Cidadeverde.com

Embolada, disputa pelo Senado reserva grandes emoções


Wilson Martins: líder de intenção de voto na corrida pelo Senado, disputa que proteme ter grandes emoções na eleição de 2018

 

A disputa pelas duas vagas no Senado vai, pelo menos até o momento, guardando as maiores emoções da corrida eleitoral deste ano. Conforme a segunda pesquisa Cidade Verde/Opinar, divulgada hoje pelo Grupo Cidade Verde, quatro candidatos se projetam até o momento, com dois movimentos significativos: um certo descolamento de Wilson Martins (PSB) na liderança e a chegada de Ciro Nogueira (PP) ao grupo de ponta que tem ainda Dr. Pessoa (SD) e Frank Aguiar (PRB).

A pesquisa, contratada pelo grupo Cidade Verde, foi realizada de 12 a 14 de julho, em 51 cidades, ouvidas 1.031 pessoas. A margem de erro é de 2,97%. O registro no TSE é o BR-06707/2018 e PI-01929/2018. 

Segundo os dados da nova pesquisa Cidade Verde/Opinar, Wilson tem 21,2% das intenções de voto, seguido de Dr. Pessoa, com 15,8% e de Frank Aguiar, com 14,5%. O quarto lugar é de Ciro Nogueira (PP), com 14,3%. O segundo bloco de candidatos começa com Robert Rios (DEM), registrando 7,2% das intenções de voto, seguido de Regina Sousa (PT), com 5,8%, e Júlio César (PSD), com 4,9%.

Na primeira pesquisa Cidade Verde/Opinar, há um mês, Wilson já ocupava a liderança, seguido de Frank Aguiar e Dr. Pessoa. A distância ficava na margem de erro. Agora as posições de Frank Aguiar e Dr. Pessoa se inverteram, enquanto o pré-candidato do PSB consegue mais de 5 pontos percentuais de distância para o segundo colocado, o representante do Solidariedade.

Significativo mesmo é o crescimento de Ciro Nogueira, que mesmo ocupando a quarta posição está a uma distância pequena para Dr. Pessoa e Frank Aguiar, dentro da margem de erro. Para quem vem sendo bombardeado inclusive por aliados, Ciro tem muito o que comemorar.
 

Disputa segue totalmente aberta

A disputa pelas cadeiras no Senado, no entanto, segue inteiramente aberta, a começar pelo alto índice de eleitores que não fizeram opção por nenhum candidato. Segundo a pesquisa, 67,9% não souberam (ou não quiseram) responder, além de outros 35,1% que optaram pelo “Nenhum, Branco ou nulo”.

Vale esclarecer que o somatório chega a 200% porque o eleitor é convidado a fazer duas opções na estimulação da intenção de voto para o Senado.Isso porque, este ano,serão eleitos dois senadores e o eleitor tem direito a dois votos.

Os números mostram que é grande o percentual de eleitores indecisos ou sem opção. Na medida em que o votante for se decantando por um ou outro candidato, isso pode alterar o atual cenário. Vale lembrar que alguns nomes estimulados – como Frank Aguiar ou Dr. Pessoa – podem mudar de projeto. E isso também leva a um reposicionamento de importante fatia do eleitorado.

Em resumo, a disputa pelo Senado tende a reservar boas emoções nas eleições deste ano.