Cidadeverde.com

Plantio de soja cresce 5% e Piauí pode ter nova supersafra


Rafael Maschio, da Aprosoja (em recente entrevista à Rádio Cidade Verde): perspectiva de nova supersafra 

 

Fim de férias do colunista. De volta ao batente. E de volta com uma notícia que enche os olhos: a safra agrícola pode crescer outra vez. Vejamos:

Depois de colher este ano a maior safra de grãos da história, o estado do Piauí pode ter uma nova supersafra. O indicativo para esse novo feito está nos dados dos produtores, que teimam em enfrentar as adversidades e ampliam a área plantada. Segundo levantamento preliminar da Associação dos Produtores de Soja do Estado do Piauí (Aprosoja-PI), a área plantada nesta safra 2918-2019 cresceu mais de 5% em relação à anterior. A ampliação de área também é encontrada entre produtores de milho e algodão, e deve se repetir no plantio de arroz e feijão.

A colheita de 2018 – chamada de safra 2017-2018, já que plantada quase toda no final do ano passado – garantiu ao Piauí cerca de 4,4 milhões de toneladas de grãos. Desse total, a soja produzida basicamente nos cerrados do sul do estado foi responsável por 2,5 milhões de toneladas, seguida do milho, com 1,5 milhão. A colheita fabulosa foi produto de investimentos diretos dos produtores e de uma temporada climática considerada fantástica.

“O clima foi excepcional”, relembra Rafael Maschio, Diretor Executivo da Aprosoja-Piauí. Por isso mesmo ele comemora o aumento de área plantada com uma certa cautela: ela não significa automaticamente o aumento de produção, já que na safra passada o clima foi tão perfeito que permitiu ao Piauí uma produtividade extraordinária. Rafael lembra que a colheita de 3,2 toneladas por hectare de soja é uma bela produtividade. Mas na safra anterior o Piauí conseguiu mais de 3,5 toneladas por hectare. O segundo melhor desempenho do país.

Repetir esse feito não é fácil. Mas, pelo menos até agora, o clima está ajudando. “As culturas estão bem encaminhadas. Mas precisamos ainda conferir esse próximo trimestre”, diz Rafael, referindo-se ao comportamento climático, que desejam seja de chuvas temperadas com sol. Vale notar, o crescimento de área plantada é uma regra nos cerrados piauienses que se repete há décadas, só rompida na safra 2015-2016, reflexo da brutal crise econômica.

Para a safra 2018-2019, a área plantada com soja deve sair dos 710 mil hectares para perto de 750 mil hectares. No caso do milho, o crescimento é ainda maior: deve saltar dos 140 mil hectares do plantio passado para cerca de 160 mil – um aumento de mais de 10%. No caso do algodão, o Piauí deve sair de pouco mais de 5 mil hectares para entre 12 e 14 mil hectares cultivados.

Os números só serão fechados depois de janeiro, já que plantios como o do milho se encerram já com o ano novo iniciado. Mas os primeiros levantamentos são para se comemorar.