Cidadeverde.com

7 principais erros de quem estuda pra concurso

Virar a noite estudando, deixar de se divertir, fazer milhões de sacrifícios... nada disso adianta se o equilíbrio tênue entre dedicação, repouso, leitura, exercício, confiança e preocupação com a prova não for encontrado. O site da Exame revelou, após ouvir especialistas no assunto, quais os 7 pecados que não se pode cometer - de jeito nenhum - quando se quer aprovação em concurso.

1. Procrastinar
Não ter uma rotina de estudos - e então se permitir adiar o trabalho quando for conveniente - é um hábito que destrói as chances de qualquer candidato. 

2. Desconhecer o edital 
O documento contém detalhes sobre o programa das provas, os critérios para a candidatura e as fases do processo seletivo. Dar pouca atenção a ele  - ou mesmo acreditar que ele será igual ao das provas anteriores - é um erro grave e muito comum.

3. Desconhecer a banca
Tão grave quanto negligenciar o edital é não saber qual é o perfil dos organizadores do concurso. Cada banca tem um jeito próprio de atuar.  Algumas se concentram no texto da lei, enquanto outras se atêm aos autores e suas doutrinas, ao passo que outras cobram mais jurisprudência.

4. Não fazer resumos
Muitos pedagogos defendem que escrever é uma excelente forma de fixar conteúdo. Por isso, ler e grifar textos teóricos é importante, mas também é obrigatório fazer um fichamento deles com as suas próprias palavras. Além de facilitar a assimilação e a retenção da matéria, o resumo ainda pode ser consultado posteriormente pelo candidato no lugar do livro - o que gera uma preciosa economia de tempo. Só não vale pegar um fichamento pronto na internet, já que ele será uma leitura como qualquer outra.

5. Não treinar 
Sem fazer simulados e questões de provas anteriores, o candidato não vai aplicar a teoria que estudou, não saberá quanto tempo demora para concluir o exame e nem como o conteúdo poderá ser cobrado na prova.

6. Ceder ao “terrorismo” 
Quem é concurseiro sabe: não faltam fóruns e grupos de discussão na internet que só servem para alimentar a ansiedade e tirar a segurança de quem vai fazer a prova. Para não perder tempo com o “terrorismo”, é melhor se concentrar nos seus próprios estudos e manter-se confiante.

7. Abdicar do lazer
A capacidade de relaxar - na medida certa - é virtude. Uma rotina sem lazer é nociva à saúde e ao próprio desempenho do candidato, já que leva à exaustão. Investir em repouso e diversão é essencial para que você se sinta bem e dê seguimento a uma preparação de qualidade.

Fundação seleciona pessoas para trabalhar em restaurante de Teresina

A Fundação Wall Ferraz (FWF), através do Balcão do Trabalhador, está disponibilizando vagas para pizzaiolo, barman e garçom para trabalhar em um restaurante em Teresina. Os interessados devem deixar o currículo para seleção na sede do Balcão, localizado na Rua Firmino Pires, nº 379, Ed. Sarava Center 2º andar, sala 138, Centro Sul.

Para concorrer às vagas, os candidatos devem possuir o curso em uma das áreas reconhecidas pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) e ter experiência na função. O processo de seleção será realizado pela empresa de forma rápida, portanto os candidatos devem estar preparados para mostrarem suas habilidades e se aprovados, começarem a trabalhar de imediato.

Comércio tem pior desempenho desde 2002, indica Serasa

A atividade do comércio brasileiro teve queda de 1,3% em 2015 - o pior desempenho desde 2002, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (12) pela Serasa. Em 2014, o movimento dos consumidores nas lojas teve alta de 3,7%. A inflação foi o motivo principal do péssimo resultado, somada à queda dos níveis de confiança do consumidor e ao aumento do juros, que encareceu as prestações.

Veja algumas das principais quedas:

- tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-3,5%);
- combustíveis e lubrificantes (-1,0%); 
- material de construção (-2,1%);
- supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-1,1%); 
- móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática (-0,9%).

Novo superintendente do BB no PI toma posse

O novo superintendente do Banco do Brasil no Piauí, Pio Gomes de Oliveira Júnior, tomou posse do cargo na última segunda-feira (11), em substituição a Rosélio Furst, que se aposentou. Pio Gomes afirmou que reforçará a continuidade do trabalho desenvolvido pela instituição, fortalecendo as parcerias com o Estado, os municípios e os setores produtivos, dentre eles o agronegócio. “O Banco do Brasil tem a firme decisão de continuar trabalhando e apoiando as estratégias de desenvolvimento do Estado”, afirmou.

Pio Gomes, como é conhecido, é cearense de Jucás, tem 53 anos de idade e 33 de serviço no Banco do Brasil. Graduado em Direito, especialista em Gestão Financeira e Formação Geral para Altos Executivos, já exerceu o cargo de Superintendente Estadual do BB em Rondônia e Superintendente Regional do BB em outras cidades nos Estados do Ceará e Maranhão.

Cesta básica aumenta 15,9% em Teresina e custa mais de R$ 300

A cesta básica em Teresina fechou o ano de 2015 custando R$ 307,12 - 15,91% mais cara que em 2014. De acordo com relatório apresentado pela Fundação Cepro, o aumento entre novembro e dezembro do ano passado foi de 4,76%. O preço da cesta básica é o indicador de referência direta ao poder de compra do salário mínimo. O aumento expressivo foi puxado, especialmente, pelo preços dos alimentos, que registrou aumento atípico em 2015.

