Cidadeverde.com

Candidatura de Regina é caso decidido, diz Assis


Assis Carvalho: deputado diz que candidatura de Regina Souza ao Senado está definida 

 

A candidatura de Regina Souza (PT) ao Senado é caso decidido e não se discute mais o assunto. Quem afirma é o presidente estadual do PT, deputado Assis carvalho. Segundo ele, a candidatura de Regina é um direito que ela tem, por estar no cargo. Além disso, observa que esse lugar na chapa não está sendo questionado pelos aliados, assim como não se discute a vaga de Ciro Nogueira (PP) à reeleição.

Assis não vê o PSD de Júlio César nem o PDT de Flávio Nogueira cobrando esse lugar. Segundo o deputado, esses nomes foram ventilados de forma muito esporádica e nenhum deles chegou a colocar seu nome na mesa de negociação com o PT. “Eu não tive esses nomes na mesa”, disse, ressaltando que tal reivindicação passaria pelo entendimento entre partidos. No caso do PT, passaria por ele mesmo, como presidente da sigla.

Mas se Assis não vê discussão sobre a candidatura de Regina Souza, admite que ainda está longe a definição sobre a chapa proporcional. O presidente do PT defende a chapa pura, por entende que é a melhor forma de fortalecer os partidos. Para ele, não tem sentido um partido alcançar mais cadeiras no Legislativo do que teve de votos nas urnas – e esse desvio só será evitado com candidaturas sem coligações.

Apesar de ser a favor da chapa pura, Assis diz que seguirá a decisão do Congresso do PT, que acontecerá nos dias 20 e 21 de julho.
 

Lula segue candidato

Assis Carvalho reafirmou a estratégia do PT de manter a candidatura Lula à presidência da República. Segundo ele, não há qualquer movimento dentro do partido que peça a substituição do ex-presidente – que foi condenado a 12 anos de prisão e está detido em Curitiba – como postulante ao Palácio do Planalto.

O deputado disse que Lula é o líder das pesquisas e que cresceu nas intenções de voto após a prisão. Para ele, o ex-presidente é um preso político que sofre perseguição por ter implementado políticas públicas que se chocam com os interesses das elites.