Cidadeverde.com

Melhora no emprego e na renda faz famílias piauienses consumirem mais

Foto: Arquivo / Cidadeverde.com

Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), deste mês de janeiro, revela a intenção do consumo das famílias piauienses para os próximos meses. 

Mais da metade dos chefes de família (51%) acredita que consumirá mais nos próximos meses do que no mesmo período do ano passado. Apenas 20% acham que vão comprar menos, enquanto 28% acreditam que não haverá diferença de consumo.

De acordo com o levantamento, 40% dos piauienses dizem já comprarem mais agora do que no ano passado. Outros 36,4% acreditam que não houve mudança.

Esse otimismo se dá por vários aspectos. Entre eles está a segurança no emprego. Um terço dos piauienses se sente hoje mais seguro em seus empregos do que há um ano. Esse percentual chega a mais de 50% entre os que ganham acima de 10 salários mínimos.

Além disso, 55,4% dos responsáveis pela casa acreditam que terão melhora profissional nos próximos seis meses, enquanto 43,4% acreditam que ficarão na mesma.

A renda familiar é outro aspecto que contribui para o resultado. Mais de 45% avaliam a renda familiar como melhor agora, quando comparado ao ano passado. Outros 50% dizem que estão na mesma situação e somente 13,4% acham que houve piora.

Ainda na pesquisa, 45% dizem que esse é um bom momento para aquisição de bens duráveis, mas 53,7% acreditam que é melhor não adquiri-los agora.

Centro das Indústrias propõe "pacto pelo Piauí" para expandir negócios no estado

O Centro das Indústrias do Estado do Piauí (CIEPI) está propondo a criação do Pacto pelo Piauí, com a intenção de expandir os negócios do Estado. Há cerca de dez anos, foi realizado um fórum para discutir as principais dificuldades identificadas naquele momento que poderiam ser trabalhadas e alcançar bons resultados.

As principais falhas identificadas são problemas da infraestrutura, expansão do cerrado, agricultura na região norte piauiense, limites para novas fontes de energia, falta aproveitamento de agricultura e agropecuária e a questão da mineração, que há uma década parecia ser uma grande saída para o Piauí, principalmente mineração de ferro.

“Percebemos que pelo menos 95% do que prospectamos como importante para ter um Estado desenvolvido, que estimulasse principalmente o empreendedorismo, não foi executado. Alguns dos gargalos presentes são, por exemplo, a Transnordestina que praticamente não saiu do lugar; a questão do saneamento básico e esgotamento sanitário, no qual mantemos o mesmo percentual de casas atendidas”, comenta o presidente do CIEPI, Andrade Júnior.

Como saída para novos investimentos e estímulo ao crescimento dos negócios, o presidente aponta a criação do Pacto pelo Piauí na intenção de alcançar melhores resultados.

“A solução para os problemas do Piauí está na indústria. Estamos propondo para 2020, a criação de um Pacto pelo Piauí, um pacto pela indústria. O que imaginamos: todos os órgãos, cada deputado, cada executivo, ao tomar uma decisão se questione se vai prejudicar a indústria. Com uma indústria forte, teremos um comércio forte e um Estado desenvolvido efetivamente”, informa o presidente do CIEPI.

Seguro-desemprego em atraso por causa do FGTS deve ser liberado até hoje

Foto: Valmir Falcão / Cidadeverde.com

Na semana passada veio à tona a dificuldade que os trabalhadores estão tendo para conseguir o seguro-desemprego. Essa dificuldade, segundo o governo federal, foi causada pelo saque-imediato do FGTS. A novidade é que o benefício deve ser liberado até esta quarta-feira (22). A informação é da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. 

Os benefícios pedidos desde segunda-feira (20) estão sendo liberados automaticamente. 

O problema
Pelo procedimento tradicional, o benefício só é automaticamente liberado quando o registro mais recente nas bases de dados do FGTS indica demissão sem justa causa. O problema é que o sistema informático interpretou o saque-imediato como indicativo de que o empregado não poderia ter acesso ao seguro-desemprego. Nesses casos, os trabalhadores seguiam a orientação do governo de entrar com um recurso administrativo e esperar a liberação do benefício, acarretando o atraso no pagamento.

Quem tem direito ao seguro-desemprego
Pago a trabalhadores formais dispensados sem justa causa, o seguro-desemprego dá direito de três a cinco parcelas mensais, conforme o tempo trabalhado. O valor varia do salário mínimo (R$ 1.039 atualmente e R$ 1.045 a partir de fevereiro) ao teto de R$ 1.813,03. 

 

PIB cresce 0,8% no trimestre encerrado em novembro

Foto: José Paulo Lacerda / CNI

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,8% no trimestre encerrado em novembro de 2019 na comparação com o trimestre findo em agosto daquele ano. 

O dado é do Monitor do PIB, divulgado nesta terça-feira (21) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

De acordo com os números, o PIB cresceu 1,9% na comparação com o trimestre encerrado em novembro de 2018 e 1% na taxa acumulada em 12 meses. 

Considerando-se apenas o mês de novembro, o PIB teve altas de 0,3% na comparação com outubro de 2019 e de 1,6% em relação a novembro de 2018.

