Cidadeverde.com

PI: Semana do Empreendedorismo terá palestra sobre o "Jeito Disney de encantar o cliente"

Foi iniciada nesta segunda-feira (18) a Semana Global do Empreendedorismo. O movimento acontece em vários países e é coordenado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com o apoio de diversas instituições e empresas. Na abertura do evento, realizada hoje no auditório do Sebrae Teresina, houve o Seminário de Liderança Feminina, no formato de talk show. 

Além do seminário e de outras atividades que acontecerão na capital – a exemplo do Fórum de Educação Empreendedora e da palestra O  Jeito Disney de Encantar e Fidelizar o Cliente, com Leonarth Piancó – o evento contará também com palestras e oficinas sendo realizadas em várias cidades do Piauí, sendo coordenadas pelas unidades regionais da instituição localizadas em Parnaíba, Piripiri, Floriano, São Raimundo Nonato, Bom Jesus e Picos.

Inadimplência das empresas cresce 4,14% em setembro

 

O volume de empresas negativadas continua crescendo, embora a taxas menores em relação ao período mais crítico da crise econômica. 

De acordo com o Indicador de Inadimplência de Pessoas Jurídicas, calculado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), a alta foi de 4,14% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano anterior. 

Apesar do aumento da inadimplência, os dados mostram que houve um pequeno recuo na quantidade de dívidas em atraso no nome de pessoas jurídicas: 0,38%.

As empresas inadimplentes no país encerraram o último mês de setembro com uma dívida média de R$ 5.563,06. Pouco mais da metade (56%) possui pendências com valor superior a R$ 1.000,00, enquanto 44% têm abaixo dessa cifra. 

O valor médio atual é menor do que o observado no início da série, em 2010, quando correspondia a R$ 10.488,97 —  descontando valor da inflação.

O setor que concentra o maior número de empresas negativadas é o de comércio. Quatro em cada dez (44%) empresas inadimplentes são estabelecimentos comerciais. 

O ramo de serviços aparece com a segunda maior participação, concentrando 41% do total de pessoas jurídicas negativadas. 

Professor lança livro que discute da Tributação para as Micro e Pequenas Empresas

Foto: Divulgação 

 

Será lançado na próxima segunda-feira (21), a partir das 18h30, o livro “Rol de Penhora na Execução Fiscal de Microempresas”, do professor Joaquim Caldas Neto, mestre em Direito Tributário pela PUC-SP. O evento será na sede da OAB-PI. A relevância da obra identifica-se pelo fato de que mais de 90% (noventa por cento) das empresas no Brasil enquadram-se como micro e pequenas e contribuem para quase 80% de tudo que é produzido no país.  A obra é fruto dos estudos comparativos, em que é identificado o impacto da tributação para as microempresas, principalmente para os seus sócios e o quanto isso inviabiliza a continuidade da empresa. O livro também traz observações quanto aos caminhos são mais justos no que diz respeito a carga tributária e penhora de bens para as micros empresas, incluindo as hipóteses da Reforma Tributária e os reflexos dela para os pequenos empresários.

Abertura de filiais será simplificada a partir desta segunda-feira (14)

Foto: Letícia Santos / Arquivo Cidadeverde.com


A partir desta segunda-feira (14), o empreendedor piauiense que quiser abrir filiais em outros estados basta se dirigir à Junta Comercial do Piauí. Da mesma forma, empreendedores de outros estados que queiram abrir filiais aqui não precisam mais se deslocar até o Piauí para fazer o cadastro. Tudo será feito na Junta Comercial de onde fica a sede da empresa.

As juntas comerciais implantaram um sistema que simplifica o processo de abertura, alteração e baixa de filiais, refletindo em vantagens para o empreendedor, como redução de custos e de tempo, já que ele não precisa mais se deslocar à Junta dos demais estados.

"Todo ato cadastral será aprovado pela Junta Comercial sede da matriz da empresa, ou seja, se uma empresa com sede em Teresina abrir uma filial em Timon, todo o processo será aprovado na Jucepi que comunicará o ato para a Junta Comercial do Maranhão”, explica a presidente da Jucepi, Alzenir Porto.

Com isso, o empreendedor deixa de arcar com custos de deslocamento e pagar taxas de registro em diversas Juntas Comerciais. Além disso, elimina-se o risco de o empreendedor não informar a existência de filial em algum estado.

Como vai funcionar

Situação 1: Matriz no Piauí e abertura de nova filial no Maranhão.

O ato de abertura da filial do Maranhão é protocolado na Jucepi no portal Piauí Digital. Não é mais necessário o deslocamento ou entrega de documento na Junta Comercial do Maranhão.

Situação 2: Matriz no Maranhão e abertura de filial no Piauí.

O ato de abertura da filial no Piauí é protocolado na Junta Comercial do Maranhão. As pesquisas prévias de viabilidade de endereço e nome empresarial continuam a ser deferidas pelo município piauiense onde será instalada a filial e pela Jucepi no portal Piauí Digital.

