Cidadeverde.com

‘Podemos vai estar no jogo’, diz Elmano sobre eleição em Teresina

Foto Divulgação / Senado Fderal

Elmano Ferrer: senador quer fortalecer o Podemos no Piauí para ganhar competitividade nas eleições de 2020


O Podemos, que no Piauí tem à frente o senador Elmano Ferrer, quer ter uma presença importante nas eleições municipais de 2020, em especial na disputa em Teresina. Segundo Elmano, o partido ainda não tem definido o caminho de alianças que deve tomar, já que mantém boas relações tanto com nomes que estão no Palácio da Cidade como os que se filiam na oposição à administração municipal.

O que parece bastante desenhado é o distanciamento do PT. “Não deveremos estar com o PT”, diz Elmano. O senador lembra que foi eleito em 2014 junto com o PT, mas que em seguida sofreu um duro processo de isolamento. Quanto às outras opções, destaca que tem boa relação inclusive com o PSDB, com quem se confrontou nas eleições municipais de 2012.

No leque de boas relações, ele citou ainda Themístocles Filho (MDB) e de modo especial o ex-senador João Vicente Claudino, que está de volta ao PTB. “Estamos em partidos diferentes, mas conservamos uma grande amizade”, disse. E reafirma: “Temos abertas diversas possibilidades. Não sei ainda o rumo, mas vamos estar no jogo eleitoral de 2020 pra valer”.

Ainda segundo Elmano Ferrer, a decisão da direção nacional do Podemos é crescer nas eleições municipais, em especial nas grandes cidades. Ele diz que toda terça-feira há uma reunião da bancada do partido no Senado, quando esses temas são discutidos.
 

Chapa de vereador em construção

O senador Elmano Ferrer disse que está tratando de construir uma boa base para o Podemos no Piauí. Isso inclui a atração de lideranças importantes tanto no interior quanto na capital. Em relação a Teresina, ele disse que há uma série de conversações para a filiação de lideranças com bom potencial eleitoral, visando a disputa por cadeiras na Câmara Municipal.

“Vamos fazer uma chapa competitiva”, disse ele, esquivando-se de citar nomes. Mas adiantou que vai ser uma chapa com grande número de candidatos. Vale lembrar, a partir das próximas eleições ficam proibidas as coligações proporcionais e os partidos podem apresentar candidaturas em número até 150% do total de vagas na Câmara. No caso de Teresina, isso significa até 44 candidatos.