Cidadeverde.com

Divulgado resultado do concurso para promotor no PI; salário de R$ 24,8 mil

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

 

Foi divulgado na quinta-feira (14) o resultado do concurso para promotor do Ministério Público do Piauí. Os aprovados receberão, inicialmente, R$ 24.818,90.

O certame teve 2 mil inscritos. Os candidatos ainda podem entrar com recurso contra o resultado final. O procedimento deve ser realizado pelo site da Cespe/UNB entre as 9 horas do dia 19 de novembro (terça-feira) até as 18 horas do dia 20 de novembro (quarta-feira). 

As respostas aos recursos interpostos contra o resultado provisório na avaliação de títulos estarão à disposição dos candidatos a partir da data provável de 21 de novembro de 2019.

Clique aqui para ver a lista de aprovados.

FMS convoca 121 aprovados em processo seletivo

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está convocando 121 candidatos aprovados no Processo Seletivo Edital 1/2019, para que compareçam, a partir desta quarta-feira (23), à sede da instituição, para que sejam providenciados os procedimentos para a sua contratação. Os profissionais serão lotados nas Unidades Básicas de Saúde, hospitais e outras unidades de saúde do município, em substituição a profissionais em licença ou afastamentos.

Os candidatos devem se dirigir ao Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção na sede da FMS, que fica na Rua Governador Artur de Vasconcelos, 3015, bairro Aeroporto, de segunda a quinta-feira, das 8h às 12h30. O prazo para que os aprovados comparecerem à FMS é de 30 dias, improrrogáveis, a contar da publicação do Edital de Convocação no Diário Oficial do Município.

Lista de convocados

Clique aqui para baixar a declaração de cargos e os documentos exigidos.

Com melhora na renda dos consumidores, Teresina deve gerar mais de 600 empregos temporários

Foto: Arquivo / Cidadeverde.com


Os lojistas teresinenses estão otimistas em relação ao aumento das vendas neste final de ano, principalmente com o resultado expressivo do setor em agosto, quando comparado a julho. A alta nas vendas em todo o estado foi de 11,9% e foi a maior do país. Segundo o presidente do Sindilojas, Tertulino Passos, uma pesquisa realizada entre os lojistas mostra que o comércio da capital deve gerar mais de 600 empregos temporários para atender à demanda deste final de ano.

"Temos lojistas que pretendem contratar 10 funcionários, outros 5, outros só 1... O importante é que tem espaço para contratar", afirma Tertulino.

Consumo das famílias

Pesquisa realizada pela Fecomércio-PI mediu a intenção de consumo das famílias (ICF) teresinenses. Acima de 100 pontos é considerado otimismo e abaixo é considerado pessimismo. A capital piauiense somou 103,3 pontos - um avanço de 2% em relação à pesquisa anterior.

A Pesquisa é constituída dos seguintes sub índices: Emprego, Renda, Acesso ao Crédito, Nível de Consumo e Compras de Bens Duráveis. Quanto à renda, 43,4% dos entrevistados declararam que a renda atual está melhor do que a registada no mesmo mês do ano passado. Esse percentual sobe para 64,2% quando consideradas as famílias que faturam acima de 10 salários mínimos.

Além de contratar pessoal, para atender a demanda os lojistas também preparam horários especiais de funcionamento nos bairros e no Centro. "Neste ano, não teremos funcionamento até as 20h no meio da semana, mas continuaremos com a tradição de abrir nos finais de semana quando chegar mais perto do Natal", finaliza Tertulino. 

Fundação Municipal Saúde convoca 19 aprovados em processo seletivo

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está convocando 19 candidatos aprovados no Processo Seletivo Edital 1/2019, para que compareçam, a partir de quinta-feira (17), à sede da instituição para que sejam providenciados os procedimentos para a sua contratação. Os profissionais serão lotados nas Unidades Básicas de Saúde, hospitais e outras unidades de saúde do município, em substituição a profissionais em licença ou afastamentos.

Os candidatos devem se dirigir ao Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção na sede da FMS, que fica na Rua Governador Artur de Vasconcelos, 3015, bairro Aeroporto, de segunda à quinta-feira, das 8h às 12h30. “Ressaltamos que os atendimentos para a entrega de documentação, perícia médica (a ser realizada no IPMT) e assinatura de contrato, serão agendados respeitando a quantidade de atendimentos estabelecida por dia”, informa João Luciano de Castro e Sousa, chefe do Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção de Pessoa. O prazo para que os aprovados comparecerem à FMS é de 30 dias, improrrogáveis, a contar da publicação do Edital de Convocação no Diário Oficial do Município.

Confira a lista de aprovados e os documentos obrigatórios.