Profissionais de ensino do Piauí concorrem na etapa final do Prêmio de Educação Empreendedora

Foto: Misael Martins / Sebrae-PI

Equipe do Ibens Oeiras ao lado de analistas do Sebrae

Acontece nesta quinta (08) e na sexta (09), em Florianópolis, a cerimônia da etapa nacional do Prêmio Nacional de Educação Empreendedora, desenvolvido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae. 

O Piauí é finalista nas quatro categorias da premiação: Ensino Fundamental, Médio, Profissional e Superior.

Na categoria de Ensino Fundamental concorre o Projeto Agentes do Bem Soprando o Amor, realizado no Instituto Barros de Ensino, Ibens de Oeiras. O projeto concorrente na categoria de Ensino Médio é Despertando para o Sucesso, idealizado também no Ibens de Oeiras. Em Ensino Profissional o projeto finalista é o Bem Hero, executado no Instituto Federal do Piauí, IFPI, de Teresina. Na categoria Ensino Superior, disputa o Projeto Mambee, executado no IFPI de Picos.

As iniciativas foram apresentadas na forma de caso (relato), descrevendo as atividades realizadas e os resultados alcançados. Como exemplos de casos do Piauí, estão cursos sobre empreendedorismo ou ações que ajudem na inclusão no mercado de trabalho de pessoas com deficiências, além de projetos que estimulam o desenvolvimento de atividades empresariais ou de comércio e de empresas juniores.

Piauí precisará de mais de 50 mil trabalhadores na indústria até 2023

Foto: CNI / Divulgação

O Piauí terá de qualificar 51.863 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre 2019 e 2023. 

Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Essas ocupações têm em sua formação conhecimentos de base industrial, mas os profissionais podem atuar em qualquer setor da economia.

A demanda prevista pelo estudo inclui o aperfeiçoamento de trabalhadores que já estão empregados, é o que se chama de formação continuada. Em parcela menor estão aqueles que precisam de capacitação para ingressar no mercado de trabalho (formação inicial). 

Áreas de maior demanda

As áreas que mais demandarão a capacitação de profissionais com formação técnica no Piauí são:

- têxtil; 
- transversais; 
- energia e telecomunicações; 
- metalmecânica; 
- informática. 

Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como técnicos em eletrotécnica e técnicos de controle da produção.


Já os cursos de qualificação são indicados a jovens ou profissionais, com escolaridade variável de acordo com o exercício da ocupação. As áreas que mais vão exigir a capacitação de trabalhadores com esse tipo de formação, de acordo com o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023 serão:

Segundo o Mapa, entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados estão padeiros, confeiteiros e mecânicos de manutenção de veículos automotores:

 

Em relação ao nível superior, as áreas de informática, gestão e construção serão as que mais vão precisar qualificar profissionais no período de 2019 a 2023, de acordo com o Mapa do Trabalho:

Linha de crédito financia 100% dos sistemas de geração de energia para microempresas

Foto: Pixabay / reprodução gratuita

 

O Banco do Nordeste oferece crédito para financiar até 100% dos sistemas de micro e minigeração de energias renováveis para micro e pequenos empreendimentos do Nordeste.

Os recursos são do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), disponibilizado a empresas dos setores de comércio e serviços, indústrias e agroindústrias.

As taxas estão a partir de 4,1% ao ano (ou 0,33% ao mês), com prazos de pagamento de até 12 anos e carência de até seis meses. O Banco do Nordeste também financia a instalação dos equipamentos, que podem, inclusive, serem dados como garantia da operação.

Em 2019, o BNB já contratou mais de R$ 81,6 milhões para micro e pequenos empresas gerarem a própria energia, valor 112,5% maior do que no mesmo período do ano passado. São 513 operações contratadas, acréscimo de 76,2% em relação a 2018

No Piauí já são R$ 5,8 milhões aplicados no segmento no ano (alta de 107,1% na comparação com o ano anterior), em 44 operações (número 238,5% maior).

 

MP da liberdade econômica é sancionada; veja principais pontos

Foto: Hoana Gonçalves /ME / Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro sancionou na sexta-feira (20) a Medida Provisória da Liberdade Econômica, agora convertida em lei. 

Segundo o governo, o objetivo da MP é diminuir a burocracia e facilitar a abertura de empresas, principalmente de micro e pequeno porte, e já havia sido aprovada pelo Senado Federal no último dia 21 de agosto.

Entre as principais mudanças, a lei flexibiliza regras trabalhistas - como dispensa de registro de ponto para empresas com até 20 empregados - e elimina alvarás para atividades consideradas de baixo risco. 

O texto também separa o patrimônio dos sócios de empresas das dívidas de uma pessoa jurídica e proíbe que bens de empresas de um mesmo grupo sejam usados para quitar débitos de uma empresa.

Em um breve discurso, Jair Bolsonaro disse que a aprovação da MP é um primeiro passo para desburocratizar os serviços públicos no país. "Vai ajudar e muito a nossa economia", destacou. "Tenho falado com o Paulo Guedes, com o Paulo Uebel também. Nós devemos estudar um projeto, não o Meu Primeiro Emprego, mas o Minha Primeira Empresa. (...) Nós queremos é dar meios para que as pessoas se encorajem, tenham confiança, uma garantia jurídica de que o negócio, se der errado lá na frente, ele desiste e vai levar sua vida normalmente, e não fugir da Justiça para não ser preso", acrescentou.

