Cidadeverde.com

Empresas têm até 6ª para solicitar opção pelo Simples Nacional

O prazo para empresas solicitarem o Termo de Opção pelo Simples Nacional termina em 31 de janeiro. A solicitação deve ser realizada pela internet, por meio do Portal do Simples Nacional, utilizando código de acesso obtido dentro do portal ou por certificado digital.

No momento da solicitação serão verificadas eventuais pendências com os entes federados (União, estado, Distrito Federal e municípios) que impeçam, momentaneamente, o ingresso no Simples.

Na página da Receita na internet o contribuinte encontrará as orientações para regularizar pendências, tanto com a Receita Federal do Brasil como com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Não é necessário que o contribuinte se dirija a uma unidade da RFB. 

Caso o contribuinte precise regularizar pendências cadastrais, deve acessar o portal da Redesim. Para regularização de pendências com os estados, Distrito Federal e municípios, o contribuinte deve se dirigir à Administração Tributária. 

Até o momento foram realizadas 489.069 solicitações de opção, sendo deferidas 138.491. Outras 328.692 dependem de o contribuinte regularizar pendências com um ou mais entes federados.

Fundo para ajudar startups lideradas por mulheres abriu inscrições

Foto: Pixabay / reprodução gratuita

Startups brasileiras lideradas por mulheres têm até o dia 7 de fevereiro para se inscrever no Women Entrepreneurship (WE), iniciativa que quer ampliar o empreendedorismo feminino no país.  O negócio pode estar em qualquer fase de desenvolvimento, desde que seja de base tecnológica.

Valores

Segundo o Sebrae, que participa da iniciativa, as empresas selecionadas vão receber aportes que variam de R$ 50 mil a R$ 5 milhões nos próximos cinco anos.

Quem pode participar

Podem participar startups de todo o país com iniciativas tecnológicas e digitais, que tenham pelo menos uma mulher como sócia. 

Mais aportes

Além do Fundo WE, a parceria entre as empresas será responsável pelo The We.Studio, que fará aportes entre R$ 50 mil e R$ 500 mil para empresas de mulheres, além de oferecer capacitação de pessoas, negócios e de tecnologias e mentoria técnica.

Inscrições

Para participar, a startup deve se inscrever no site www.weventures.com.br e ser aprovada em todas as etapas de recrutamento e seleção, que incluem:

- inscrição
- conversa por vídeoconferência 
- reuniões com investidores

Prestes a ser inaugurada, usina de biodiesel de Floriano deve gerar 550 empregos

Foto: CCOM / Divulgação

Com a expectativa de produzir 300 mil litros de biodiesel por dia e cerca de 90 milhões de litros por ano, o Piauí inaugura, na próxima terça-feira (28), a usina de biodiesel comandada pela empresa Unibras, localizada em Floriano ( a 247 quilômetros da capital Teresina).

Fundada pela Brasil Ecodiesel em 2005, a usina funcionou até abril de 2009, quando foi desativada. O empreendimento foi um dos pioneiros no setor. A unidade foi adquirida pela Unibras, ainda no começo de 2019, que fez um investimento de R$ 60 milhões para requalificar a planta. As obras foram iniciadas em julho. 

Instalada numa área de 10 hectares, a usina ainda fica localizada no bairro Nossa Senhora da Guia e deve gerar 150 empregos diretos e mais de 400 empregos indiretos.

Ulysses Moraes, superintendente de Atração de Investimentos da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), informou que a pasta garantiu os incentivos fiscais de 100% do ICMS para o investimento. "Isso possibilitou e viabilizou a implantação e instalação da indústria em nosso estado”, disse o gestor.

De acordo com o Diretor Presidente da Unibras, Cidinho Santos, um dos objetivos da indústria se instalar no Piauí é aproveitar a matéria-prima, que são óleos e soja. "Queremos incentivar outras cadeias produtivas e oleaginosas que podem também gerar matéria-prima para o funcionamento da indústria, gerando empregos na região e renda para o estado”, destacou.

Banco Popular emprestou R$ 2,5 milhões para pequenos negócios em 2019

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

Em 2019, o Banco Popular de Teresina emprestou R$ 2,5 milhões para pequenos empreendedores da cidade. Destes, R$ 1,7 milhão foram para mulheres - o que representa 70% do total de empréstimos.

O Banco Popular de Teresina é um órgão vinculado à Prefeitura de Teresina, e tem como objetivo principal contribuir para a elevação do nível de renda e geração de trabalho para a população de baixa renda de Teresina. Nesse sentido, abrange também empreendedores de diversas áreas ligadas a economia solidária e criativa como artesãos, lavanderias comunitárias, cooperativas, entre outros.

Para fazer um empréstimo, é preciso se dirigir até o Banco Popular portando cópias e originais do RG, CPF, dados bancários, comprovante de endereço e comprovação da atividade que desenvolve. 
Além disso, não pode haver restrições no nome e deve contar com um avalista.