IBGE: últimos dias para encerrar inscrições para concurso

Foto: Divulgação / IBGE

As inscrições para o concurso dos servidores do Censo Demográfico 2020 terminam na próxima terça-feira (15). O IBGE está oferecendo um total de 68 vagas no Piauí. Destas, 35 são para a função de Coordenador Censitário Subárea em 31 municípios-sede,  e 33 vagassão para a função de Agente Censitário Operacional no município de Teresina. Ambas funções exigem apenas nível médio de escolaridade (o órgão havia modificado o edital, exigindo nível superior para coordenador, mas voltou atrás e manteve o edital com ambos os cargos com exigência apenas do nível médio).

As remunerações mensais serão de R$ 3.100 para Coordenador Censitário Subárea e de R$ 1.700 para Agente Censitário Operacional. As inscrições podem ser feitas pelo site da Fundação Getúlio Vargas, banca organizadora do processo seletivo. O pagamento da taxa de inscrição para as duas funções deverá ser feito até 1º de novembro, sendo de R$ 58 para coordenador censitário subárea e de R$ 42,50 para agente censitário operacional.

As provas estão previstas para 8 de dezembro e serão realizadas em todos os municípios onde há vagas. Os candidatos a coordenador censitário subárea devem ter carteira nacional de habilitação definitiva ou provisória, dentro do prazo de validade, no mínimo para categoria B.

A jornada de trabalho para ambos os cargos será de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. Os contratados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, além de férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação que regulamenta este tipo de contratação.

Trabalha temporário

O período máximo da contratação é de 12 meses, podendo ser prorrogado de acordo com a Lei nº 8.745/93. Os contratos terão vigência de 30 dias, podendo ser sucessivamente prorrogados por igual período, de acordo com a necessidade do trabalho e/ou disponibilidade de recursos orçamentários. O desempenho dos contratados será avaliado mensalmente.

Veja o cronograma completo:

Banco Mundial recomenda que Brasil limite salário e avalie desempenho de servidor

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O Banco Mundial apresentou, nesta quarta-feira (9), um estudo que aponta as distorções dos salários pagos no serviço público do Brasil. Nesse estudo, o Banco Mundial recomendou ao Brasil que promova uma reforma administrativa para levar os gastos com pessoal a um patamar sustentável. As sugestões apresentadas para isso são: 

- redução de rendimentos iniciais dos servidores

- aproximação dos salários aos praticados pelo setor privado

- aplicação efetiva de avaliação de desempenho para progressão de carreira

O banco considera importante uma redução no número de carreiras. Hoje, são mais de 300 na administração federal. A ideia é tornar as funções mais genéricas e transversais, permitindo maior mobilidade de servidores. Segundo a pesquisa, que foi realizada a pedido do governo brasileiro, as medidas indicadas poderiam gerar uma economia acumulada de R$ 389 bilhões até 2030.

O documento diz que o país está diante de uma janela de oportunidade que pode abrir caminho para maior eficiência no gasto público com pessoal, desde que seja feita uma reforma estrutural.

Aposentadoria

O país está passando por um pico no número de servidores que estão aptos à aposentadoria. Dados disponibilizados pelo governo federal apontam que 26% do efetivo que está hoje na ativa deve se aposentar até 2022. Em 2030, o Banco Mundial estima que quase um quarto da folha de pagamentos do governo federal será composto por servidores contratados a partir deste ano.

De acordo com o banco, o total de servidores aumentou mais de 80% em 20 anos. No mesmo período, o crescimento da população brasileira foi de aproximadamente 30%. Ainda assim, o número não é tão alto em relação a outros países. O maior problema, segundo o órgão, é o custo. 

Salários atuais

No Brasil, o servidor público federal tem salário médio 96% mais alto que um trabalhador do setor privado com as mesmas características de qualificação, gênero e região. De 2008 a 2018, o gasto do governo com pessoal ativo teve um crescimento médio de 2,5% ao ano acima da inflação. 

Dados deste ano mostram que quase metade dos trabalhadores do serviço público federal tem salário superior a R$ 10 mil.

Na avaliação do Banco Mundial, os salários iniciais são altos e o tempo médio para chegada ao topo da carreira é curto. O estudo sugere ainda que a estrutura salarial permita pagamentos mais elevados com base no desempenho, além de aumento do intervalo para promoções e redução dos reajustes entre cada nível.

Teto de R$ 5 mil e revisão de benefícios

O documento aponta que se o rendimento inicial tiver um teto de R$ 5 mil, a economia prevista é de R$ 104 bilhões até 2030. Eventual redução mais suave, de 10% dos atuais salários iniciais, teria impacto de R$ 26 bilhões.

Caso a reposição dos quadros fosse de um novo contratado para cada aposentado, o gasto seria reduzido em R$ 52 bilhões. O alívio gerado com um congelamento de salários por três anos e posteriores reajustes apenas pela inflação seria de R$ 232,6 bilhões até 2030.

Para os elaboradores do estudo, é necessária uma revisão dos benefícios concedidos. Hoje, existem 179 tipos de gratificações. Desse total, 105 são carregadas após a aposentadoria.