Veja os principais pontos da MP:

Alvarás e licenças
Isenção para negócios de baixo risco, como bares, borracharias e startups

Controle de ponto
Exigência de anotação do ponto para empresas com mais de 20 funcionários -atualmente, o mínimo são dez; Permite o ponto por exceção, em que o registro só é feito quando o horário de trabalho fugir do habitual

Carteira de trabalho
Será emitida preferencialmente em meio eletrônico

Inspeção prévia de segurança
Revoga dispositivos da CLT, entre eles um que exigia inspeção prévia de segurança e medicina do trabalho para início de atividades

Patrimônio de empresas
Somente o patrimônio social da empresa responderá por dívidas, sem confundir com o patrimônio do titular, exceto em casos de fraude

Abuso do poder regulatório
Empresário terá embasamento para questionar abusos, em casos que limitem a concorrência. Fica vedado ao poder público tomar ações que favoreçam a concentração de mercado etc.

Digitalização
Documentos podem ser guardados em meios digitais desde que seja possível comprovar sua autenticidade

Empresa de uma pessoa
É permitida empresa com um sócio, sem requisito de capital mínimo

eSocial
Será substituído por sistema simplificado

Fundo soberano
Extingue a poupança pública criada para amenizar efeitos de crise

Foto: Hoana Gonçalves /ME / Divulgação

 

PPP do Piauí Center Moda é lançada; empresa terá que revitalizar o local

Foto: Divulgação / Suparc


Foi lançado na terça-feira (17) o edital de licitação para a concessão do Piauí Shopping Center Modas, que é o pavilhão de feiras e eventos Governador Guilherme Mello. Pelo edital, a parceria com a iniciativa privada (PPP) tem o objetivo de viabilizar a reforma, ampliação, modernização, operação e manutenção do equipamento.

A ideia é revitalizar o espaço, transformando-o em um shopping vocacionado e popular para fortalecer os setores têxtil, calçadista e de acessórios de produção local, bem como gerar emprego e renda para a população.

A concessionária contratada terá que ampliar os produtos oferecidos para o atacado e varejo, privilegiando o ramo da moda, além de oferecer à população novos espaços de consumo, entretenimento e serviços. O edital prevê: 

- Renovação do piso
- Nova cobertura termo acústica com renovação da fachada
- Iluminação de leds de alta performance
- Implantação do sistema de ar condicionado na praça de alimentação
- Implantação de amplo sistema de segurança com equipe treinada e equipada
- Ambientação e mobiliários contemporâneos
- Construção de um deck na praça de alimentação
- Sistema de sonorização
- Controle de estacionamento
- Ampliação do estacionamento em mais de 20 mil metros quadrados (capacidade para 800 veículos simultaneamente)

O shopping está localizado no cruzamento das BRs-316 e 343, uma área que tem circulação de aproximadamente 15 mil veículos por dia. 

Atualmente, o espaço conta com 134 unidades comerciais e forte comércio no setor de vestuário e calçadista. O prazo de concessão será de 25 anos e a empresa terá o período de 12 meses para promover as obras de requalificação do local.

O edital de licitação já está disponível (clique aqui). A sessão de licitação será no dia 21 de outubro de 2019, às 09h, no Auditório da Secretaria da Administração e Previdência do Estado do Piauí (Seadprev).

Thiago Nigro, "O Primo Rico", dará palestra em Teresina

Foto: Divulgação do evento

O educador financeiro e youtuber Thiago Nigro vem a Teresina no próximo mês para falar sobre educação financeira e investimentos. A palestra será no dia 16 de setembro, no Gran Hotel Arrey, com o tema “Do Mil ao Milhão – sem cortar o cafezinho”.

Thiagro Nigro é um dos mais conhecidos youtubers dessa área. Seu canal, o Primo Rico, tem 2,6 milhões de inscritos e aborda uma vasta variedade de assuntos voltados para quem quer melhorar sua situação financeira, que vão desde os simples cortes de despesas desnecessárias aos ensinamentos sobre investimentos na Bolsa de Valores. Ele se orgulha de ter conquistado a tão sonhada independência financeira aos 26 anos. Seu livro, que tem o mesmo título da palestra, está entre os 5 mais vendidos do país em sua categoria.

“Em Teresina, percebemos que o empreendedorismo está começando a ser despertado nas pessoas. No entanto, é preciso alinhar esse potencial com um conhecimento aprofundado sobre economia e também educação financeira. Caso contrário, o negócio não prospera. É por isso, que estamos trazendo essa palestra, com alguém que já tem bons cases de sucesso e é referência nacional quando o assunto é economia”, comenta Vicente Freitas, da organização do evento. “A proposta é orientar o público sobre três pilares para conquistar a independência financeira: gastar bem, investir melhor e ganhar mais. Com isso, pretende-se descomplicar conceitos sobre investimentos, mercado e educação financeira”, completou.

As inscrições para a palestra podem ser feitas pela internet

Posts anteriores