Cidadeverde.com

No jogo final do Carioca, Fla vai atrás da TV aberta para ter público

O Flamengo bateu na mesa e resolveu tomar para si a tarefa de transmitir seus próprios jogos. E resolveu usar seu canal digital. Conduzido pela crença de muitos de que o mundo digital é tudo, o rubro-negro carioca não colheu números festivos, que ficaram longe do esperado. E resolveu correr atrás da nossa muito conhecida TV aberta para fazer seu jogo chegar ao grande público. Porque chegar a muita gente é o que faz o clube vender caro o patrocínio da camisa ou as placas de anunciantes nos estádios.

Ao abraçar a estratégia de usar unicamente espaços tipo Youtube, o Flamengo fez cálculos que não se materializaram. Achava que “bombaria”, ao ponto de estabelecer uma taxa de R$ 10,00 para o não-sócios que desejassem ver seus jogos na Taça Rio. Não deu certo. A própria torcida reclamou. Refazendo a estratégia, o clube carioca manteve a decisão de transmitir seus próprios jogos. Outra vez “deu ruim”.

Os jogos transmitidos tiveram pico de 2,1 milhões de internautas. A diretoria rubro-negra certamente olhou para as contas de transmissões passadas e observou que alcançava até 20 vezes essa audiência em certos jogos por TV aberta, sem contar o plus das transmissões por TV fechada. E aí a direção do clube foi atrás do SBT, que já vem fazendo um grande trabalho na associação com a Copa Nordeste. A “Lapions League” é hoje um “case”, com a decisiva participação da TV aberta, repetidas vezes alcançando a lideranças em estados nordestinos.

E o Brasil inteiro poderá ver o jogo final do campeonato carioca, quarta às 9h. No SBT – que aqui é a TV Cidade Verde.
 

SBT faz nova ‘jogada de mestre’

O SBT já tinha feito uma grande jogada ao se associar à Copa Nordeste. Ganhou espaço na cobertura esportiva e alcançou um público que não costumava estar ali diante da “telinha do Patrão”. Também a Copa do Nordeste dez um grande negócio: com as transmissões dos jogos pela TV aberta, a competição cresceu como produto, em um nível competitivo que faz da “Lampions League” o melhor campeonato regional do país. Com tanta atenção do público, os patrocinadores correm atrás da Copa e dos clubes. Ganham todos.

O “case” da Copa do Nordeste deve ser lido agora junto com a tentativa do Flamengo de fazer seu caminho “solo”. É preciso entender a lógica do expectador. O canal por internet tem uma ligação ainda de caráter individual: o torcedor que se conecta para ver um jogo, em geral assiste sozinho. Quem vê pela TV, normalmente faz de maneira coletiva, com o torcedor amigo (mesmo que adversário), com o companheiro ou companheira, com pais e irmãos.

E isso faz uma diferença e tanto.