Cidadeverde.com

Dr. Pessoa defende eleições gerais ainda este ano


Dr. Pessoa: deputado defende, para superar a crise política, a realização de eleições gerais ainda em 2017

 

O deputado estadual Dr. Pessoa (PSD) quer que o Brasil realize, ainda este ano, eleições gerais “de vereador a presidente da República”. Para ele, esta é a forma de passar o país a limpo, diante da situação dramática em que as investigações da Lava Jato revelam o comprometimento de quase toda a classe política.

Dr. Pessoa se diz preocupado com esse quadro em que faltam alternativas para o Brasil. “Eu procuro com uma lupa e não enxergo”, diz, observando que os escândalos afetam a praticamente todos os partidos. Cita o caso do ex-presidente Lula (PT), “enlameado da coroa da cabeça à sola dos pés”, e também do ex-presidente Fernando Henrique (PSDB), que está menos comprometido, mas também é salpicado pelos escândalos.

“Pode ser que eu ache, mas estou procurando um nome e não encontro”, diz ele. E acredita que a mudança deve ser feita através do voto popular. Como entende que o país pede urgência, defende a aprovação de uma emenda constitucional que assegure a imediata realização de eleições, em todos os níveis.

— Eu não me preocupo em perder dois anos de meu mandato – afirmou.

 

Disputa eleitoral no Piauí

Em relação à disputa eleitoral no Piauí, o deputado do PSD diz que não é “nem governo nem oposição”, mas independente. Admitiu, porém, que esteve reunido com o governador Wellington Dias (PT), no encontro do petista com os parlamentares do PSD.

Nessa reunião, cobrou do governador a liberação de suas emendas impositivas – que, segundo diz, estão sendo retidas como retaliação, já que as emendas de outros parlamentares são liberadas. E também defendeu um lugar para o PSD na chapa majoritária das próximas eleições.

Esse lugar seria para o próprio presidente do partido, o deputado federal Júlio César. O que o partido gostaria era de ter Júlio como um dos candidatos ao Senado. Dr. Pessoa não deixou de alfinetar o próprio Júlio César: o deputado estadual se acha merecedor de mais espaço dentro do PSD piauiense, quase integralmente controlado por Júlio.