Cidadeverde.com

Comércio tem pior trimestre da história

O movimento dos consumidores nas lojas de todo o país caiu 1,5% em março na comparação com o mês anterior, segundo a Serasa Experian. Em relação ao mesmo mês do ano passado,  a retração da atividade varejista foi de 9,2%. No acumulado do primeiro trimestre, a atividade varejista caiu 8,5% na comparação com o primeiro trimestre de 2015.

A causa

Os motivos, segundo a Serasa, estão associados diretamente à crise econômica: o aumento do desemprego, as taxas de inflação ainda elevadas, o crédito cada vez mais caro e o baixo grau de confiança do consumidor continuam impactando negativamente o desempenho da atividade varejista no país, especialmente nos segmentos onde o crédito sempre exerceu um papel importante na comercialização.

Setores mais atingidos

- móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática (-2,5%)
- supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-1,0%)
- material de construção (-0,6%)

Por outro lado, o movimento cresceu nos segmentos de combustíveis e lubrificantes (0,2%), veículos, motos e peças (0,3%) e tecidos, vestuário, calçados e acessórios (0,6%).

Empregador doméstico tem até esta 5ªfeira para pagar o Simples Nacional

Os empregadores domésticos têm até esta quinta-feira (7) para realizar o pagamento do Documento de Arrecadação do eSocial (DAE) de março. Ele reúne em uma única guia as contribuições fiscais, trabalhistas e previdenciárias que precisam ser recolhidas pelos empregadores domésticos. Para a emissão da guia unificada, o empregador deve acessar a página do eSocial (www.esocial.gov.br) na internet. O Simples Doméstico é o regime instituído por lei que unificou o pagamento dos tributos e dos encargos trabalhistas e previdenciários que deverão ser recolhidos pelos empregadores domésticos em função dos trabalhadores a eles vinculados.

 

Nova sede da AIP funcionará no prédio da FIEPI

O presidente da Federação das Indústrias do Piauí - FIEPI, Zé Filho, comunicou que a sede da instituição vai abrigar duas associações: a AIP (Associação Industrial do Piauí) e a APEOP-PI (Associação Piauiense dos Empresários de Obras Públicas). A decisão foi tomada após reunião com os respectivos presidentes. Na ocasião, foi proposta a reabertura do Centro das Indústrias do Estado do Piauí - CIEPI. “A FIEPI pode aglomerar todas as instituições do setor que o tem o mesmo objetivo, desenvolver economicamente o nosso Estado, e eu não vejo nenhum estado crescer sem ser industrializado, sem oferecer empregos. Temos que caminhar unidos em prol de uma indústria forte em nosso Estado”, afirmou.

O diretor-presidente da  Companhia de Terminais Alfandegados do Piauí, Ted Wilson, fez uma apresentação sobre a Companhia Porto PI SA, que será o primeiro porto seco instalado no Estado. “Buscamos uma aproximação com a indústria, nossa economia é mista 60% governo e 40% privado e estamos com abertura de capital privado, onde definiremos cotas de participação para a indústria. Já temos o terreno no Polo Empresarial Sul, verbas para atuação e até o final do ano estaremos operando, onde os empresários poderão importar e exportar”, afirmou.

Menos de 30% dos domicílios do PI têm computador ou tablet

Apenas 27,2% dos domicílios piauienses possuiam microcomputador ou tablet em 2014. Isso quer dizer que o Estado tem o segundo menor percentual do Nordeste, perdendo apenas para o Maranhão (22,5%). O maior percentual da região é o da Paraíba (42,6%). Os dados são do IBGE e foram divulgados nesta quarta-feira (6), no Suplemento de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), obtido pela PNAD.

O levantamento aponta que, com relação aos tablets, somente 7,9% dos domicílios do Estado tinham esse equipamento eletrônico em 2014. Além disso, 352 mil domicílios (36,6%) tinham acesso a Internet, que era possível das seguintes formas:

- 46,5% (164 mil) acessaram a Internet somente através do telefone móvel celular
- 9,1% (32 mil) somente através de microcomputador 
- 0,6% (2 mil) somente por meio do tablet. 

987 mil pessoas (36,4%) de 10 anos e mais utilizaram a Internet, dos quais 406 mil são estudantes. 

O Piauí tinha 963 mil domicílios em 2014.

 

 

Televisão de tela fina

Em 2014, 298 mil domicílios do Piauí possuíam aparelhos de televisão de tela fina. Outros 725 tinham TVs de tubo.  No ano, 435 mil domicílios (48,3%) tinham recepção de sinal de televisão somente com antena parabólica e 198 mil domicílios (22%) tinham recepção de sinal digital de televisão aberta. Somente  89 mil domicílios (9,9%) tinham acesso à televisão por assinatura.

