Cidadeverde.com

João Vicente deve fazer nova viagem ao exterior


João Vicente Claudino: após filiação ao PTB, ex-senador pode fazer nova viagem ao exterior  (FOTO: Senado Federal)

 

Sem definir qual papel terá efetivamente na campanha eleitoral deste ano, o ex-senador João Vicente Claudino tem dois fatos na agenda dos próximos dias. Primeiro ele vai se filiar ao PTB, na sexta-feira. Depois ele deve fazer uma pausa nas andanças políticas para cumprir uma viagem à Itália.

Há menos de uma semana, o empresário chegou de uma viagem à Terra Santa. E agora será a vez de Roma e o Vaticano.

A viagem tende a reforçar as discussões sobre a real intenção do ex-senador de disputar as eleições deste ano. Segundo adiantou Elivaldo Barbosa na TV Cidade Verde, João Vicente teria chegado a um acordo com os deputados do PTB – Janaína Marques, Nerinho e Zé Hamilton. Os deputados são aliados do governador Wellington Dias (PT), enquanto João Vicente vem abraçando um discurso que estaria mais em sintonia com a oposição.

Pelo acordo, os governistas ficam no PTB com a garantia de que não terão problemas na campanha. O entendimento com os deputados seria uma indicação de que o ex-senador poderia mesmo não se candidatar ao governo. Dentro do PTB governista, alguns trabalham para atrair João Vicente para o seio palaciano. Poderia, na avaliação desses petebistas, fazer parte da própria chapa liderada por Wellington Dias.

A viagem ao Vaticano, se confirmada, pode reforçar a leitura de que João Vicente Claudino não estaria tão empenhado em ser candidato em outubro.
 

Ex-senador queria chapa única na oposição

A real intenção de João Vicente Claudino na eleição deste ano transformou-se em um mistério. Desde janeiro, no entanto, ele manteve uma série de contatos políticos com lideranças da oposição, dando uma indicação de qual lado poderia seguir. Essa leitura foi reforçada em março, quando concedeu uma série de entrevistas apontando para uma possível candidatura.

Nas falas públicas que fez, João Vicente defendeu a tese de uma só candidatura ao governo do Estado pelas oposições. Com a pré-candidatura de Luciano Nunes (PSDB) ganhando mais apoios dentro do campo oposicionista, a possibilidade de candidatura unificadora está mais para o tucano que para o petebista.