Cidadeverde.com

PR pode voltar a integrar Chapinha


Fábio Abreu: deputado pode voltar à "Chapinha" após intenção do PR de discutir outra vez aliança proporcional

 

O PR pode voltar a sentar na mesa de discussão para constituição da chamada “Chapinha”, um grupo de pequenos e médios partidos se une para ganhar mais competitividade na disputa por cadeiras na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados. A participação do PR no grupo está associada à vontade de algumas das grandes siglas – como o próprio PT – de fazerem chapa pura, o que cria dificuldades para as pequenas siglas, em especial as que têm poucos candidatos.

A possibilidade do PR retornar à Chapinha também se vincula à necessidade de outras participações, como a do partido do deputado Silas Freire.

Vale lembrar, no final de janeiro, o presidente do PR, deputado estadual Fábio Xavier, disse que o partido não tinha mais interesse em discutir essa aliança de pequenos e médios partidos. O PR tinha dúvidas sobre as vantagens competitivas da Chapinha, além de avaliar que o "chapão" seria mais interessante para o partido eleger seus candidatos. A decisão do PR levou o deputado Silas Freire, filiado ao Podemos, a dar indicações de que também poderia ficar fora da aliança, passando a integrar a coligação geral dos grandes partidos.

O cenário mudou. Mas, ainda assim, as lideranças do PR cobram a participação de outros candidatos competitivos, em especial na disputa por vagas de deputado federal. O partido tem como postulante a uma cadeira na Câmara Federal o já deputado Fábio Abreu.

A participação de Silas Freire é considerada importante, porque se somará a Fábio e pelo menos a mais dois candidatos – Osmar Júnior (PCdoB) e Marcos Vinícius (PTC) – com importante potencial de votos, capazes de contribuir para a coligação superar com folga o consciente eleitoral. No cálculo do deputado Evaldo Gomes (PTC), principal articulador da Chapinha, o grupo pode fazer dois deputados federais e ter um bloco influente na Assembleia Legislativa.
 

Silas em nova sigla

Segundo fontes da Chapinha, o deputado Silas Freire (Podemos) também demonstrou interesse em rediscutir a participação na Chapinha. Mas poderá não ser pelo Podemos. O PRB fez convite para que Silas mude de partido. A intenção do PRB é ter no Piauí um candidato com força para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados e ajudar o partido a superar a cláusula de barreira.

O parlamentar terá que decidir até sexta-feira da próxima semana se muda de partido ou se fica onde está. Mas a mudança não altera a estratégia de participar da Chapinha como caminho mais curto para garantir um mandato.