Cidadeverde.com

FMS lança novo concurso para médicos e enfermeiros; Edital em fevereiro

A Fundação Municipal de Saúde anunciou novo concurso público para contratação de médicos obstetras, neonatalogistas, intensivistas, cirurgiões torácico e geral e neurocirurgião, além de enfermeiros obstetras, enfermeiros diaristas e plantonistas e técnicos em enfermagem. O edital será lançado em fevereiro, mas o número de vagas ainda não foi definido. 

O presidente do órgão, Francisco Pádua, informou que a FMS já convocou 2.900 aprovados em concursos para a área da Saúde. As novas vagas, segundo ele, são para substituir servidores, para formar as equipes de trabalho de duas UPAS (Unidade de Pronto Atendimento) e reforçar os atendimentos na Maternidade Prof. Wall Ferraz, no Dirceu e no Centro de Parto Normal da Maternidade do bairro Buenos Aires. "Ainda estamos fazendo o levantamento da quantidade de vagas necessárias", declarou Pádua.

Na ampliação da Maternidade Prof. Wall Ferraz serão mais 28 leitos obstétricos e no centro de Parto Normal 30 leitos.

Salários
Segundo a prefeitura, além de novo concurso, os médicos tiveram reajuste salarial. No caso de 20h, nível A 1, o salário era R$ R$ 3.541,45 em 2012 e em 2015 passou para R$ 6.454,72. Já o médico 24 horas, nível C6, que recebia vencimentos de R$ 8.235,94, passou a ganhar R$ 15.011,07. O reajuste foi, portanto, de 82%, em três anos.

Aneel divide bandeira vermelha e conta de luz diminui em fevereiro

O sistema de bandeiras tarifárias das contas de luz terá mudanças a partir de fevereiro. A principal alteração, aprovada hoje (26) pela Aneel, é a criação de um novo patamar de cobrança, o que deve resultar no barateamento das contas de luz a partir de 1º de fevereiro. A bandeira vermelha passará a ser dividida em dois patamares: um mais barato, com cobrança extra de R$ 3,00 para cada 100 kWh, e outro mais caro, que mantém o valor de R$ 4,50 por 100 kWh consumidos.

Pela nova regra definida pela Aneel, a bandeira amarela entrará em vigor caso as termelétricas em operação no país tenham custo de produção entre R$ 211,28 e R$ 422,56 para cada megawatt-hora. A bandeira amarela ainda não vigorou no país desde o início do regime de bandeiras. Se continuar chovendo forte, existe a possibilidade que a bandeira das contas de luz fique amarela ainda neste ano.

Mercado livre de energia geraria economia de 46% para Indústria

A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) defende o acesso de todas as unidades fabris instaladas no Brasil ao mercado livre de energia. A medida, segundo a entidade, estimularia o setor produtivo, com redução da taxa inflacionária e impulso ao crescimento econômico. A proposta será entregue na próxima quinta-feira (28) ao ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

Os consumidores passariam a comprar energia diretamente dos geradores ou comercializadores, por meio de contratos bilaterais com condições livremente negociadas. Atualmente, apenas 15 mil indústrias no país têm acesso ao mercado livre, mas o país tem cerca de 330 mil indústrias. A associação destacou que há previsão de preços “extremamente favoráveis” no mercado livre de energia pelo período de 2016 a 2020, “em função da sobra energética no sistema”. A Abraceel afirma ainda que dois estudos sobre o assunto projetam uma redução de 46% na conta de luz das indústrias. 

Edital para telefonia móvel dos Correios prevê valor mínimo de R$ 282 milhões

Até o dia 17 de março, os Correios receberão as propostas de empresas interessadas no projeto de exploração do serviço de telefonia móvel por meio de rede virtual (Mobile Virtual Network Operator - MVNO). Para concorrer, a operadora deve estar presente em pelo menos 50% dos municípios brasileiros. A estatal será credenciada a uma operadora de celular como seu representante, porém com chip marca Correios. Nessa operação, os Correios usarão a infraestrutura de telecomunicações da operadora selecionada, conforme prevê a resolução 550/2010 da Anatel. 

