Cidadeverde.com

Deputado diz que PSB será oposição e critica ‘negociata’ no governo


Deputado Rubem Martins: certeza de que o PSB estará na oposição em 2018

 

O deputado Rubem Martins, um dos três representantes do PSB na Assembleia Legislativa, elevou o tom de crítica ao governo. Ele condenou a reforma administrativa feita recentemente pelo governo do Estado, que qualificou de “negociata” para acomodação política. E disse que o partido será oposição a Wellington Dias, em 2018.

Em entrevista hoje cedo ao Acorda Piauí, na Rádio Cidade Verde, Rubem disse que o governo estadual está na contramão do que se pede à gestão pública: ao invés conter custos e buscar eficiência, está ampliando os gastos. "É uma negociata política", diz o deputado. Para ele, não corresponde à verdade dizer que as 9 coordenações criadas recentemente não implicam em custo adicional. “Basta olhar o Diário Oficial, onde aparecem as nomeações. Na verdade, criaram 9 secretarias para atender a sede política de alguns”, disse.

O deputado PSB reconheceu que hoje é uma das poucas vozes - umas quatro ou cinco - contrárias ao governo dentro da Assembleia. Mas está convicto de que o cenário de hoje não será o de amanhã. “Estamos na entressafra. Muita coisa vai mudar”, ressaltou. Ele vê descontentamento em diversas forças políticas hoje instaladas no governo e acha que a oposição pode ter boas alternativas para a disputa de 2018.

Entre os nomes que vê com chances de pleitear o governo do Estado no lado oposicionista ele cita o prefeito de Teresina, Firmino filho (PSDB). Indagado sobre quem apoiaria Firmino, ele tangenciou e disse “não sei. Vamos ver”. Mas foi taxativo afirmando que o PSB poderia, sim, apoiar uma candidatura do prefeito de Teresina ao Palácio de Karnak.

Para Rubem Martins, certo mesmo é que o PSB vai permanecer na oposição. E disse que o nome do presidente do partido, o ex-governador Wilson Martins, poderia ser uma das alternativas. Acha que Wilson estará na chapa majoritária da oposição no próximo ano, seja como senador ou mesmo governador.