Dados do Brasil

Com referência aos resultados para o Brasil, ainda entre os domicílios com aparelhos de TV, cerca de 15,1 milhões (23,1%) não tinham nenhuma das três modalidades de acesso à programação televisiva investigadas (nem televisão por antena parabólica, nem televisão por assinatura, nem televisão digital aberta). Para os domicílios sem nenhuma dessas três modalidades, a alternativa de acesso à programação televisiva é a televisão analógica aberta. Esse grupo de domicílios merece atenção especial, pois ficaria impossibilitado de acessar programação televisiva por meios convencionais quando concluído o processo de desligamento do sinal analógico e sua substituição pelo sinal digital em todo o Território Nacional. A Região Norte continuou com o maior percentual de domicílios sem nenhuma das três modalidades (27,7%) e o Sudeste (21,8%), com o menor percentual.

Jornada de Palestras Gratuitas aborda educação financeira

 
Administração de finanças, planejamento e orientações sobre o mercado financeiro são temas da Jornada de Palestras Gratuitas que acontecem até o próximo dia 16, ministradas por Enzo Giunti. O profissional que atua há 30 anos no mercado financeiro é também oficial da Força Aérea Brasileira (FAB). Ao todo serão 14 palestras gratuitas para pessoas ou representantes de instituições dos mais variados setores que tenham interesse em participar. 
 
A programação está dividida nos seguintes horários: 8h30, 10h30, 15h e 19h. O evento acontece no Edifício The Office Tower na zona leste de Teresina e é importante que os interessados reservem as vagas previamente por meio do telefone: (86) 3085-5732 ou ainda pelo e-mail: contato@privateadvisor.com.br. A Jornada de Palestras Gratuitas tem como principal objetivo despertar o interesse pelo cuidado com as finanças corporativas e pessoais, orientando os participantes para uma atuação mais segura no mercado.

 

Brinquedos devem ficar até 25% mais baratos em 2016

A indústria de brinquedos brasileira (Abrinq) divulgou números que apontam para a redução dos preços dos produtos em 2016. Segundo o presidente, Synésio Batista da Costa, a queda se dará pelo fim da substituição tributária, que consumia 25% do capital de giro das empresas. "Ao não ter mais essa despesa e o varejo não ser mais onerado com esse custo, o preço do brinquedo vai cair daqui para a frente", avalia.

Outro fator importante é que, com o dólar em alta, o mercado pode contar com a redução de importações em 2016. Synésio acrescentou que, em 2015, houve queda de 4,8% nas importações. Com isso, estima-se que haverá cerca de US$ 70 milhões (R$ 253 milhões) a mais disponíveis para a indústria nacional.

Brinquedos estavam caros

Em dezembro de 2015, a inflação dos brinquedos chegou a 3,67%. No ano anterior, era de 0,37%, no mesmo período. Por causa da alta, os brasileiros optaram por produtos mais baratos. Os brinquedos acima de R$ 100, que representavam 19,9% das vendas em 2014, caíram para 13,5% no ano seguinte. Um em cada quatro brinquedos vendidos está na faixa de preço de R$ 31 a R$ 50. Em seguida, aparecem os produtos na faixa de R$ 21 a R$ 30 (19,5%).

Dia das Mães deve abrir 23 mil vagas de trabalho temporário

Pesquisa do Centro Nacional de Modernização (Cenam) estima que o Dia das Mães deve abrir 23 mil vagas de trabalho temporário em todo o país. Parece muito, mas o número é 28% menor que o do ano passado - em um momento em que os desempregados no país já somam 9,5 milhões. Em 2015, foram abertas 32,5 mil vagas temporárias nesse período. A chance de efetivação é de 2%. Veja os setores que devem contratar mais: 

- Indústria: 67%
- Comércio: 12%
- Entretenimento e lazer: 6%
- Feiras e Eventos: 6%
- Limpeza, portaria e serviços (5%) 
- Hotelaria: 4%

Perfil

Segundo a pesquisa os homens devem preencher 56% das vagas disponíveis, as mulheres 44%. As chances de contratação estão também distribuídas por idade:

- Entre 22 e 35 anos: 87%
- Acima de 36 anos: 8%
- Entre 17 e 21 anos: 5%

A maioria das solicitações é de profissionais com o nível médio completo (54%). Ter experiência anterior é a competência mais valorizada para os empregadores, seguida de facilidade para trabalhar em grupo e dinamismo.

