Cidadeverde.com

Reforma administrativa chega 5ª à Assembleia


Wellington Dias: diálogo com os deputados antes de apresentar a proposta de reforma administrativa  (FOTO: Alepi / Divulgação)

 

No esforço em busca da conformação final da reforma administrativa, o governador Wellington Dias (PT) reúne hoje no final da tarde os deputados da base de apoio do governo na Assembleia Legislativa. Wellington vai, por fim, mostrar qual será o tamanho da reforma, um segredo mantido a sete chaves, restrito a um núcleo muito pequeno de assessores. A ideia é encaminhar a proposta de reordenamento da administração estadual até quinta-feira, para apreciação dos deputados.

A expectativa é que haja mudanças, mas não tão grandes. Até onde se sabe, há duas fusões: SASC se une à Secretaria do Trabalho e a pasta da Mineração deve ser absorvida pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Está certa a extinção de nove coordenadorias, aquelas criadas para acomodar o MDB. Há ainda a possibilidade de criação da Secretaria de Agronegócios, assim como persistem as dúvidas sobre a manutenção da Fundação Hospitalar.

As intenções do governador serão por fim conhecidas na reunião com os deputados aliados, marcada para às 18h30, no Karnak. Com a proposta finalizada, Wellington deve pessoalmente levar o projeto de reforma à Assembleia. Quer ter diálogo inclusive com os parlamentares da oposição. O governador gostaria de fazer esse gesto amanhã mesmo, mas como a reunião deve resultar em alguns ajustes no texto, o mais provável é que a proposta só seja mesmo encaminhada na quinta-feira, já que Wellington estará viajando na quarta-feira.

Há um entendimento geral dentro da base que a máquina administrativa do Estado deve ser redimensionada. Os parlamentares reconhecem as atuais dificuldades para manter o equilíbrio financeiro. Mas isso gera um problema: com menos espaços políticos, Wellington terá a difícil missão de acomodar uma base gigantesca em uma estrutura administrativa menor.