Cidadeverde.com

Cai 41% número de mortes no local dos acidentes de trânsito


Arão Lobão, do Detran: comemorando a redução dos acidentes violentos causados pelo uso do álcool

 

Caiu em 41% o registro de mortes nos acidentes de trânsito, registradas no local do acidente, em Teresina. O dado foi revelado pelo Diretor-Geral do Detran, Arão Lobão, em entrevista ao Acorda Piauí, hoje cedo na rádio Cidade Verde. Segundo ele, essa queda é resultado direto do trabalho voltado para redução do uso de álcool por quem dirige, causa de acidentes geralmente violentos.

Arão Lobão disse que o Dertran e a Strans – órgão de trânsito no município de Teresina – tem juntado forças para conscientizar condutores sobre o risco da união de álcool com direção. Os resultados começam a aparecer, revela o diretor do Detran, com a queda das mortes no local do acidente.

Segundo ele, esse indicador está associado à gravidade dos acidentes que envolvem álcool, com registro de mortes imediatas, no próprio local do sinistro. Arão observa que os acidentes pelo uso de celular são numericamente elevados, mas em geral com uma gravidade menor que os casos que envolvem motoristas alcoolizados.

O Diretor-Geral do Detran afirma ainda que o órgão está empenhado em fortalecer um trânsito mais consciente, resultando em menos ocorrências. Esse trabalho segue através da Escola de Trânsito, com recursos próprios do órgão.

 

CNH digital começa em fevereiro

A partir de fevereiro, os Detrans de todo o Brasil começam a emitir as Carteiras Nacional de Habilitação em formato digital. Ela até poderá ser emitida, também, em formato físico, impressa. Mas será uma opção a ser exercida pelo usuário, já que a obrigatoriedade passará a ser a emissão da CNH digital.

Segundo o Diretor-Geral do Detran do Piauí, Arão Lobão, o órgão já está preparado para essa nova etapa, com emissão das novas CNHs em formato digital em todas as unidades do órgão. A CNH digital poderá ser exibida através dos smartphone, podendo ter sua autenticidade conferida por um agente de trânsito através de um simples aplicativo.

Arão Lobão diz que esse novo procedimento é uma evolução importante que acompanha o avanço das tecnologias. Ressalta ainda que ela implicará em mais agilidade para o usuário e menor custo para o Detran.

Para ouvir a entrevista completa de Arão Lobão, acesse o link abaixo.