Cidadeverde.com

Depois do debate, pesquisa gera expectativas


Debate na TV Cidade Verde: clima civilizado, mas com embates abertos entre os concorrentes ao governo do Estado do Piauí

 

Deu o que falar. O tom razoavelmente civilizado não escondeu os confrontos abertos e, aqui e acolá, um golpe na canela adversária. E, com esse formato, o debate entre os candidatos ao governo do estado, realizado ontem pelo Grupo Cidade Verde, estabeleceu uma inflexão na campanha eleitoral deste ano, já que as propostas ficam mais claras, assim como a postura de cada candidato. Há um antes e um depois, num impacto que será complementado nesta quarta-feira, quando a Cidade Verde divulga a nova pesquisa Opinar, apontando as tendências na corrida pelo Karnak.

O grande diferencial do debate na Cidade Verde foi o horário: ocupou o chamado horário nobre da TV  piauiense (a partir das 12h), em um dia de semana. Havia atenção ao debate. E o diferencial se acentuou com o conteúdo: havia propostas e questionamento dessas propostas, o que foi favorecido pelo formato que deu voz aos próprios concorrentes. Candidato perguntando a candidato, sempre.

De certa forma, todos os participantes saíram satisfeitos porque tiveram a oportunidade de levar as mensagens sobre si e os concorrentes. Mesmo Wellington Dias (PT), o alvo das críticas diretas de cinco dos seis concorrentes participantes, parece ter gostado do resultado: não apanhou tanto, apesar dos questionamentos mais contundentes por parte de Luciano Nunes (PSDB) e Valter Alencar (PSC).  

O debate aconteceu depois dos três primeiros dias de propaganda eleitoral. Isso permite que o eleitor some uma informação com a outra: o dito na propaganda e o reafirmado ou questionado no embate entre os candidatos. Agora os candidatos esperam um novo round na corrida até o dia 7 de outubro: a primeira pesquisa de opinião após o início da propaganda.

E ela chega amanhã, também pelos canais do Grupo Cidade Verde.
 

Opinar: a expectativa de cada candidato

Há uma certa expectativa dos candidatos quanto à próxima pesquisa Cidade Verde/Opinar, cuja tabulação está sendo concluída.  Depois de uma quinzena de campanha aberta nas ruas e dos primeiros dias de propaganda no rádio e TV, a pesquisa pode reafirmar ou refazer tendências.

Na oposição, a expectativa é que se confirme uma tendência de queda de Wellington Dias, já que registrou uma perda de quase 9 pontos percentuais entre a primeira e a terceira sondagem realizada. Quer mais: o crescimento de seus principais postulantes ao Karnak. Já o governo pretender ver estancada a tendência de queda, preservando o favoritismo. Se possível, com uma mudança de rumo na curva de desempenho, que estava na descendente.

VEJA:
O desempenho de cada casndidato no debate da TV Cidade Verde