Cidadeverde.com

Cuba deve reabrir pousadas históricas em Havana

Sucesso durante os anos 1990, as pousadas e motéis de Havana voltam a fazer parte dos planos do governo de Cuba. Isso porque a iniciativa pública agora busca retomar um negócio valioso que acabou sendo privatizado e "que não dá retorno à população".

Com valores médios de U$ 5, os preços praticados pelos estabelecimentos se tornam inviáveis para o povo, que precisaria gastar ao menos um terço do salário médio do país (U$ 30) por um pernoite. Agora, a intenção do governo é recuperar a posse dos estabelecimentos para poder torná-los mais acessíveis e desenvolvê-los no ramo turístico.

“Com certeza terá um grande impacto social e, sem dúvida, muito rentável”, disse o diretor da Companhia Provincial de Alojamento de Havana, Alfonso Muñoz Chang.

Até a metade dos anos 1990, os motéis e pousadas eram um grande negócio em Havana. Porém, com o tempo acabaram se tornando habitação para vítimas dos furacões. Mais tarde, estabelecimentos privados ocuparam o espaço, onde permanecem até hoje.