 

Economia Fácil: os prós e os contras de abrir uma franquia

 

Por venderem negócios com modelos já estabelecidos, as franquias são consideradas uma opção menos arriscada para os empreendedores, mas essa facilidade tem um preço e, por isso, costumam ser mais caras que as empresas criadas do zero.

Isso acontece porque, para abrir uma franquia, você precisa pagar a taxa de franquia, que costuma ter um valor razoável, e seguir as regras de instalação impostas pelo contrato. Isso inclui, por exemplo, móveis, máquinas e materiais específicos, que muitas vezes são enviados pela própria marca e, portanto, você não tem a opção de pesquisar preços mais baixos.

O local de instalação do negócio é determinado ou tem que ser aprovado pela direção da franquia. Além disso, há também valores mensais a serem pagos, como os royalties, que é o que você paga por usar a marca, e a taxa de publicidade e propaganda. Esses valores, geralmente, são cobrados em percentuais sobre o faturamento, mas têm um valor mínimo, que no começo pode pesar bastante. 

Em outras palavras, você vai ser dono do seu próprio negócio, mas vai ter que obedecer regras de terceiros.

Para muitos especialistas, esse é um bom começo para quem está entrando no mundo dos empreendedores porque as franquias costumam fazer treinamentos de venda e de administração do negócio e você acaba tendo uma assistência maior em vários aspectos.

Mas, antes de fechar negócio com a franquia, avalie bem dois pontos:
1 – Veja se a franquia é filiada à Associação Brasileira de Franchising, porque pra fazer parte da ABF é preciso ter critérios de qualidade indispensáveis, que tornam sua escolha mais segura. 
2 – Peça a Circular de Oferta da Franquia, que é o COF. Esse documento traz detalhes do que a franquia vai exigir de você, qual o faturamento médio do negócio, o tíquete médio dos clientes, o valor mínimo para começar a operação, o balanço financeiro da empresa, a lista de franqueados ativos e também os que se desligaram da franquia nos últimos 12 meses.

Você deve tirar várias dúvidas com a direção da franquia, mas converse também com outros franqueados e com esses que se desligaram. Escolha aleatoriamente, não aceite a sugestão da franquia.

São essas pessoas que vão te falar os macetes do negócio, os pontos fortes e fracos, vão apontar os defeitos e, se você tiver sorte, talvez eles lhe mostrem como fugir de alguns problemas iniciais.

Pra fechar sua decisão, pese bem os prós e os contras. Veja se você realmente está disposto a seguir as regras e se a franquia não está prometendo resultados impossíveis. Para ter certeza, converse com um contador. 

Outra coisa, veja se você tem afinidade com a marca e com o tipo de negócio. Para abrir um bar, por exemplo, você terá que trabalhar nos finais de semana e às noites e isso desanima muita gente. 

O quadro Economia Fácil é exibido todas as quinta-feiras, no Notícia da Manhã. Veja abaixo os quadros das últimas semanas:

Economia fácil: veja como investir ajuda a controlar a inflação

Economia Fácil dá dicas de como economizar na compra de material escolar

Economia Fácil traz dicas para não se endividar na compra dos presentes

Economia Fácil explica por que não se deve deixar a dívida prescrever

Economia Fácil: como a mudança na Selic impacta no seu bolso

Economia Fácil traz dicas sobre como financiar o próprio negócio

Economia Fácil: os 5 erros mais comuns na hora de começar um negócio

PI: Semana do Empreendedorismo terá palestra sobre o "Jeito Disney de encantar o cliente"

Foi iniciada nesta segunda-feira (18) a Semana Global do Empreendedorismo. O movimento acontece em vários países e é coordenado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com o apoio de diversas instituições e empresas. Na abertura do evento, realizada hoje no auditório do Sebrae Teresina, houve o Seminário de Liderança Feminina, no formato de talk show. 

Além do seminário e de outras atividades que acontecerão na capital – a exemplo do Fórum de Educação Empreendedora e da palestra O  Jeito Disney de Encantar e Fidelizar o Cliente, com Leonarth Piancó – o evento contará também com palestras e oficinas sendo realizadas em várias cidades do Piauí, sendo coordenadas pelas unidades regionais da instituição localizadas em Parnaíba, Piripiri, Floriano, São Raimundo Nonato, Bom Jesus e Picos.

Inadimplência das empresas cresce 4,14% em setembro

 

O volume de empresas negativadas continua crescendo, embora a taxas menores em relação ao período mais crítico da crise econômica. 

De acordo com o Indicador de Inadimplência de Pessoas Jurídicas, calculado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), a alta foi de 4,14% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano anterior. 

Apesar do aumento da inadimplência, os dados mostram que houve um pequeno recuo na quantidade de dívidas em atraso no nome de pessoas jurídicas: 0,38%.

