Cidadeverde.com

Dória assume PSDB com projeto de chegar ao Planalto

Foto Divulgação 
Convenção Nacional do PSDB: representantes do Piauí no evento que consagra a liderança do governador João Doria Jr.


O PSDB realiza convenção nacional em Brasília que levará à presidência da sigla o ex-deputado pernambucano Bruno Araújo. Mas a chave do poder tucano estará em outras mãos: as do governador de São Paulo, João Dória Jr, que passa a ser de fato o comandante do partido. A escolha de Bruno é parte dessa tomada de poder, já que o pernambucano é um fiel aliado do governador.

Doria assume as rédeas do PSDB com um claro projeto nacional: quer chegar ao Palácio do Planalto e já vislumbra tal possibilidade nas eleições de 2022. O governador paulista chega ao comando tucano com algumas refregas, já que alguns setores da sigla não o vêem com tanta simpatia.
 

Tucanos do Piauí seguem juntos

Os tucanos do Piauí não são considerados aliados naturais de João Dória Jr. Lideranças como Firmino Filho e Luciano Nunes parecem ficar mais à vontade com históricos do partidos, em especial Geraldo Alckmin. Mas não têm diferenças com Dória e devem abraçar o projeto do paulista sem maiores sobressaltos.

Um grupo grande de piauienses se fez presente em Brasília para a convenção, incluindo Firmino, Luciano, o ex-senador Freitas Neto e o prefeito de Bom Jesus, Marcos Elvas, que chegou a presidir o tucanato piauiense no ano passado. Outro grupo que mostrou forte presença foi o PSDB Mulher, comandado por Luciana Sebim.
 

Almoço com Heráclito

Os principais tucanos do Piauí seguem próximos de um aliado de outras refregas: o ex-deputado Heráclito Fortes (DEM). Uma boa parte do grupo que representa o PSDB piauiense tinha desde antes um encontro marcado na agenda brasiliense: almoço na casa de Heráclito. Dito e feito.