Salários e benefícios

Na indústria, a maior parte dos salários (52%) varia entre R$ 1.321 a R$ 1.980; 43% correspondem a faixa de R$ 1.000 a R$ 1.320; e 4% entre R$ 1.981 a R$ 2.220.

No comércio, a faixa salarial com o maior presença é mais baixa: entre R$ 1.000 e R$ 1.320 (64%). Em seguida estão: R$ 1.321 e 1.980 (29%), R$ 1.981 a R$ 2.220 (6%) e R$ 2.501 e 3.500 (1%).

Entre os benefícios os mais presentes são: vale-refeição (68%), vale-alimentação (24%), seguro de vida (7%) e plano de saúde (1%).

Cargos

Na indústria, as funções mais requisitadas são: operacional (79%), administrativa (11%), comercial (6%) e técnica (4%).

No comércio, os cargos mais requisitados são: vendedor/ promotor de vendas (49%), atendimento (26%), balconista (18%), repositor (3%), fiscal de loja/ caixa (2%), telemarketing (1%) e embalador (1%).

Medo do desemprego faz índice de insatisfação bater recorde no Brasil

Os brasileiros nunca estiveram tão insatisfeitos com a vida. Em março, o Índice de Satisfação com a Vida, que caiu 2,8% ante dezembro de 2015, atingiu 92,4 pontos, o menor patamar desde o início da série histórica, iniciada em março de 1999. As informações são da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na comparação com março de 2015, a queda no indicador foi de 2,4%. O resultado é reflexo de outro dado que assusta: o desemprego. 

O Índice de Medo do Desemprego teve alta de 4,1% em março ante dezembro de 2015 e registrou 106,5 pontos no mês passado. Esse foi o segundo maior indicador da série histórica, iniciada em 1999. Na comparação com março de 2015, o índice cresceu 7,8%. Segundo a pesquisa, o medo do desemprego aumentou mais fortemente entre dezembro de 2014 e março de 2015. O levantamento foi feito com 2.002 pessoas em 143 municípios entre 17 e 20 de março.

Preço do m² de apartamentos no Brasil é o menor desde 2011

Levantamento da FipeZap, divulgado nesta terça-feira (5), mostra que o metro quadrado de apartamentos anunciados em 20 cidades brasileiras teve leve alta de 0,03% em março ante fevereiro, enquanto em 12 meses subiu 0,53%. Este é o menor resultado da série histórica iniciada em 2011. Como a inflação (IPCA) no período é de 9,50%, a queda real do valor do metro quadrado foi de 8,10%. Segundo o levantamento, as cidades que tiveram queda nominal nos preços do metro quadrado sobre fevereiro foram Rio de Janeiro (-0,18%), Fortaleza (-0,8%), Recife(-0,42%), Niterói (RJ, -0,31%), Santos (SP, -0,21%) e Contagem (MG, -0,24%). Em 12 meses, todas as cidades pesquisadas ficaram abaixo do IPCA-15, sendo o resultado mais alto ocorrendo em Florianópolis, de 9,5% no período. O preço médio do metro quadrado nas 20 cidades pesquisadas no mês passado foi de 7.615 reais, segundo a pesquisa. No Rio de Janeiro, o valor continua sendo o mais caro do País (R$ 10.371), seguido por São Paulo, de R$ 8.617.

Heranças só podem ser declaradas no IR após o fim do inventário

Heranças têm que ser declaradas no Imposto de Renda, mas isso só pode ser feito após a conclusão do processo judicial de inventário. É importante frisar que, a declaração da herança tem, obrigatoriamente, que ser feita no ano em que o processo for finalizado, para evitar que o contribuinte caia na malha fina. A divisão dos bens e direitos é listada na Declaração Final do Espólio (o conjunto de bens, direitos e obrigações da pessoa falecida). O valor transmitido deverá ser o mesmo relacionado na declaração do falecido. 

Os bens herdados deverão ser relacionados na ficha de Bens e Direitos na declaração de imposto de renda (herdeiro e meeiro), destacando para cada item o código do bem, a discriminação (relacionar a descrição do bem, data da aquisição que será a mesma do falecimento de quem deixou a herança, seguido das informações do processo de inventário, nome e CPF do falecido) e a situação em 31/12/2015 (valor do bem).

Deverão também ser relacionados na ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributados, na linha 10 - Transferências Patrimoniais - Doações e Heranças, os dados do falecido seguido de seu CPF, nome e valor da herança transmitida. Lá também devem constar os valores recebidos a título de acréscimo patrimonial e os herdeiros devem informar a participação proporcional nos bens partilhados.

Posts anteriores