Cidadeverde.com

Nordeste tem apenas 1 das 19 universidades em ranking

Foto Divulgação / Universidade de São Paulo
Campus da Universidade de São Paulo: a melhor ranqueada entre as brasileiras é a 116ª universidade do planeta


Não vai nada bem a situação das universidades brasileiras. Até aí, nada de novo: nossas universidades há muito capengam nos rankings internacionais. A novidade é que tudo pode piorar. Segundo a mais recente edição do QS University Ranking 2020, o Brasil não tem nenhuma universidade entre as 100 melhores do planeta e emplaca apenas cinco entre as 500 primeiras. Quando o olhar chega até 1.000, são apenas 19 – menos de 2% do total.

A USP, a nossa primeira ranqueada, aparece apenas em 116º lugar. Uma outra brasileira, a Unicamp, só vai aparecer na 214ª posição, seguida da UFRJ (358ª), da Unifesp (439ª) e Unesp (482ª). Nota-se que das cinco primeiras, quatro são paulistas. E dessas paulistas, três são mantidas pelo governo estadual.

O ranking é sobretudo um olhar para a produção dos últimos anos e avalia uma série de itens, desde citações internacionais de pesquisas realizadas em nossas universidades até empregabilidade. O QS University Ranking adverte que o Brasil perdeu metade dos investimentos em pesquisa nos últimos anos, o que impactou na eficiência das universidades nacionais, incluindo a menor capacidade de inserção no mercado de trabalho.

O ranking não diz, mas fica claro: o que está ruim pode piorar, caso não sejam destravados os recursos bloqueados recentemente pelo MEC. Vale observar que as universidades brasileiras vêm mal das pernas há vários anos. O primeiro semestre de 2016 foi especialmente dramático, mas o segundo semestre daquele ano destravou os recursos que tinham sigo trancados. Agora em 2019, ainda vai ser necessário esperar para saber para onde estamos indo.
 

Nordeste tem apenas uma entre 19 ranqueadas

São Paulo é o estado com a maior presença entre as 19 universidades brasileiras ranqueadas. São 6, que se somam a 4 do Rio e 2 de Minas para levar o Sudeste à lista de 12 entre as 19 ranqueadas. O Nordeste tem apenas 1, a federal de Pernambuco, já lá pro final da fila.

SUDESTE – 12 universidades
São Paulo: 6 (USP, Unicamp, Unifesp, Unesp, PUC-SP e Ufscar)
Rio de Janeiro: 4 (UFRJ, PUC-RJ, UERJ e UFF)
Minas Gerais: 2 (UFMG e UFV)

SUL – 5 universidades
Paraná: 2 (UEL e UFPR)
Rio Grande do Sul: 2 (UFRGS e PUC-RJ)
Santa Catarina: 1 (UFSC)

CENTRO-OESTE – 1 universidade
Distrito Federal: 1 (UnB)

NORDESTE – 1 universidade
Pernambuco: 1 (UFPE)

No que diz respeito ao controle das universidades ranqueadas, as instituições federais somais mais da metade. São 10 entre as 19 listadas (2 em São Paulo, 2 no Rio de Janeiro, 2 em Minas e 1 no Paraná, 1 em Santa Catarina, 1 no DF e 1 em Pernambuco). Já as estaduais são 5 (assim distribuídas: 3 em São Paulo, 1 no Rio de Janeiro e 1 no Paraná). Há ainda 3 universidades ligadas à igreja católica (as PUCs de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul). Nenhuma instituição privada aparece.
 

Confira a posição das brasileiras

Esta é a lista de brasileiras no QS University Ranking 2020, com o posto de cada uma:
116º - Universidade de São Paulo (USP)
214º - Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
358º - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
439º - Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
482º - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp)
601º-650º - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
651º-700º - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal do Rio Grande Do Sul (UFRGS)
701º-750º - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
801º-1000º - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), Universidade de Brasília (UnB), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Estadual de Londrina (UEL), Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Federal do Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal Fluminense (UFF).