Cidadeverde.com

DEM vai mudar de nome e será Centro Democrático

Deputado Rodrigo Maia: repaginando o DEM, incluindo a mudança de nome para Centro Democrático

 

O esforço que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), está fazendo para a criação de uma forte sigla de Centro ou Centro-direita, está exigindo uma providência extra para atração de aliados: a mudança de nome da sigla, como se fosse a criação de um novo partido. O velho DEM carrega um estigma como herdeiro direto do PFL. E muitos convidados – inclusive no Piauí – rejeitam a mudança se o nome persistir.

Como não é um caso isolado, Rodrigo Maia decidiu fazer uma pesquisa. Deu nomes tipo Mudança ou simplesmente Mude. Ninguém gostou, ainda mais dentro de uma perspectiva de poder – natural em qualquer partido – que levaria ao grupo eventualmente entronizado no governo pedir Mudança ou Mude. Seria estranho. E nem soa bem.

A partir das pesquisas realizadas pelo partido, chegou-se a pensar em Frente Democrática. Também foi descartada. O termo Frente remete à origem do PFL – a Frente Libera liberal que apoiou Tancredo em 1984 e que, no ano seguinte, organizou-se como Partido da Frente Liberal. Além disso, a simplificação FD gera cacófatos. Dois, ambos catastróficos.

Rodrigo tem se fixado na palavra Centro como norteadora das diretrizes da futura sigla. Quer que seja identificada como uma espécie de equilíbrio entre os extremos. Daí, é provável que a palavra Centro esteja no nome do “novo” partido. E a preferência recai sobre Centro Democrático. Esse tende a ser o nome novo do partido.

A avaliação de Rodrigo Maia e seus aliados mais próximos é que o Brasil chegou onde chegou por radicalizações e impossibilidade de diálogo. Nessa avaliação, uma força ideologicamente no centro teria o estratégico (e difícil) papel de costurar consensos.

Nessa tarefa, Rodrigo Maia está de olho em parlamentares piauienses. O primeiro deles é Heráclito Fortes (PSB), desde cedo integrado ao núcleo das discussões sobre esse partido liderado pelo presidente da Câmara.

VEJA O QUE A COLUNA JÁ DEU SOBRE ESSE TEMA:
Heráclito integra grupo que articula novo partido de centro.
Rodrigo Maia tenta movimento ‘nem lulista nem antilulista’.