O governo federal já estuda um pacote de reformas administrativas, que inclui a maior parte das recomendações do Banco Mundial.

Piauí precisará de mais de 50 mil trabalhadores na indústria até 2023

Foto: CNI / Divulgação

O Piauí terá de qualificar 51.863 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre 2019 e 2023. 

Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Essas ocupações têm em sua formação conhecimentos de base industrial, mas os profissionais podem atuar em qualquer setor da economia.

A demanda prevista pelo estudo inclui o aperfeiçoamento de trabalhadores que já estão empregados, é o que se chama de formação continuada. Em parcela menor estão aqueles que precisam de capacitação para ingressar no mercado de trabalho (formação inicial). 

Áreas de maior demanda

As áreas que mais demandarão a capacitação de profissionais com formação técnica no Piauí são:

- têxtil; 
- transversais; 
- energia e telecomunicações; 
- metalmecânica; 
- informática. 

Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como técnicos em eletrotécnica e técnicos de controle da produção.


Já os cursos de qualificação são indicados a jovens ou profissionais, com escolaridade variável de acordo com o exercício da ocupação. As áreas que mais vão exigir a capacitação de trabalhadores com esse tipo de formação, de acordo com o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023 serão:

Segundo o Mapa, entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados estão padeiros, confeiteiros e mecânicos de manutenção de veículos automotores:

 

Em relação ao nível superior, as áreas de informática, gestão e construção serão as que mais vão precisar qualificar profissionais no período de 2019 a 2023, de acordo com o Mapa do Trabalho:

IBGE publica novo edital para concurso com 68 vagas para o Piauí

Foto: IBGE Notícias / Divulgação

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou, nesta quarta-feira (25), um novo edital para contratar funcionários para a realização do Censo 2020. O órgão abriu mais 2.658 vagas.

São 1.343 vagas para Coordenador Censitário Subárea (CCS), que exige nível superior, e 1.315 vagas para Agente Censitário Operacional (ACO), que exige nível médio, distribuídas pelos 27 Estados. A jornada de trabalho para ambos os cargos será de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. Os contratados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, além de férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação que regulamenta este tipo de contratação.

Clique aqui para ver o edital.

Vagas no Piauí

No Piauí, estão sendo oferecidas 33 vagas para Agente Censitário Operacional (em Teresina). Destas 7 são para pretos e pardos e 2 para pessoas com deficiência.

Para Coordenador Censitário Subárea há 35 vagas, distribuídas em várias regiões.

Salários

A remuneração para o cargo de coordenador é R$ 3.100. Para o cargo de agente é R$ 1.700.

Inscrições

As inscrições estarão abertas de desta quarta-feira (25) até o dia 15 de outubro de 2019 e serão feitas pela internet, nesse link. O valor é R$ 58 para coordenador e R$ 42,50 para agente.

As provas estão previstas para 8 de dezembro e serão realizadas em 1.031 municípios.

Concurso para nível superior

Em julho foram encerradas as inscrições para analista de nível superior, também para o Censo 2020. Foram 400 vagas no Brasil, 9 no Piauí. O salário é de R$ 4.200.

 

*O IBGE enviou uma correção ao edital. O cargo de coordenadador, que estava antes com exigência de nível médio, com a correção fica com exigência de nível superior.

 

Senai alerta a população sobre falsa notícia de concurso

Circula nas redes sociais a informação de que o Senai abriu concurso com salários que variam de R$ 998 a R$ 3.044. O órgão afirmou que a informação é falsa. 

"Todos os processos seletivos do SENAI PI são divulgados na página oficial www.fiepi.com.br/senai. Não exigimos o compartilhamento de conteúdo para inscrição em vaga de emprego. Se você receber algo desse tipo, é falso!", publicou o Senai em suas redes.

Governo prorroga concurso para agente penitenciário por mais 2 anos

Foto: Sejus / divulgação

O governador Wellington Dias (PT) assinou a prorrogação, por mais dois anos, do concurso da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), cuja validade seria encerrada no dia 20 de outubro de 2019. O concurso foi homologado em 2017 e convocou mais de 100 novos agentes para os quadros da administração pública. 

O secretário de Estado da Administração e Previdência, Merlong Solano, destaca que a medida permite ao Estado ter tempo para superar as limitações da Lei de Responsabilidade Fiscal, a fim de que seja possível fazer novas nomeações. 

Dentre os candidatos aprovados que fizeram o curso de formação no ano passado, 43 aguardam nomeação, além de 166 candidatos classificados que estão à espera do início de um novo curso de formação. 

“É natural que o Estado necessite recompor o quadro de servidores ao longo do tempo em virtude de mortes e aposentadorias, e do próprio crescimento da população carcerária. Paralelo a isso, teremos a inauguração da Cadeia Pública de Altos, aumentando a demanda por agentes”, explica o secretário de Estado da Justiça, Carlos Edilson.

Posts anteriores