Cidadeverde.com

Mercado torce pela cassação da chapa Dilma-Temer, diz economista


Economista Fernando Botelho, da USP: mercado torce por cassação de Temer no TSE

 

Se depender do sentimento do mercado, um bom desfecho para o julgamento do TSE na próxima terça-feira seria a cassação da chapa Dilma-Temer, com a imediata substituição do presidente Michel Temer em eleição no Congresso Nacional. É o que avalia o economista Fernando Botelho, professor-doutor da Faculdade de Economia da USP.

Em entrevista ao A corda Piauí, hoje cedo na rádio Cidade Verde, Botelho disse que tem percebido esse sentimento dentro do mercado, que está mais preocupado com o programa de reformas, consideradas fundamentais para a retomada da economia. Assim, a torcida dos investidores é pela continuidade da atual equipe econômica ou, no caso de substituição, uma nova equipe que mantenha os compromissos com as reformas iniciadas por Temer.

O problema da continuidade de Temer é a possibilidade de persistência de uma crise política que não gera tranqüilidade em quem deseja investir. É uma situação parecida à vivida pela ex-presidente Dilma Rousseff, que tinha em Joaquim Levi um nome que agradava o mercado, mas em um governo em crise e que não inspirava confiança.

Na entrevista à rádio Cidade Verde, Fernando Botelho falou sobre os últimos indicadores que apontam crescimento do PIB. Considera positivo o resultado que indicou crescimento de 1% no PIB no primeiro quadrimestre de 2017, mas ainda espera lenta recuperação da economia, em especial a redução do desemprego, que deve ser mais forte somente em 2018.

Ouça a íntegra da entrevista de Fernando Botelho no link abaixo.