Cidadeverde.com

Cooperação consegue reduzir homicídios em 22%

Tardou. Mas, por fim, parece que o óbvio vai se estabelecendo e já produzindo resultados. O óbvio é a cooperação entre forças policiais no Brasil. E o resultado pode ser medido através da queda no número de mortes violentas no país. Segundo dados do Monitor da Violência, de janeiro a setembro o número de homicídios caiu 22%, o que implica em quase 9 mil mortes a menos, se comparado com o mesmo período do ano passado.

O Monitor da Violência é uma iniciativa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, portal de informação do Grupo Globo e Núcleo de Estudos da Violência da USP, e faz um levantamento estado por estado, mês a mês. Nos primeiros nove meses deste ano, foram contabilizados 30.864 mortes violentas, contra 39.527 homicídios para os nove primeiros meses de 2018. Uma bela diferença: são 8.663 registros a menos.

Entre as razões mais destacadas está a cooperação entre polícias. Vale lembrar, no final do ano passado o secretário de Segurança do Piauí, Coronel Rubens, reconhecia a falta de compartilhamento de dados aqui mesmo, entre as polícias do próprio estado. Hoje essa cooperação existe dentro dos estados (e não só no Piauí), entre os estados e na relação dos estados com a União. Além disso, há cooperação técnica, como atesta o recém inaugurado laboratório de DNA do Piauí, que tem recursos do Ministério da Justiça.

Ao mesmo tempo, há coordenação de estratégias, como ações mais rígidas nas prisões e isolamento e transferências de chefões do crime. O resultado: quase 9 mil mortes a menos. Ainda deixa o Brasil como líder de mortes violentas no mundo, mas é um bom começo.
 

Ceará reduz o número de mortes em 52,5%

A tendência de queda já era vista em 2018. Mas ganhou ritmo bem mais forte em 2019 e tomou dimensão nacional: há redução em todos os estados. O caso mais destacado é o Ceará, que reduziu o número de mortes violentas em mais da metade: queda de exatos 52,5%, comparados os nove meses deste ano com o mesmo período do ano passado. A queda foi tão vertiginosa que tirou o estado da lista de mais violentos.

No registro geral de queda, o Mato Grosso do Sul é o estado que apresenta a menor taxa de redução, mas ainda assim viu o número de homicídios cair 5,1%. O Piauí está ali na lista das menores quedas, mas (assim como o Mato Grosso do Sul) segue como um dos menos violentos do país. Pelos dados de setembro divulgados pelo Monitor da Violência, o Piauí é o 7º menos violento, lista que tem dois velhos líderes da tranqüilidade: São Paulo e Santa Catarina. Outras unidades com indicadores melhores que o Piauí são Distrito Federal (3º posto), Rio Grande do Sul (4º), Minas Gerais (5º) e Mato Grosso do Sul (6º).