Na comparação do trimestre encerrado em novembro com o trimestre findo em agosto de 2019, a alta de 0,8% foi influenciada por um crescimento no mesmo patamar, de 0,8%, do setor de serviços. 

A indústria cresceu 0,5% e a agropecuária, 0,3%.

 

Presidente autoriza 51 mil vagas para concurso público em 2020

Foto: Valmir Macedo / Cidadeverde.com

O Orçamento da União para 2020 prevê 51.391 vagas para concursos públicos de órgãos do Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público.

O texto foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro sem vetos.

Essas vagas correspondem a um aumento de 1.400% em relação à previsão de 2019 (quando a autorização abrangia apenas 3.369 servidores). 

Distribuição das vagas

Do total de vagas, 45.816 (cerca de 89%) são para preencher cargos desocupados por mortes e aposentadorias.

Já o restante é referente aos chamados postos de criação, que são aqueles que resultam da expansão do número de servidores de cada pasta.

A maioria das vagas para 2020 concentra-se no Executivo, área que não estava contemplada no Orçamento de 2019. São: 

- 46.708 vagas para o Executivo
- 3.288 vagas para o Judiciário
- 1.216 vagas para a Defensoria Pública
- 154 vagas para o Legislativo
- 25 vagas para Ministério Público e Conselho do MP.

A autorização não quer dizer, entretanto, que esses concursos vão, de fato, ocorrer. Até porque essas contratações vão de encontro com a política do governo de enxugar a máquina pública. O Orçamento de 2020 destina R$ 344,6 bilhões para despesas com pessoal.

Vendas no comércio piauiense crescem 1%, mas acumulado do ano é negativo

Foto: arquivo Cidade Verde


O volume de vendas do comércio varejista piauiense cresceu 1% entre outubro e novembro deste ano, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apenas cinco estados da federação tiveram resultado negativo: Amapá e Rio Grande do Norte (-0,7%), Santa Catarina e Distrito Federal (-0,6%) e Mato Grosso (-0,1%).

O melhor desempenho foi o registrado em Roraima, que teve alta de 9,3%. O Piauí está em 14º lugar, juntamente com São Paulo, Rio de Janeiro e alagoas. 

No Brasil, o crescimento do comércio varejista nesse período foi de 0,6%.

Comércio varejista ampliado 

No comércio varejista ampliado, o resultado do Piauí, entre outubro e novembro, foi negativo (-0,5%) - o mesmo resultado apresentado pelo Brasil.

Nesse aspecto, além do Piauí, outras 13 unidades da Federação tiveram desempenho negativo.

Novembro 2019 x novembro 2018

Frente a novembro de 2018, a variação das vendas do comércio varejista nacional foi de 2,9%, com predomínio de resultados positivos em 22 das 27 unidades da Federação.

Mas nessa comparação, o Piauí teve o pior desempenho do país, com queda de 1,7% no volume de vendas e queda de 4,3% no comércio varejista ampliado. 

Acumulado

No ano, o comércio varejista do Piauí acumula perda de 7,1% no volume de vendas. É o pior resultado do país.

Receita

Entre outubro e novembro, a receita do varejo cresceu 0,6%. Entre novembro de 2019 e o mesmo mês do ano anterior, cresceu 0,5%, mas acumula queda de 3,8% no acumulado do ano.

Edital do Banco do Nordeste destina R$ 6 milhões para inovações em atividades produtivas

Estão abertas as inscrições do edital Fundeci 02/2019 – Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste, que concede recursos não reembolsáveis para apoio a iniciativas de difusão e transferência de tecnologias em atividades produtivas. São R$ 6 milhões disponibilizados para projetos que beneficiem os territórios atendidos pelo Plano AgroNordeste do Governo Federal e pelo Programa Banco do Nordeste de Desenvolvimento Territorial (Prodeter).

Podem participar quaisquer instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos, como fundações, institutos, autarquias, outras entidades da Administração Pública Direta ou Indireta e Organizações da Sociedade Civil, desde que sediadas ou com atuação nos estados nordestinos e nos nortes de Minas Gerais e do Espírito Santo. Os projetos elegíveis devem propor a inclusão de inovações adaptadas às realidades locais, considerando pelo menos um dos quatro elos das cadeias produtivas – insumos, produção, beneficiamento ou comercialização.

Os instrumentos de difusão de conhecimento devem ser adequados aos diversos níveis de instrução e de produção dos participantes, como cursos, oficinas, dias de campo, unidades de referência tecnológica, entre outros. As inscrições estão abertas até o dia 7 de fevereiro. Informações adicionais estão disponíveis no site do Banco do Nordeste.

Dono da Timon City nega falência da empresa: "é tudo fake news"

Foto: Reprodução / Whatsapp 

Circula nas redes sociais uma imagem de uma folha de papel, timbrado com a logomarca da Câmara de Vereadores Timon, colocando em pauta, na sessão do dia 15 de janeiro, o encerramento das atividades da empresa Timon City, que faz linha entre Timon e Teresina. 

