Cidadeverde.com

Elmano se movimenta e mostra novo apetite político

Foto Divulgação / Senado Federal

Senador Elmano Ferrer: em seis meses, desenvoltura muito mais intensa que na primeira metade do mandato


O senador Elmano Ferrer é um novo senador: na primeira metade deste ano mostrou uma desenvoltura completamente nova, com um ritmo de atividade que está longe do registrado na primeira metade do seu mandato. Tem demonstrado uma enorme capacidade de se posicionar politicamente, de cobrar ações e de se afirmar como o membro da bancada federal piauiense com mais proximidade do governo federal e de acesso aos gabinetes do Planalto central.

A última demonstração ocorreu ontem, na assinatura de convênio entre a prefeitura de Bom Jesus e a Caixa Econômica Federal, viabilizando projeto relacionado ao Ministério do Desenvolvimento Regional. No evento, via-se um Elmano particularmente à vontade com os representantes do governo federal – e também com o núcleo tucano presente à solenidade.

Mas o senador já mostrou uma postura muito mais agressiva em outros momentos. Por exemplo, quando abraçou o trabalho relacionado ao controle das barragens espalhadas pelo Nordeste, ou ao questionar ministro sobre o rebaixamento administrativo da unidade da Chesf no Piauí. Também cabe a mesma leitura no empenho para construção do viaduto do Mercado do Peixe ou a recuperação de rodovias federais e duplicação das BRs de acesso a Teresina.

Essa movimentação tem a ver com duas situações. Primeiro, o acesso que tem aos gabinetes do atual governo federal. “É o Ciro do novo governo”, disse um político, mesmo considerando que a realidade de hoje não é de vacas gordas, e sim de vacas muito magras. A segunda, a impressão de que se prepara mesmo para embates eleitorais futuros. Muito provalmente não em 2020, mas em 2022.
 

Reaproximação com o PSDB

Na solenidade na Caixa Econômica, ontem, Elmano Ferrer pareceia muito à vontade com os tucanos presentes, do prefeito de Teresina, Firmino Filho, ao prefeito de Bom Jesus, Marcos Elvas, passando pelo ex-prefeito Sílvio Mendes. Pareciam os aliados de outros tempos.

A memória recente relembra que Elmano esteve em confronto com Firmino na eleição de 2012. Verdade. Mas já estiveram juntos em diversas outras eleições. O agora senador foi eleito vice de Silvio Mendes nas disputas de 2004 e 2008 pela prefeitura de Teresina. Na eleição de governador de 2010, quando Silvio foi para o segundo turno contra Wilson Martins, Elmano esquivou-se de gravar a favor de Wilson. Tudo em deferência ao aliado de ouras refregas.

Há quem diga que Elmano Ferrer agora pavimenta um caminho que pode ser o de retorno à convivência com esse grupo.