Cidadeverde.com

Firmino deve ir para direção do Instituto Teotônio Vilela

O prefeito Firmino deve ter uma compensação pela exclusão da Executiva Nacional do PSDB: ele deve passar a integrar a direção do Instituo Teotônio Vilela, o organismo técnico e científico do partido. Na avaliação de pessoas próximas ao comando tucano no Piauí, essa posição pode ser mais vantajosa que um posto simbólico na Executiva.

Firmino até que tentou ser parte da Executiva. Não conseguiu, sendo o único dos três prefeitos de capitais filiados ao PSDB sem assento ou indicação para a Executiva. O dissabor pode não demorar muito: ele deve ser indicado peno novo presidente nacional do partido, Bruno Araújo, para uma função no Instituto.

A presença na Executiva seria uma demonstração de prestígio, como foi “vendida” por aliados firministas antes da Convenção Nacional do sábado. Mas agora as contas são refeitas e o prestígio é trocado pelo pragmatismo: no Instituto, Firmino poderá ter acesso a melhores condições de ação que podem ajudar o PSDB no Piauí e, mais ainda, as próprias pretensões políticas do prefeito de Teresina.

Firmino Filho não esconde de ninguém o desejo de disputar um cargo majoritário nas eleições de 2022. Inicialmente essa possibilidade foi associada ao apoio do presidente do PP, Ciro Nogueira. Agora o prefeito tenta construir uma base própria para não ficar tão dependente das intenções de Ciro. É onde um posto no Instituo Teotônio Vilela se mostra muito mais vantajoso.

O Instituto controla boa fatia de recursos partidários para a realização de eventos e projetos de interesse na sigla. E, se for mesmo confirmado na direção do órgão tucano, Firmino poderá ter esse trunfo como instrumento de ação. A indicação depende apenas da direção do partido, já que a diretoria do Instituto é indicação do presidente da sigla.