Os Correios retomam o processo seletivo com um novo edital, aperfeiçoado com sugestões recebidas pelas operadoras. Após a abertura das propostas, todas as empresas poderão fazer novos lances. Os Correios avaliarão as propostas considerando o somatório do maior valor de remuneração dos chips pré-pagos e do maior percentual de comissão pela venda de recargas realizadas. O valor mínimo previsto para a operação pretendida é de R$ 282 milhões, para um período de cinco anos.

Teresina entra na rota de voos da MAP a partir de maio

 

 

Mais uma linha aérea começará a operar em Teresina. A MAP confirmou, através de sua página no Facebook, que a partir do dia 30 de maio, a capital do Piauí entrará na sua rota de serviço.

As passagens já estão disponíveis para compra no site da operadora. O trecho Teresina-Imperatriz custa em torno de R$ 330. A empresa oferece saída de voo em 16 cidades. A saída de Teresina, até o momento, só está disponível para cinco destinos: Altamira (PA), Imperatriz (MA), Manaus (AM), Parintins (AM) e Santarém (PA).

Exigir valor mínimo para passar o cartão é crime contra o consumidor

Exigir um valor mínimo para a compra no cartão de crédito é crime contra o consumidor. A regra vale para todos os estabelecimentos, inclusive pequenos comércios. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor explica que para o comerciante, dar a opção de pagamento com o cartão é uma estratégia para atrair mais clientes. Portanto, os custos são inerentes à sua atividade comercial. Já o Procon acrescenta que, caso o consumidor se depare com a exigência de valor mínimo de compras ou de preço mais alto para pagamento com cartão, é possível reclamar e informar que a prática é abusiva. Caso o estabelecimento insista, é possível denunciá-lo ao Procon da cidade. 

Governo convocará 300 novos PMs e enviará policiais para Olimpíadas

O secretário da Administração do Piauí, Franzé Silva, garantiu que o cronograma de chamamento dos concursados divulgado em outubro do ano passado será cumprido pelo governo com apenas uma mudança: a convocação de policiais militares será antecipada para atender a demanda das Olimpíadas deste ano.

"Vamos ceder policiais para as Olimpíadas e, por isso, teremos que chamá-los antes do previsto. No cronograma estava previsto o chamamento de parte deles em fevereiro e a outra parte para dezembro, mas vamos os 300 agora, para não faltar policiais nas ruas", explicou o secretário. 

Veja abaixo o cronograma de chamamento divulgado no ano passado, para ser cumprido este ano:

 


Além dessas, estão previstas para o mês de setembro a nomeação de 59 agentes de Polícia Civil e 19 escrivães. Para dezembro, serão 50 soldados bombeiros. Vale ressaltar que o governo já está chamando os 300 policiais militares que seriam convocados durante o ano. 

"Não vamos reajustar nada", diz Franzé sobre piso dos professores

"Não vai haver reajuste porque já pagamos acima do piso" - a declaração é do secretário da Administração do Piauí, Franzé Silva, sobre as reivindicações dos professores da rede estadual de ensino. Para discutir o assunto, o gestor vai se reunir nesta tarde com representantes do Sinte. 

"Queremos encontrar saídas que não leve o alunado ao prejuízo, com o atraso do início do período letivo, mas levando em conta a situação econômica do governo. Essa pauta de pagar o piso nacional é pauta vencida porque o que está sendo colocado é o pagamento de R$ 2.135 para 40h a partir de janeiro. Mas, o menor salário pago no Piauí para professor de 40h é de R$ 2.221, ou seja, R$ 86 a mais que o piso nacional. Os outros estados estão dando reajuste para chegar a esse valor. Mas, se o Piauí já paga, não vamos reajustar nada. Não para cumprir o piso", enfatizou.

Outra pauta em questão é o pagamento de reajustes aprovados no ano passado. Segundo a categoria, o acordo não está sendo cumprido, mas Franzé garante que não há atrasos. "Se eles olharem o contracheque online vão ver que estão lá, a partir de janeiro, os 4% reivindicados".

Franzé destacou que existe abertura do governo para diálogo com os professores. "Nos interessa não entrar em conflito com o servidor e ninguém pode reclamar que não há diálogo. Sempre estamos presentes, mostrando os números", finaliza.

