Cidadeverde.com

Ministro e presidente da Caixa estarão em Bom Jesus na sexta


Nelson de Souza, presidente da Caixa: presença em evento nesta sexta-feira, em Bom Jesus 

 

O município de Bom Jesus vai receber, nesta próxima sexta-feira, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e o presidente da Caixa, Nelson de Souza. Os dois participam de um evento que leva a assinatura da prefeitura local: a inauguração do Residencial Gilson Coelho, no bairro Aeroporto.

A obra, projeto do prefeito Marcos Elvas (PSDB), tem a parceria da Caixa Econômica, através do programa Minha Casa Minha Vida, e vai atender a uma importante demanda na cidade. O Residencial conta com 300 moradias e é resultado de um investimento de R$ 16 milhões.

“Estamos realizando um sonho de 300 famílias. São quase 1.500 pessoas atendidas”, diz Claudia Elvas, secretária de Assistência Social e responsável direta pela execução do trabalho. As famílias beneficiadas foram definidas através de sorteio realizado ainda no ano passado, quando foi feito o lançamento do início da obra.

A solenidade com o ministro e o presidente da Caixa está marcada para as 15h30, na principal via de acesso ao conjunto de moradias. O evento tem ainda uma particularidade: traz mais uma vez ao Piauí o presidente da Caixa, o piauiense Nelson Souza.
 

Prefeito tem aliados que ‘não se bicam’

A construção das 300 casas do Residencial Gilson Coelho mostra um detalhe: o acesso do prefeito Marcos Elvas aos órgãos financiadores, em Brasília. No atual mandato, ele conseguiu recursos para moradia, mobilidade urbana e saúde, por exemplo. Para ter acesso aos recursos ele contou com bons projetos e excelentes padrinhos em Brasília.

O prefeito tem em seu leque de apoios nomes que nem “se bicam” muito, como Marcelo Castro (MDB), Heráclito Fortes (DEM) e Ciro Nogueira (PP). Na eleição de 2014, ele dividiu suas lideranças entre dois deputados federais: Marcelo Castro e Heráclito Fortes, à época no PSB. E há algum tempo tem grande proximidade com o senador Ciro Nogueira.

Os três políticos têm sido bons “abridores de porta” dos gabinetes ministeriais em Brasília. Um exemplo é o projeto de requalificação e ampliação do aeroporto de Bom Jesus, com aporte de recursos federais.