Cidadeverde.com

Vanessa Tapety deixa cargo no TJ para disputar prefeitura de Oeiras

Foto Arquivo Pessoal

Vanessa Tapety (na foto com o marido, San Martin): de saída do TJ para disputar a prefeitura de Oeiras

A advogada Vanessa Tapety deu mais um passo para concretizar a candidatura à prefeitura de Oeiras, nas eleições municipais deste ano: ela deixou o cargo de direção que ocupava no Tribunal de Justiça do Piauí (TJ). Vanessa ocupava a coordenação do Núcleo Socioambiental do Tribunal e foi exonerada com data do dia 3 de junho, portanto dentro do prazo de desincompatilização determinado pela legislação eleitoral, que exige quatro meses de antecedência para os que desejam disputar os cargos de prefeito ou vice. Ela foi substituída no cargo por Mônica da Paz Higino Reis.

A política local em Oeiras é dividida em dois grandes grupos: os “Tupamaros”, que têm como referência a família Tapety, e os “Boca preta”, associado à família do ex-deputado B. Sá. O atual prefeito, José Raimundo (PP) é dos “Boca preta”. Vanessa surge assim como o nome mais viável para enfrentar o atual prefeito e reafirmar a liderança dos Tupamaros, ao mesmo mtempo de sugere um processo de renovação política. A intenção da candidatura da neta de Juarez Tapety tinha ficado evidente no final do prazo de filiação partidária, quando ela ingressou no PT.

Ela se coloca como a alternativa ao enfrentamento do atual prefeito e ao grupo ligado ao ex-deputado B. Sá. O curioso é que Vanessa tende a ser a candidata do PT, exatamente o partido ao qual se confrontou em 2018, quando foi candidata a vice-governadora na chapa oposicionista encabeçada por Dr. Pessoa. Além disso, ela é esposa do também advogado San Martin, superintendente do Ibama no Piauí por indicação do PP, o partido de José Raimundo.

A questão é que os fatores locais são preponderantes nas eleições municipais e a direção estadual do PT, à frente o deputado Assis Carvalho, é a principal avalista da possível candidatura de Vanessa Tapety.