PMT vai arcar com custos se houver déficit no transporte público, diz Strans

 

O superintendente de Trânsito de Teresina, Carlos Daniel, afirmou que se houver déficit de orçamento no transporte público de Teresina, a prefeitura irá arcar com os custos. A declaração foi dada nesta terça-feira (26), em entrevista ao Jornal do Piauí. O reajuste na passagem de R4 2,50 para R$ 2,75 atingiu apenas quem paga a tarifa completa. A meia-passagem permaneceu inalterada em R$ 1,05.

Para o superintendente da Strans, o prefeito Firmino Filho (PSDB) decidiu congelar o valor de quem paga "meia" para evitar que, com a crise econômica, os pais deixem de enviar os filhos à escola. "A atualização do valor estava calculado em R$ 2,83, mas o prefeito baixou para R$ 2,75 e manteve a meia-passagem. Se for necessário completar os recursos, a prefeitura terá que arcar com os custos", completou.

Ainda segundo o superintendente, o valor da tarifa foi apenas "corrigido", a partir do cálculo com os novos valores dos insumos. Em reunião na manhã da última segunda-feira (25), juiz Rodrigo Alaggio Ribeiro, da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública, decidiu revogar a decisão que suspendia o reajuste da tarifa de transporte público. Com isso, a passagem que estava custando R$ 2,50 no fim de semana, voltou ao valor de R$ 2,75 na manhã desta terça-feira (26). "As dúvidas que tínhamos foram esclarecidas. O reajuste estava suspenso porque não havia no processo os dados que comprovavam a necessidade do aumento, mas agora não vemos mais motivos para manter a suspensão", explicou o juiz que emitiu a decisão. Dentre os motivos alegados para a suspensão estão: inflação e aumento de salários. 

Azul lança novos voos com destino ao Nordeste

A Azul terá voos regulares partindo do Recife (PE) para 12 novas cidades ainda neste semestre. Com isso, a companhia vai dobrar o número de destinos que hoje conecta à capital pernambucana: serão 32 decolagens diárias, para 24 bases. 

A previsão é de que até maio todas as novas rotas estejam disponíveis, mas algumas delas já começarão a funcionar em fevereiro. Veja como vai ficar:

- Voos diários e sem escalas com destino a Recife, partindo de: Brasília (DF), Belém (PA), João Pessoa (PB), Petrolina (PE) e Juazeiro do Norte (CE).

- Operações retomadas de Campina Grande (PB) para Recife. 

- Aos sábados, haverá também conexões para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo; para Curitiba (PR); Goiânia (GO); Ilhéus (BA); Porto Seguro (BA) e Presidente Prudente (SP).

- A Azul passará a ter ainda dois voos diários do Recife para o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo; três para Natal (RN) e Belo Horizonte (MG); e quatro para Fortaleza (CE) – todos com estreia em 15 de março. 

- Viagem de lazer: Aos fins de semana, a aérea pretende ainda criar uma malha dedicada a quem viaja para o Nordeste a lazer, pela sua operadora de turismo, a Azul Viagens. Os voos ligariam capitais como São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Goiânia, Brasília e Porto Alegre, além de Presidente Prudente, aos destinos da região via Recife. 

A ideia de fortalecer a presença no Nordeste é anunciada pela Azul dias depois de ela divulgar que quer reduzir em 7% o número total de voos no país. A companhia também disse que vai diminuir o tamanho de sua frota e repassar alguns aviões para a portuguesa TAP. Eles começarão a ser enviados ao país europeu em fevereiro. Os planos da empresa de aumentar os voos na capital pernambucana ainda precisam ser aprovados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).


Confira as datas de estreia dos novos voos:

22 de fevereiro: Recife/João Pessoa

15 de março:
- Recife/Brasília
- Recife/Belém
- Recife/Juazeiro do Norte
- Recife/Petrolina
- Recife/Ilhéus
- Recife/Goiânia
- Recife Curitiba

29 de março: Recife/Campina Grande

2 de abril:
Recife/ Porto Seguro
Recife/ São Paulo (Congonhas)

7 de maio: Recife/Presidente Prudente

 

Posts anteriores