Em dezembro, o valor da cesta básica também subiu em todas as cidades. A maior alta foi registrada em Belém (7,89%), seguida por Florianópolis (5,86%) e Fortaleza (5,58%). Os avanços menos expressivos ocorreram em Manaus (1,25%) e Recife (1,45%). O maior custo da cesta foi apurado em Porto Alegre (R$ 418,82), seguido de Florianópolis (R$ 414,12) e São Paulo (R$ 412,12). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 296,82) e Natal (R$ 309,92).

Inflação em Teresina fecha em 10,67% e a alimentação é o que mais pesa

 

Não teve jeito! Teresina fechou o ano de 2015 com a inflação em dois dígitos: 10,67% - mesmo percentual da inflação nacional, medida pelo IPCA. A informação é da Fundação Cepro, órgão oficial responsável pelo cálculo do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) no Piauí. Em novembro, este número já havia chegado aos dois dígitos, porém, segundo o diretor de estatísticas responsável pela pesquisa, Elias Alves Barbosa, não se esperava um aumento tão significativo no último mês do ano. “Todo mês de dezembro temos alta em determinados setores, mas há muitos anos não se chegava a tanto. Tivemos agora um aumento de 1,18% no Custo de Vida do teresinense e isso dado, principalmente, aos produtos alimentícios que, sozinhos, aumentaram 2,64%”, descreve o pesquisador.

Os principais responsáveis pelo aumento anual da Inflação na capital foram exatamente aqueles que pesam diretamente sobre o orçamento das famílias de menor poder aquisitivo:

- Alimentos (+13,55%)
- Transportes (+13,77%)
- Serviços de Natureza Pessoal (+13,41%)
 

Por outro lado, houve deflação de 1,42% no setor de vestuário. A Cepro atribui o resultado à diminuição do poder de compra do consumidor, que está com gastos limitados. "O setor teve que baixar preços para atrair teresinenses. Vimos isso neste último mês e vamos ver isso se repetir nos próximos, com certeza”, explica o diretor de estatística.
 

Veja os 2 principais concursos de 2016, com vagas para o Piauí

Apesar do anúncio do governo federal da suspensão dos concursos públicos em 2016, feito em setembro do ano passado, devido à contenção de gastos, a medida ainda não foi concretizada e só afeta os certames que ainda não tinham sido autorizados. Em entrevista à mídia nacional, Nestor Távora, coordenador dos cursos para concursos públicos da LFG afirmou que acredita na abertura de vagas no setor público, mesmo que contidas. Veja os concursos já confirmados para o ano, com vagas para o Piauí:

INSS
Vagas: 950
Prova: maio
Inscrições: até 22 de fevereiro (Cespe)
Vagas para: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, PIAUÍ, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rondônia, Roraima, São Paulo, Sergipe, Tocantins, e no Distrito Federal.
Salário: R$ 7,5 mil

IBGE
Vagas: 600
Inscrições: até 28 de janeiro (FGV)
Vagas para: As vagas são para os estados do Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, PIAUÍ, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.
Salário: R$ 9,3 mil

Pedido de falência cresce 7,3% em 2015; Maioria é de pequenos negócios

A Serasa Experian informou, ainda, que de janeiro a dezembro do ano passado, houve 1.783 pedidos de falência em todo o país, movimento 7,3% maior que em 2014 (1.661).

- A maioria (923) envolveu micro e pequenas empresas;
- 415 médias;
- 448 grandes. 

Em dezembro último, porém, o número caiu 24,6% com 129 solicitações.

Recuperação judicial

Os pedidos de recuperação judicial cresceram 55,4% em 2015 sobre o ano anterior, atingindo 1.287 solicitações, segundo o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Foi o maior número desde 2006, após a entrada em vigor da Nova Lei de Falências, em junho de 2005. Em 2014, houve 828 pedidos contra 874 de 2013. Do total de 2015:

- 688 pedidos se referem a micro e pequenas empresas;
- 354 foram solicitados por empresas de médio porte;
- 245 por grandes empresas. 
- Em dezembro, houve alta de 23% sobre novembro, com 150 ações;
- Em relação a dezembro de 2014, o aumento foi de 183%.

 

 

Teresina é uma das cidades mais competitivas do mundo, diz Bird

O Banco Mundial divulgou ranking apontando Teresina como uma das cidades mais competitivas do mundo, conseguindo crescimento do PIB e geração de empregos superior à média geral do país. Campo Grande, Recife e Curitiba também se destacam na região da América Latina e Caribe. O estudo é relativo ao período entre 2006 e 2012. Foram avaliadas 750 cidades, em 160 países, a partir da capacidade para adicionar valor, gerar postos de trabalho, aumentar a produtividade e a renda dos moradores. Questões de infraestrutura, ambiente legal e regulatório e dimensionamento do potencial de comercialização de bens e serviços entraram na conta.As informações foram divulgadas pela prefeitura de Teresina.

O turismo da capital piauiense foi destaque no estudo, por atrair pessoas para diversos setores, especialmente negócios, saúde e eventos. No ano passado, a cidade recebeu dois prêmios o Ministério do Turismo e do Sebrae Nacional como o destino que mais cresceu em competitividade em 2014. Quanto à geração de emprego, de janeiro a novembro de 2015, foram criados mais de 5 mil postos de trabalho, colocando Teresina como a primeira capital no Nordeste e a terceira no Brasil na geração de emprego.

Senado Federal oferece 24 cursos gratuitos à distância para 2016

O Senado Federal está oferecendo 24 cursos gratuitos à distância. Os cursos têm temática abrangente e são voltados para administração pública, as diversas correntes políticas ao longo da história, relações internacionais, Mercosul, política contemporânea, desenvolvimento de equipes e etc. Os interessados devem fazer a inscrição pelo site do Senado
 

Posts anteriores