Mas o proprietário da empresa, Ramon Alves Sousa, garantiu à Coluna Economia & Negócios do Cidadeverde.com que a informação de que a empresa vai fechar é falsa.

"Nossa concessão não tem nada a ver com a Câmara. É uma concessão dada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT. Isso tudo é falso. Não existe falência, não existe encerramento das atividades, não houve nenhuma audiência. Estamos é trabalhando muito", enfatizou o empresário.

Ramon disse que entrou em contato com a Câmara e lá também não sabiam informar de onde veio essa informação falsa.

"Quero saber de onde isso partiu. Eu estava na fábrica, trabalhando para renovar a frota de veículos e me ligaram falando que tem essa mensagem circulando, mas isso é mentira", reforçou.

A Timon City tem 14 ônibus que fazem linha entre Teresina e Timon e emprega 50 funcionários. 

Enquanto em Teresina a passagem é R$ 3,85 a inteira e R$ 1,28 para estudantes, a empresa Timon City opera cobrando R$ 3 a inteira e R$ 1,50 a meia. Ramon garante que esse valor é suficiente.

"Estamos indo bem. Todos são pagos em dia e temos lucro. Queremos, em breve, baixar ainda mais esse valor e vamos fazer um sistema para que um pai de família pague só R$ 90 por mês para ter direito a andar quantas vezes quiser de ônibus. Para isso, basta que a gente consiga implantar a bilhetagem eletrônica. Essa é nossa luta", completou Ramon.

Polo Têxtil de Piripiri será inaugurado nessa terça-feira (21)

Foto: Divulgação / Governo do Estado

Será inaugurada, nessa terça-feira (21), a reforma e ampliação do Polo Têxtil de Piripiri, município localizado na região norte do Estado. Executada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), do Governo do Estado, a obra, que tem um espaço de 1.300m², contou com um orçamento de aproximadamente R$ 1,5 milhão.

O local tem capacidade para 30 boxes que serão distribuídos da seguinte maneira: 26 unidades divididas entre os comerciantes daquela região e 4 unidades cedidas à cidade de Pedro II. Há também espaço para restaurante, banheiros e estacionamento. Todas as áreas terão wifi. 

Com o objetivo, alavancar a economia de Piripiri, cidade que se destaca no Piauí como sendo o segundo maior Polo Têxtil do estado, o projeto promete gerar empregos diretos e indiretos por meio da comercialização de mercadorias em geral, impulsionando o forte potencial criativo da região e proporcionando melhorias na qualidade de vida das pessoas. 

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Igor Néri, a intenção é dar ao município visibilidade e reconhecimento. “Piripiri já se destaca no nosso estado por ser o segundo maior polo têxtil. Nosso intuito com a reforma e ampliação é levar para os comerciantes, e para a população em geral, condições de vida que favoreçam a todos. Além disso, pretendemos ainda, incentivar o comércio na região, gerando emprego e renda que alavanquem a economia do Piauí e com isso, tornar o munícipio referência na produção têxtil do Nordeste”, destacou Igor. 

A inauguração está prevista para às 15h30 dessa terça-feira (21) e contará com a presença do Governador do Estado, Wellington Dias (PT), do secretário de Desenvolvimento Econômico, Igor Néri, de representantes do Governo, lideranças locais, comerciantes e população em geral.

Em seis anos, nº de brasileiros que compram pela internet dobrou

Foto: Izabela Pimentel / Cidadeverde.com

Entre 2013 e 2019, o número de brasileiros que fizeram compras pela internet quase dobrou, passando de 23% para 42%.

A informação é da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo o órgão, o percentual sobe à medida em que aumentam a renda familiar e a frequência em que se costuma acessar a rede mundial. 

Além disso, a parcela de brasileiros que afirma nunca comprar produtos piratas subiu de 28% para 45%.

O estudo mostra que as principais vantagens percebidas nas compras pela internet são produtos mais baratos e acessíveis, além da praticidade e da comodidade. Conheça abaixo as principais conclusões da pesquisa:

Renda maior = compras mais frequentes

74% dos brasileiros com renda familiar superior a cinco salários mínimos já fizeram compras pela rede mundial. Essa parcela cai para 59% entre pessoas com renda entre dois e cinco salários mínimos e para 37% na faixa entre um e dois salários mínimos. Entre brasileiros com renda familiar de até um salário mínimo, apenas dois em cada 10 consumidores recorreram ao comércio eletrônico.

Produtos e serviços

O brasileiro adquire mais produtos do que serviços pela internet. Entre os que realizam compras online pelo menos uma vez, 98% mencionam ter comprado produtos e 75%, serviços. 

De acordo com o levantamento, os produtos mais comprados pela internet são eletrônicos (TV, celular, videogames etc), citados por 43% dos entrevistados. Essa categoria é seguida por calçados, bolsas e assessórios (31%); vestuário (23%); eletrodomésticos (18%) e livros (16%). 

Já os serviços mais consumidos são refeições (16%); música, jogos e filmes em serviços de streaming (16%); ingressos para shows e cinema (15%); transporte urbano (15%) e passagens aéreas (12%).

Posts anteriores