Cidadeverde.com

Pandemia causa ‘apagão na educação’ e Piauí tem só 9% conectados

Fotos: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Após quase três meses e meio de suspensão das aulas presenciais nas redes públicas, o saldo mostra que o resultado está longe de ser razoável, configurando uma espécie de “apagão geral” no ensino. E nesse retrato o Piauí aparece com uma imagem especialmente borrada: é de sobra o estado com menor índice de adesão ao ensino on-line adotado por 26 unidades federativas, tendo apenas 9% dos alunos conectados. Esse índice é resultado de um conjunto de fatores, desde a falta de equipamentos até a precariedade dos serviços de internet.

O levantamento foi publicado ontem pelo portal de notícias do Grupo Globo de Mídia, com informações das secretarias estaduais de educação. Segundo o levantamento, somente a Bahia não adotou o sistema de ensino on-line (optando por um modelo que estabelece um roteiro de estudos). O balanço aponta ainda que 20 estados e DF vão computar o ensino remoto como aula dada, mesmo com a evidência de que muitos estudantes simplesmente estão fora da cobertura.

Os dados levantados são os seguintes:
Aulas remotas: foram adotadas (on-line) pela maioria. Somente a Bahia não adotou o sistema.
Carga horária: 20 estados e o DF vão contabilizar a carga horária das aulas a distância. Desses, 8 não estão avaliando a aprendizagem. Dois (AL e PE) vão considerar parte das aulas remotas; três (BA, PA e MT) não vão considerar e um (RR) ainda discute o que fará.
Avaliação: 16 estados e o DF estão avaliando os alunos, entre eles o Piauí. Os outros 10 não fazem avaliação, entre eles o Ceará e o Maranhão.


 

Piauí tem pior índice de adesão

Das 26 unidades (DF e 25 estados) com aulas remotas, 15 fazem monitoramento da participação dos alunos. E somente um tem mais de dois terços dos alunos fora do alcance das aulas on-line: o Piauí. Isso de falar em “dois terços” é um recorte generoso, porque na verdade o Piauí tem apenas um de cada dez alunos da rede estadual realmente conectado à internet. Segundo o levantamento do Grupo Globo, nada menos que 91% dos estudantes da rede estadual de ensinodo Piauí  estão desconectados nas aulas no período da pandemia.

Para se ter uma ideia da distância, o segundo pior desempenho é do estado de Roraima, com 55,31% dos alunos desconectados. No outro lado da fila está o Paraná, com apenas 1% dos alunos fora do alcance das aulas on-line. O segundo melhor desempenho é Minas Gerais, com exclusão de apenas 3% do alunato. Vale observar que vários fatores interferem nesse indicador, desde a falta de condições das escolas até a falta de internet – um registro comum no estado do Piauí, sobretudo no interior.