Cidadeverde.com

Solidariedade vai formar candidatos para eleição de 2019

Foto Divulgação / Polícia Militar

Messias Júnior, em recente evento na Polícia Militar: missão de formar quadros para o Solidariedade


O Solidaridade (SD) vai começa agora no mês de junho uma série de cursos de formação de lideranças com foco especial nos potenciais candidatos do partido nas eleições do ano que vem. Os cursos atendem a uma preocupação da direção nacional do partido e também ao esforço do novo presidente da Fundação Primeiro de Maio, que no partido tenta formar quadros e desenvolver discussões programáticas de fundo.

O novo presidente da Fundação no Piauí é Messias Júnior, um velho militante das esquerdas que já foi o PCdoB na origem e depois ficou por quase duas décadas no PSB. Sem convergências com o rumo do PSB, deixou o partido, desembarcou no SD e agora tenta fazer o que mais sabe: mobilizar, arregimentar pessoas.

Cursos com demandas
Os cursos são bem objetivos: como fazer campanha nas redes sociais, como desenvolver um programa de ação política, como organizar uma campanha para o legislativo, como fortalecer a relação entre política e movimentos sociais. Cursos como o de redes sociais fazem parte do cardápio da direção nacional. Outros são propostas que Messias está apresentando ao Diretório Nacional, que banca os custos.

A ideia do Solidariedade é chegar em 2019 com um quadro amplo e qualificado para a disputa nas principais cidades. Esse cuidado tem a ver com a nova legislação, que impede coligação proporcional. Isso quer dizer que o partido necessita de um bom punhado de candidatos em cada cidade em que se dispuser a concorrer a vagas nas Câmaras Municipais.