Cidadeverde.com

Reforma política foi ‘passo atrás’, diz Heráclito


Heráclito Fortes: crítica ao uso de recursos de emendas de bancada nas campanhas eleitorais

 

O deputado federal Heráclito Fortes (PSB-PI) criticou a Reforma Política aprovada pelo Congresso, estabelecendo as regras para as eleições de 2018 e apontando algumas mudanças com vistas aos pleitos seguintes. De acordo com Heráclito, a reforma foi um passo atrás. “Total. Total (passo atrás)”, disse ele em entrevista ao Acorda Piauí, hoje na Rádio Cidade Verde.

Heráclito criticou de modo especial o Fundo Eleitoral, que será constituído por recursos públicos. Foi especialmente crítico pelo fato de incluir parte dos recursos das emendas de bancada. O deputado entende que as emendas são importantes para estados e municípios, não se justificando essa destinação de parte dosn recursos para as campanhas eleitorais.

O representante do PSB defendeu a elaboração de uma reforma política com metas de longo prazo. Para ele, a definição de regras olhando a eleição seguinte termina sendo contaminada pelos interesses específicos dos parlamentares, que olham para o umbigo. Por isso acha que deve ser discutida logo uma completa reforma que olhe para 2022 e as eleições seguintes.

Heráclito também falou sobre a crise vivida por seu partido, que está dividido entre os grupos de São Paulo e de Pernambuco. Foi duro ao criticar o atual presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. Sem citar nome, disse que Siqueira é “um burocrata sem sensibilidade”. Vale lembrar, Carlos Siqueira não é político e chegou à presidência do PSB após a morte de Eduardo Campos.

 

Deputado festeja Aeroporto de Bom Jesus

 O deputado Heráclito Fortes (PSB-PI) destacou como uma grande conquista para o Piauí a assinatura do termo que autoriza a licitação para a construção do aeroporto regional de Bom Jesus. Para ele, essa obra assume grande importância pelo papel estratégico que terá no desenvolvimento dos cerrados piauienses.

Heráclito lembrou que está nessa luta desde a década de 1990. Festejou ainda o prefeito Marcos Elvas (PSDB) e a soma de forças políticas em torno dessa reivindicação. A solenidade de assinatura da autorização de licitação ocorreu ontem, em Brasília, com a participação de diversos políticos piauienses, como o governador Wellington Dias, o senador Ciro Nogueira e o deputado federal Marcelo Castro. A obra terá contrapartida do Estado e será executada pela Secretaria de Transportes.

Para ouvir a entrevista completa do deputado Heráclito Fortes, acesse o link abaixo.