Cidadeverde.com

‘Falta argumento para os críticos da reforma’, diz Flavio

Foto Divulgação / Dep. Flavio Nogueira-Facebook
Deputado Flávio Nogueira: mudanças na proposta de reforma da Previdência tiram argumentos dos críticos


O deputado Flávio Nogueira (PDT-PI) está no primeiro mandato efetivo na Câmara dos Deputados. Mas vem mostrando opiniões próprias, inclusive confrontando-se com posições que a direção de seu partido abraça. A última discordância diz respeito à intenção do líder do PDT de apresentar o substitutivo ao relatório da reforma da Previdência. Um substitutito é como se fosse um outro relatório, que deixa o primeiro no lixo. Flávio acha que a ideia chega fora de hora. Tem mais: ele defende a aprovação da reforma e acha que falta argumento para quem quer ficar contra.

O deputado piauiense mostrou um tom diverso do comando do PDT desde o início, quando a sigla fechou questão contra a reforma, sem nem mesmo discutir o assunto. Flávia dizia que apoiaria, caso fossem suprimidas as mudanças no Benefício de Contribuição Continuada (BPC) e na aposentadoria dos trabalhadores rurais. “Elas penalizavam aquelas pessoas de menor condições”, diz.

O relatório deixou tudo como era antes. E Flávio é mais explícito que nunca: vai votar a favor da aprovação da reforma, que considera fundamental para o país. Ele acha que os críticos ficaram sem argumentos para atacar a proposta. Até porque, lembra, “o relator deu mais”. Esse “mais” é a exclusão do regime de capitalização.

"Falta argumento para aqueles que são críticos da reforma", repete o deputado piauiense. Para ficar completo, ele diz que falta a inclusão de estados e municípios na proposta final. Mas essa mudança ele também acha que vai acontecer. Avalia que agora “caiu a ficha” dos governadores, que vão ter que sentar e fazer um acordo.

Na avaliação de Flávio Nogueira, a reforma é mais crucial para os estados que para a União.
 

Emenda entra no relatório

O deputado Flávio Nogueira conseguiu emplacar “com todos os pontos e vírgulas” uma emenda oferecida ao texto original da reforma da Previdência. O relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), acatou uma sugestão do parlamentar piauiense a respeito dos aposentados que estão no mercado de trabalho.

Conforme a proposta de Flávio, aqueles aposentadores que estiveram no mercado no momento da promulgação da PEC da reforma da Previdência, em regime de CLT, vão poder permanecer. Na avaliação do parlamentar, esse cuidado vai evitar injustiças em cima de situações já estabelecidas.