Cidadeverde.com

Jesualdo, um homem várias vezes marcante


Jesualdo Cavalcanti: marcante em vários momentos de sua longa trajetória política 

 

O Piauí perdeu no início da noite desta sexta-feira um dos mais representativos nomes da política estadual nos últimos 60 anos: Jesualdo Cavalcanti Barros. Um homem que foi marcante em vários momentos da histórica do Estado, às vezes por desenvolver uma ação diferenciada, às vezes por traduzir o momento do próprio país.

A tradução do momento do país ocorreu em 1964, quando era vereador de Teresina. Antes de chegar à Câmara Municipal, vinha do movimento estudantil. Na Câmara, fazia ressoar uma voz questionadora e dissonante do regime militar que se instalara. Resultado: foi cassado e preso, levado em carroceria de caminhão para o Quartel do 25 BC, à vista de meia Teresina. Nada mais tradutor daquele momento. Por força do novo regime, ficou um tempo longe da política.

Depois, quando os ventos da abertura já sopravam sobre nós, voltaria à cena política piauiense. Elegeu-se deputado estadual em 78; reelegeu-se em 82. No governo Hugo Napoleão tornou-se secretário de Cultura. Foi um grande secretário, com destaque para o trabalho extraordinário de resgate de grandes autores piauienses. Em 86 se tornaria deputado federal e constituinte.

A aventura federal durou este mandato, porque logo voltaria à Assembleia e à cena política local, quando mostrou o quanto era diferenciado. Eleito deputado federal em 90, foi presidente da Assembleia. De lá sairia para o TCE, onde foi responsável por grande parte do trabalho de profissionalização da Corte de Contas. Ainda hoje é festejadíssimo no TCE, pelo reconhecimento que há do trabalho que colocou o tribunal em uma outra dimensão.

Tornaria a mostrar sua conduta diferenciada quanto assumiu a prefeitura de Corrente, em 2013. Foi rigoroso como gestor, o que não combina muito com a política dos nossos tempos. Mas deixou sua marca como indicador de qual deve ser a conduta de um homem público.

Jesualdo foi-se nesta sexta-feira, aos 79 anos – completados na segunda-feira passada. Deixa boas lições que bem poderiam ser observadas pelas novas gerações.
 

Quem ele deixa

Jesualdo Cavalcanti era casado com Socorro Rocha Cavalcanti Barros, ela também destaque na área da educação - na Uespi e no Conselho estadual de Educação. O casal teve três filhos: Jesualdo Cavalcannti Filho, Juliana Rocha Cavalcanti Barros e Marina Rocha Cavalcanti Barros Mendes, que é juíza federal lotada na unidade da Justiça Federal em Teresina.