Cidadeverde.com

Com avanço de casos, Floriano terá lockdown a partir desta sexta-feira

 

As atividades comerciais não essenciais ficam suspensas em Floriano a partir das 18h desta sexta-feira (12) até o próximo domingo, 14 de fevereiro. A medida faz parte do lockdown parcial anunciado pela prefeitura do município como forma de barrar o avanço da covid-19 na região e reduzir possíveis aglomerações. 

O decreto, assinado pelo prefeito Joel Rodrigues, leva em consideração o aumento de casos. A prefeitura também proibiu a realização de eventoscarnavalescos no município durante o período do carnaval.

"É, de certa forma, um alerta para o que está acontecendo no município de Floriano. Nós tivemos, antes do anúncio do decreto, uma análise do painel epidemiológico que detectou que 93 pessoas foram infectadas. Já no mês de fevereiro o número é bem maior, 217 casos nos primeiros nove dias. Se a gente seguir nesse ritmo poderemos chegar a 700 casos somente nos 28 dias de fevereiro", destacou o secretário de Comunicação de Floriano, Nilson Ferreira. 

O secretário também reforça que a ocupação de leitos no Hospital Regional Tibério Nunes, que atende pacientes de vários municípios do Piauí e do Maranhão, também é um dos fatores que preocupa a prefeitura de Floriano. 

"Hoje temos 21 leitos clínicos ocupados, de 25 que existem; e 14 leitos de UTI ocupados, de um total de 20", relatou.

De acordo com o decreto, ficam suspensas as atividades comerciais não essenciais a partir das 18h da sexta-feira, dia 12 de fevereiro até o domingo, 14 de fevereiro. Serviços de delivery poderão funcionar desde que obedecidos os critérios estabelecidos pelas autoridades sanitárias municipais.

Em caso de descumprimento, os infratores poderão receber multas de mil UFMF (equivalente a 3.650 reais) a 10 mil UFMF (36.500 reais) e, havendo incidência, o estabelecimento comercial pode ser interditado e o alvará de funcionamento cassado.

 

 

Natanael Souza
[email protected]