Cidadeverde.com

‘Estado devolve dinheiro todo mês’, diz Henrique Pires


Henrique Pires diz que Piauí devolve dinheiro federal todo mês e critica secretário de Turismo, Flávio Nogueira Jr.

 

O Secretário de Infraestrutura do Ministério do Turismo, o piauiense Henrique Pires, revelou que o Piauí devolve recursos federais todos os meses. A revelação foi feita em entrevista hoje cedo ao Acorda Piauí, na Rádio Cidade Verde. “Infelizmente, o estado do Piauí devolve financeiro todos os meses para o governo federal”, afirmou.

Quando usa o termo “financeiro”, Henrique Pires se refere a recursos liberados e utilizados em ações do governo, mas que não têm prestação de contas dos gastos. Em sendo assim, segundo ele explica, o Estado se vê obrigado a cobrir as despesas com recursos próprios e devolver os recursos da União.

Henrique Pires fez críticas específicas ao deputado Flávio Nogueira Júnior (PDT), que atualmente ocupa a secretaria de Turismo do Estado. Ele reagiu às declarações de Flávio Junior, que considerou o cargo de Pires meramente decorativo, sem assegurar qualquer recurso para o Estado. O Secretário fez referência específica ao Centro de Convenções, cujos recursos estariam assegurados desde 2009, contradizendo Pires.

Em reação às críticas de Nogueira, Henrique Pires disse que conseguiu liberar, via Ministério dom Turismo, R$ 2,7 milhões para a finalização das obras do Centro de Convenções de Teresina. E contra-atacou:  para ele, decorativo é um deputado assumir uma secretaria com preocupações individuais e afastar-se do trabalho em prol dos eleitores com os quais se comprometeu.

Ainda no ataque, o Secretário de Infraestrutura do Ministério do Turismo disse que desde 2013 o Estado tinha disponível R$ 40 milhões para o novo Centro de Eventos, previsto para ser construído no Parque de Exposição. Pires observa que, três anos e meio depois, os recursos não foram utilizados, já que até agora sequer foi licitado o projeto do Centro de Eventos, cujas obras estão projetadas apenas para o final de 2018.

Diante disso, Pires conseguiu realocar esses R$ 40 milhões para a obra da adutora do litoral. Essa mudança foi um dos primeiros pontos de atrito entre Henrique Pires e Flávio Júnior. Mas o Secretário de Infraestrutura do Ministério do Turismo disse que a mudança tinha a intenção de aproveitar no Estado um recurso já disponível. Diz ainda que teve o aval formal do governador Wellington Dias.

Para ouvir a entrevista completa de Henrique Pires no Acorda Piauí, acesse o arquivo abaixo.