Cidadeverde.com

Seduc diz que 86% dos estudantes da rede estadual têm acesso às aulas remotas

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) enviou informação à coluna, a respeito de dados divulgados nacionalmente, dando conta de que no Piauí apenas 9% dos alunos da rede estadual estariam conectados e acompanhando as aulas remotas on-line. Segundo a Seduc, levantamento feito no mês de junho constatou que 86% dos estudantes matriculados na rede estadual tiveram acesso às aulas remotas. Ainda de acordo com a secretaria, 228 mil estudantes da rede estadual (de 656 unidades escolares em 224 municípios) estão com as aulas presenciais suspensas e, apesar da distância entre professores e estudantes, 195.790 alunos tiveram acesso aos conteúdos por meio de aulas on-line ou atividades impressas.

A Seduc explica que as escolas tiveram autonomia para planejar e implementar novas estratégias de acordo com suas especificidades. E uma das ferramentas utilizadas foi o Canal Educação, que disponibiliza os links das aulas e material de todas as disciplinas. As aulas são transmitidas ao vivo (via Youtube e TV Antares). São mais de 300 aulas disponíveis na plataforma para o Ensino Fundamental, mais de mil aulas de Ensino Médio, 300 aulas dos cursos técnicos e 600 aulas de EJA, segundo a Seduc.

As escolas que optaram por não utilizar as aulas do Canal, criaram seus planos de ação, baseados nas diretrizes da Secretaria, utilizando outras ferramentas de sala de aula, como aplicativos de videoconferência. Outra ferramenta que a Seduc colocou à disposição dos estudantes foi o iSEDUC ALUNO, com objetivo de facilitar a comunicação entre professores e estudantes. O app já possui mais 20.000 downloads realizados.
 

Alternativa para os ‘desconectados’

Ainda de acordo com as informações enviadas pela Secretaria de Educação, para os estudantes que não têm acesso à internet a orientação foi para que as escolas utilizassem o livro didático e elaborassem e distribuíssem atividades impressas. Para que isso se tornasse realidade, a Seduc destinou recurso extra para auxiliá-las na produção e distribuição desse material – que é produzido pelos professores das escolas. Conforme a secretaria, estas atividades têm o mesmo conteúdo das demais opções que foram adotadas pela Seduc.

Levantamento feito pela secretaria no acompanhamento das escolas identificou mais de 50 mil atividades impressas distribuídas. Outro ponto considerado importante pela Seduc é que a entrega e devolução do material impresso seguem protocolos e recomendações das autoridades de saúde e de vigilância sanitária para reduzir o risco de contaminação. Enquanto durar o período de aulas não presenciais, a frequência dos estudantes será computada pela entrega das atividades propostas pelos seus professores, postadas na plataforma de aulas on-line, bem como aquelas propostas e entregues em material impresso.