Cidadeverde.com

Já sem Assis, oposição de Oeiras agora perde Abimael

Foto Divulgação

Solenida em que Abimael Rocha manifesta apoio à candidatura de Zé Raimundo, em Oeiras


A oposição ao prefeito José Raimundo (PP) em Oeiras sofreu um segundo e duro golpe. O primeiro foi a morte do deputado Assis Carvalho, que era o principal articulador da aliança para enfrentar o atual ocupante da prefeitura do município. No final da semana passada outra perda, desta vez por manifestar apoio à reeleição de Zé Raimundo: Abimael Rocha anunciou que vai subir no palanque do atual prefeito. Vale ressaltar, Abimael foi queme, em 2016, assumiu a tarefa de enfrentar o chamado “Grupo dos Boca Preta”, que tem na família Sá a principal referência.

Os adversários dos Boca Preta, o grupo conhecido como Tupamaros (liderado pela família Tapety), perdem uma força considera importante. E vê o concorrente se reforçar. Abimael Rocha já foi vice-prefeito de Oeiras e na eleição municipal passada, ainda no PTC, teve cerca de 10 mil votos como como adversário de Zé Raimundo. Pela importância, a adesão teve até solenidade formal com a presença do próprio prefeito Zé Raimundo, o ex-prefeito Lukano Sá (de quem Abimael foi vice) e o ex-secretário estadual José Augusto Nunes.

Abimael, que estava filiado ao PT, mostrou-se frustrado com os movimentos da oposição. Ele esperava que o PT indicasse o cabeça de chapa, o que não estava sendo cogitado. Daí, preferiu adotar outros caminhos, resultado no apoio à campanha de reeleição do representante dos Boca Preta. “Vou ajudar na campanha do Zé Raimundo no que estiver ao meu alcance”, disse ele.
 

Oposição deve apostar em Dr. Hailton

A oposição ao prefeito Zé Raimundo deve ir para as eleições deste ano com a candidatura do médico Dr. Hailton Filho. Ele deve ser o nome que vai assumir o lugar que atava reservado para a advogada Vanessa Tapety, que chegou a se filiar ao PT com esse propósito, dentro de uma articulação feita pelo então deputado Assis Carvalho. Mas ainda em junho, antes da morte de Assis, Vanessa já tinha desistido da candidatura.

A ida da advogada para o PT era quase protocolar, já que ela é mesmo ligada ao MDB, que no município é liderada por seu pai, o ex-prefeito Tapety Neto, e por seu tio, o ex-deputado Mauro Tapety. Vanessa chegou a se desincompatibilizar do cargo de direção que ocupava no Tribunal de Justiça do Piauí. Quando desistiu, abriu a possibilidade de candidatura para Dr. Hailton Filho, que deve ser o nome principal do palanque dos Tupamaros este ano.