As empresas inadimplentes no país encerraram o último mês de setembro com uma dívida média de R$ 5.563,06. Pouco mais da metade (56%) possui pendências com valor superior a R$ 1.000,00, enquanto 44% têm abaixo dessa cifra. 

O valor médio atual é menor do que o observado no início da série, em 2010, quando correspondia a R$ 10.488,97 —  descontando valor da inflação.

O setor que concentra o maior número de empresas negativadas é o de comércio. Quatro em cada dez (44%) empresas inadimplentes são estabelecimentos comerciais. 

O ramo de serviços aparece com a segunda maior participação, concentrando 41% do total de pessoas jurídicas negativadas. 

Professor lança livro que discute da Tributação para as Micro e Pequenas Empresas

Foto: Divulgação 

 

Será lançado na próxima segunda-feira (21), a partir das 18h30, o livro “Rol de Penhora na Execução Fiscal de Microempresas”, do professor Joaquim Caldas Neto, mestre em Direito Tributário pela PUC-SP. O evento será na sede da OAB-PI. A relevância da obra identifica-se pelo fato de que mais de 90% (noventa por cento) das empresas no Brasil enquadram-se como micro e pequenas e contribuem para quase 80% de tudo que é produzido no país.  A obra é fruto dos estudos comparativos, em que é identificado o impacto da tributação para as microempresas, principalmente para os seus sócios e o quanto isso inviabiliza a continuidade da empresa. O livro também traz observações quanto aos caminhos são mais justos no que diz respeito a carga tributária e penhora de bens para as micros empresas, incluindo as hipóteses da Reforma Tributária e os reflexos dela para os pequenos empresários.

Abertura de filiais será simplificada a partir desta segunda-feira (14)

Foto: Letícia Santos / Arquivo Cidadeverde.com


A partir desta segunda-feira (14), o empreendedor piauiense que quiser abrir filiais em outros estados basta se dirigir à Junta Comercial do Piauí. Da mesma forma, empreendedores de outros estados que queiram abrir filiais aqui não precisam mais se deslocar até o Piauí para fazer o cadastro. Tudo será feito na Junta Comercial de onde fica a sede da empresa.

As juntas comerciais implantaram um sistema que simplifica o processo de abertura, alteração e baixa de filiais, refletindo em vantagens para o empreendedor, como redução de custos e de tempo, já que ele não precisa mais se deslocar à Junta dos demais estados.

"Todo ato cadastral será aprovado pela Junta Comercial sede da matriz da empresa, ou seja, se uma empresa com sede em Teresina abrir uma filial em Timon, todo o processo será aprovado na Jucepi que comunicará o ato para a Junta Comercial do Maranhão”, explica a presidente da Jucepi, Alzenir Porto.

Com isso, o empreendedor deixa de arcar com custos de deslocamento e pagar taxas de registro em diversas Juntas Comerciais. Além disso, elimina-se o risco de o empreendedor não informar a existência de filial em algum estado.

Como vai funcionar

Situação 1: Matriz no Piauí e abertura de nova filial no Maranhão.

O ato de abertura da filial do Maranhão é protocolado na Jucepi no portal Piauí Digital. Não é mais necessário o deslocamento ou entrega de documento na Junta Comercial do Maranhão.

Situação 2: Matriz no Maranhão e abertura de filial no Piauí.

O ato de abertura da filial no Piauí é protocolado na Junta Comercial do Maranhão. As pesquisas prévias de viabilidade de endereço e nome empresarial continuam a ser deferidas pelo município piauiense onde será instalada a filial e pela Jucepi no portal Piauí Digital.

Profissionais de ensino do Piauí concorrem na etapa final do Prêmio de Educação Empreendedora

Foto: Misael Martins / Sebrae-PI

Equipe do Ibens Oeiras ao lado de analistas do Sebrae

Acontece nesta quinta (08) e na sexta (09), em Florianópolis, a cerimônia da etapa nacional do Prêmio Nacional de Educação Empreendedora, desenvolvido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae. 

O Piauí é finalista nas quatro categorias da premiação: Ensino Fundamental, Médio, Profissional e Superior.

Na categoria de Ensino Fundamental concorre o Projeto Agentes do Bem Soprando o Amor, realizado no Instituto Barros de Ensino, Ibens de Oeiras. O projeto concorrente na categoria de Ensino Médio é Despertando para o Sucesso, idealizado também no Ibens de Oeiras. Em Ensino Profissional o projeto finalista é o Bem Hero, executado no Instituto Federal do Piauí, IFPI, de Teresina. Na categoria Ensino Superior, disputa o Projeto Mambee, executado no IFPI de Picos.

As iniciativas foram apresentadas na forma de caso (relato), descrevendo as atividades realizadas e os resultados alcançados. Como exemplos de casos do Piauí, estão cursos sobre empreendedorismo ou ações que ajudem na inclusão no mercado de trabalho de pessoas com deficiências, além de projetos que estimulam o desenvolvimento de atividades empresariais ou de comércio e de empresas juniores.

Posts anteriores