Cidadeverde.com

Dr. Pessoa balança cenário e anima oposição


Dr. Pessoa: candidatura do deputado do Solidariade balança cenário político, que ainda se pergunta sobre o efeito que terá na campanha

 

O deputado Dr. Pessoa (Solidariedade) mudou de planos: não é mais candidato ao Senado e sim ao palácio do Karnak. A candidatura ao governo do Estado foi confirmada hoje pela manhã, em entrevista emocionada. A novidade traz um elemento novo à disputa pelo governo e é vista com potencial para balançar o cenário político.

O lançamento da candidatura de Dr. Pessoa cria embaraços na oposição e alguma cautela na ala governista. O embaraço fica por conta de Elmano Ferrer (Podemos), que alimentava a ideia de uma chapa com o deputado, onde Elmano disputaria o governo e Pessoa, o Senado. A candidatura do deputado do Solidariedade obriga, no mínimo, um reposicionamento do senador do Podemos, que já anunciou que segue candidato ao Karnak. Mas precisaria buscar novos parceiros de chapa. 

No governo, a cautela fica pela expectativa de saber até onde pode ir essa candidatura recém-posta. Por via das dúvidas, começou no final da semana passada o esforço de desqualificação, com mensagens via internet – aquelas sem pai nem mãe – atacando o deputado. Há uma nuvem de dúvidas no ar. Até agora, Wellington Dias (PT) mantinha sob seu rigoroso controle o processo sucessório. Mas os episódios dos últimos dias, em especial os atritos com parte do MDB, geraram fissuras na base governista. Para completar tem Dr. Pessoa, que não estaca no cálculo do Karnak.

Pode-se perguntar a razão da mudança de projeto por parte do deputado do Solidariedade. Há duas razões. A primeira, a dificuldade interna, já que o Diretório nacional não desejava ver Dr. Pessoa disputando o Senado. A segunda, a brecha deixada pelo descontentamento do MDB, que poderia ser um suporte – oficial ou informal – à nova candidatura ao governo.

Se terá êxito, só o tempo dirá. Mas o mundo político ficou balançado. Uma parte, cheia de ânimo. Outra, abarrotada de cautela.
 

Oposição vê mais chance com candidatura

Na oposição, a candidatura de Dr. Pessoa ao governo do estado é vista com ânimo renovado. A avaliação é que pode viabilizar o segundo turno e criar novas condições para enfrentamento da chapa do governador Wellington Dias. Mas a nova candidatura ainda não define o desenho da própria oposição. Por exemplo, não se sabe ao certo se Frank Aguiar (PRB) tomará as filas oposicionista para ser candidato ao Senado.

Se dependesse de Dr. Pessoa, seria. Mas o cantor tem problemas dentro do próprio partido, uma sigla com viés muito, muito governista. Outra dúvida é quanto à candidatura de Elmano Ferrer. O senador do Podemos já disse que mantém seu nome na disputa. Resta saber como formará a própria chapa. Menos dúvidas tem Luciano Nunes (PSDB), que segue com seu projeto, aliado com PSB e DEM.

O desenho impreciso só não apaga o novo ânimo dos oposicionistas, que multiplicam candidaturas ao governo e tentam dividir os votos de Wellington.