Cidadeverde.com

‘Não entendi a posição do PP’, diz líder do governo Wellington


Deputado João de Deus, líder do governo: dificuldade para entender o governista PP votando contra proposta do governo
 

A posição do PP, que fechou questão contra a proposta do governador Wellington Dias (PT) de aumentar imposto, não caiu bem entre os governistas. O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado João de Deus, foi cristalino: “Não entendi a posição do PP”, disse o deputado, em entrevista hoje cedo ao Acorda Piauí, na Rádio Cidade Verde.

O projeto do governo será votado ainda hoje pela manhã. Como reação ao fechamento de questão pelo PP, o governo exonerou secretários como forma de substituir na votação os dois suplentes progressistas que estavam exercendo mandato – Belê Medeiros e B. Sá Filho.

O argumento dos governistas é que essa proposta é fundamental para o Estado manter as contas em ordem. Daí, entende que era o momento em que a bancada deveria ser mais aliada do governo. Quanto à justificativa do PP de cobrar “antes” demonstrações do governo de corte de despesas, João de Deus acha que essa divergência poderia ter sido superada com diálogo.

“O PP poderia ter conversado com o governador”, disse ele, deixando claro o desconforto com a atitude do partido aliado. João de Deus não quis avaliar as implicações políticas desse gesto, que eleva a tensão entre PP e PT. “A gente nunca sabe o que passa na cabeça de cada um”, diz o deputado.

Desde 2014, quando estiveram juntos na eleição de Wellington Dias, PP e PT tiveram vários momentos de atrito. Mas este parece ser o de maior alcance.
 

Imposto ‘para evitar o pior’

O deputado João de Deus justificou a proposta do governo de aumentar imposto. Segundo ele, é “para evitar o pior” – referência ao risco de atraso de salário dos servidores do Estado. Alertou para as dificuldades financeiras, considerando “necessário” o aumento nas alíquotas de imposto sobre combustível, telefonia e cigarro.

Quanto às críticas da oposição ao projeto, o líder do governo diz que os oposicionistas fazem o jogo que lhes resta, já que vivem “uma situação difícil”. A dificuldade, segundo ele, é a falta de perspectiva eleitoral da oposição, que sequer consegue se entender em torno de um nome que concorra ao governo do Estado e “que inspire novidade”.

Para ouvir a entrevista completa do deputado João de Deus, acesse o arquivo abaixo.