Justificativa

De acordo com a Anac, o reajuste foi aplicado considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2017 e dezembro de 2018, medida pela variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Pis/Pasep começa a ser pago nesta quinta-feira (17)

Foto: José Cruz / Agência Brasil

Cerca de 3,4 milhões de trabalhadores começaram a receber o pagamento do sétimo lote do abono salarial dos programas PIS e Pasep 2018-2019, ano-base 2017. Podem receber o benefício os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em janeiro e fevereiro e os servidores públicos com final de inscrição 5. A estimativa da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia, é que mais de R$ 2,8 bilhões sejam pagos.

A partir de hoje (17), trabalhadores da iniciativa privada podem procurar a Caixa Econômica Federal. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726 02 07. Para servidores públicos, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729 00 01. Os correntistas da Caixa Econômica Federal, instituição bancária responsável pelo pagamento do PIS (iniciativa privada), tiveram os valores depositados em suas contas nessa terça-feira (15).

Quem tem direito

Tem direito ao abono salarial ano-base 2017 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2017, teve remuneração mensal média de até 2 salários mínimos e seus dados foram informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor do benefício é proporcional ao tempo trabalhado formalmente em 2017. Assim, quem esteve empregado o ano todo recebe o valor cheio, equivalente a um salário mínimo (R$ 998). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é de R$ 84 – ou 1/12 do salário mínimo –, e assim sucessivamente. Para os trabalhadores nascidos entre julho e dezembro, o Abono Salarial ano-base 2017 começou a ser pago em 2018. Os nascidos de janeiro a junho realizam o saque em 2019. O prazo final de recebimento para todos os trabalhadores favorecidos pelo programa é 28 de junho de 2019.

Concurso para guarda municipal: concorrência é maior para mulheres

Foto: Arquivo / Agência Brasil

A prova escrita do concurso da Guarda Municipal está prevista para o dia 27 de janeiro e na última quarta-feira (16), o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) divulgou a concorrência do certame.

Para os homens, a concorrência ampla é de 71,79 por vaga - foram inscritos 4.092 candidatos para as 57 vagas ofertadas.

Para as mulheres, a concorrência ampla sobe para 99,71 - foram inscritas 1.396 candidatas para 14 vagas.

A concorrência para Pessoas Com Deficiência (PCD) é de 16,67 para homens e 16,00 para mulheres. Foram inscritos 59 candidatos para 3 vagas destinadas ao sexo masculino e 16 candidatas para 1 vaga destinada ao sexo feminino. 

Ao todo estão sendo ofertadas 75 vagas para o cargo de guarda municipal, além de formação de cadastro reserva para 400 classificados. Os aprovados atuarão em escalas de serviço de regime de revezamento de 12h ou 24h, com remuneração de R$ 1.133,00. 

Os candidatos devem ter Ensino Médio completo ou equivalente e Carteira Nacional de Habilitação “AB”. 

A prova será aplicada na cidade de Teresina, no horário de 8h30 às 13h30. Ainda no dia 27, será divulgado o gabarito provisório. O definitivo será publicado apenas no dia 5 de fevereiro, após prazo para recursos.

A segunda etapa, prevista para o período de 1 a 5 de abril, é a avaliação médica e odontológica.

Depois terá o exame de aptidão física (de 22 a 27 de abril), seguida da avaliação psicológica, dia 19 de maio. A 5ª e última etapa, que é a investigação social será de 8 a 12 de julho. 

O resultado final do certame está previsto para o dia 2 de agosto de 2019.

Teto do INSS sobe para R$ 5.839,45

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil


Os segurados da Previdência que recebem acima do salário mínimo terão seus benefícios reajustados em 3,43%, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O reajuste está publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (16) e é retroativo a 1º de janeiro de 2019.

O teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 5.839,45 (antes era de R$ 5.645,80). 

Contribuição

As faixas de contribuição ao INSS (Instituto do Seguro Social) dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram atualizadas. O INSS informou que as alíquotas são de:

- 8% para aqueles que ganham até R$ 1.751,81; 
- 9% para quem ganha entre R$ 1.751,82 e R$ 2.919,72;
- 11% para os que ganham entre R$ 2.919,73 e R$ 5.839,45.

Essas alíquotas, relativas aos salários de janeiro, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro, uma vez que, em janeiro, os segurados pagam a contribuição referente ao mês anterior.

Valores definidos

O piso previdenciário, valor mínimo dos benefícios do INSS (aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte) e das aposentadorias dos aeronautas, será de R$ 998,00. O piso é igual ao novo salário mínimo nacional, fixado em R$ 998 por mês em 2019.

Para aqueles que recebem a pensão especial devida às vítimas da síndrome da talidomida, o valor sobe para R$ 1.125,17, a partir de 1º de janeiro de 2019.

No auxílio-reclusão, benefício pago a dependentes de segurados presos em regime fechado ou semiaberto, o salário de contribuição terá como limite R$ 1.364,43.

O Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social - destinado a idosos e a pessoas com deficiência em situação de extrema pobreza -, a renda mensal vitalícia e as pensões especiais para dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru (PE) também sobem para R$ 998,00. Já o benefício pago a seringueiros e a seus dependentes, com base na Lei nº 7.986/89, passa a valer R$ 1.996,00.

A cota do salário-família passa a ser de R$ 46,54 para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 907,77, e de R$ 32,80 para quem tem remuneração mensal superior a R$ 907,77 e inferior ou igual a R$ 1.364,43.

60% dos brasileiros que poupam dinheiro preferem a poupança

Foto: Pixabay / download gratuito


O poupador brasileiro é conservador e pouco afeito a diversificar suas escolhas de investimento - é o que revela o Indicador de Reserva Financeira, pesquisado pela CNDL e pelo SPC.

O levantamento mostra que 60% dos brasileiros que costumam guardar dinheiro aplicam esses recursos na caderneta de poupança. Outros 24% de entrevistados disseram manter o dinheiro na própria casa, enquanto 22% optaram pela conta corrente.

Em resumo, juntar dinheiro em casa não é seguro e não rende. Deixar na conta corrente é até válido, do ponto de vista da segurança, mas não rende absolutamente nada. E a poupança é um dos investimentos menos rentáveis do país. 

Há apenas uma pequena parcela dos brasileiros que investem em modalidades menos tradicionais e mais rentáveis:

- fundos de investimentos (6%)
- previdência privada (6%)
- tesouro direto (6%)
- bolsa de valores (4%) 
- CDBs (3%)

Questionados sobre a razão de terem escolhido a poupança, conta corrente ou a própria casa para guardar o dinheiro que sobrou do orçamento, 30% dos entrevistados alegaram desconhecimento sobre o que fazer para investir em outras modalidades. 

Já 29% disseram preferir meios em que seja fácil sacar o dinheiro para casos de necessidade, enquanto 24% afirmaram possuir pouco dinheiro para aplicar em outros tipos de investimentos. Há ainda 19% de poupadores que acreditam ter escolhido os meios mais seguros para guardar seus recursos.

41% dos adultos brasileiros estão inadimplentes

Foto: Arquivo / Agência Brasil

O Brasil encerrou o ano de 2018 com um avanço de 4,41% na quantidade de consumidores com contas em atraso, na comparação com 2017. Trata-se do ano em que a inadimplência apresentou o crescimento mais elevado desde 2012, quando fora de 6,8%. 

Nos demais anos, a inadimplência do consumidor encerrou com altas de +1,3% em 2017; +1,4% em 2016; +4,2% em 2015; +3,4% em 2014 e +3,7% em 2013.

A estimativa é que o país tenha fechado o último mês de dezembro com aproximadamente 62,6 milhões de brasileiros com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas. 

O número representa 41% da população adulta que reside no Brasil. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (15), pelo SPC Brasil e pela Serasa.

As contas básicas com serviços essenciais para o funcionamento da residência, como água e luz, foram as que mais cresceram quanto à inadimplência, um avanço de 14,88%. 

Já as dívidas bancárias, que englobam cartão de crédito, cheque especial, financiamentos e empréstimos, ficaram em segundo lugar no ranking, com crescimento de 6,81% na comparação anual. As dívidas contraídas no comércio e com boletos de telefonia, TV por assinatura e internet caíram -5,09% e -0,37%, respectivamente.

Governo do Piauí promoverá capacitação para mil artesãos

Foto: Pixabay / Fotos gratuitas

O Governo do Estado promoverá um curso de capacitação para artesãos do Piauí. A iniciativa deve capacitar mil artesãos em cerca de 30 municípios com a maior potencialidade de desenvolvimento de produtos artesanais. De acordo com o superintendente de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense, Jordão Costa, a capacitação funcionará de duas maneiras: na primeira, o artesão será impulsionado a gerir seu próprio negócio e a ter uma visão empreendedora para o artesanato; na segunda, serão unidos mestres artesãos e designers, tendo como objetivo a criação de novas coleções.

“Nós vamos dar um passo a frente para que os artesãos possam ter novas peças. Isso vai representar um melhoramento nas peças do rico artesanato do Estado. Para nós, é motivo de grande alegria e satisfação iniciar esse tão sonhado projeto”, afirma Jordão Costa. “Dentro de 90 dias nós vamos iniciar o maior curso de capacitação para artesãos da história do estado do Piauí. Esse curso vai ter a duração de 12 meses e vai culminar com a grande feira de artesanato aqui em Teresina reunindo todos esses artesãos que fizerem essa capacitação”, acrescenta o superintendente.

Os recursos para a promoção desta capacitação vêm de uma emenda do deputado federal Assis Carvalho, no valor de R$ 330 mil reais.

 

Restituição do IR começa a pagar hoje R$ 667 milhões

Foto: Arquivo / Agência Brasil

Contribuintes contemplados no lote de restituição residual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física dos exercícios de 2008 a 2018 recebem hoje (15) o crédito bancário. São 257.094 contribuintes que receberão R$ 667 milhões. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Posts anteriores