Cidadeverde.com

Rodrigo Maia vem dia 10 para filiação de Heráclito e Átila

Deputado Rodrigo Maia: presença em Teresina para filiação de Heráclito Fortes e para falar da própria candidatura (FOTO: Divulgação)

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), estará em Teresina na próxima semana, em evento que marcará a filiação do deputado Heráclito Fortes ao DEM. A informação é do presidente regional da sigla, Ronei Lustosa. A solenidade poderá contar ainda com a filiação de Átila Lira e deverá ter um tom de lançamento no Piauí da própria candidatura de Rodrigo à presidência da República.

Heráclito, eleito em 2014 pelo PSB, está sem partido desde o final do ano, quando entrou em entendimento com a direção do Partido Socialista para desfiliação. Ele tem sérias diferenças com o comando do PSB, que se posiciona contra o governo federal e as reformas defendidas pelo presidente Michel Temer. Heráclito é favor tanto das reformas quanto do governo.

Esta é a mesma situação de Átila Lira, que defende uma linha mais liberal. Ele critica a direção socialista que, segundo afirma, abraça teses “pré-revolução russa”. Desde dezembro já estava acertado o ingresso de Átila no DEM de Rodrigo Maia.

Como presidente da Câmara, Rodrigo ganhou mais protagonismo no DEM e passou a ser o principal formulador de políticas no partido, em uma linha sintonizada com a defesa das reformas. Ele ainda não se apresenta como presidenciável, mas sua candidatura à Presidência da República é motivo de comentário em todas as rodas políticas em Brasília.

Neste mês de março, Rodrigo fará uma série de visita aos estados, fazendo a filiação de novos aliados – como Heráclito e Átila, aqui no Piauí. Essas viagens serão utilizadas para dar mais conhecimento do nome e da própria candidatura do deputado carioca.
 

DEM oficializa candidatura de Rodrigo dia 8

O Diretório Nacional do DEM se reúne no próximo dia 8, em Brasília, em um encontro que deve servir para o lançamento oficial da pré-candidatura de Rodrigo Maia à presidência da República. Oficialmente, o encontro será para fazer mudanças no regimento do partido, quando a sigla deve adotar um tom mais para o centro ou centro-esquerda, caminho para acomodação de parlamentares egressos do PSB.

A reunião não vai tratar da mudança do nome do partido. Mas vai, sim, tratar da candidatura de Rodrigo, que se posiciona como a alternativa de centro e acena especialmente para o chamado mercado – os grandes empresários. A reunião com o lançamento da candidatura de Rodrigo será a senha para que o presidente da Câmara passe a viajar pelo Brasil apresentando-se conm o a alternativa que o eleitorado de centro ainda não encontrou.