Cidadeverde.com

Agressão à mulher é muito maior do que mostram estatísticas, diz promotor


Promotor Francisco de Jesus, na rádio Cidade Verde: trabalho para combater a violência contra a mulher

 

O aumento de registros de violência contra a mulher é grave, mas está longe de traduzir a realidade das agressões às mulheres no Estado. “O número é muito maior”, diz o promotor Francisco de Jesus Lima, do Ministério Público Estadual.

Em entrevista ao Acorda Piauí, hoje cedo na rádio Cidade Verde, o promotor disse que verifica-se ainda um silenciamento, resultado de constrangimentos de natureza diversa. Francisco de Jesus Lima destaca que a violência contra a mulher está associada a diversos fatores, inclusive a falta de políticas públicas que promovam a geração de emprego.

Ele cita a alta incidência desse tipo de violência em regiões como o bairro Jacinta Andrade, na Zona Norte de Teresina. O Jacinta é um bairro onde a falta de emprego é grave e as mulheres têm forte dependência financeira dos companheiros.

“O econômico está muito ligado a essa situação da violência como um todo”, diz o promotor. Essa dependência tira capacidade de reação da mulher, que cala diante da agressão. Ele acentua que o problema econômico se soma a outros fatores, como o uso de álcool e outras drogas.

Ele também defende uma ação preventiva consistente e continuada como forma de enfrentar esse grave problema que persiste na sociedade.

No link abaixo, ouça a íntegra da entrevista do promotor Francisco de Jesus Lima.