Cidadeverde.com

Confira algumas tendências de viagem para 2018

O ano está chegando ao fim e, além das assimilações de tudo o que aconteceu, um dos desafios é pensar nas resoluções para o seguinte. No universo dos profissionais do Turismo, aliás, a situação não é diferente. Pensando nisso, o relatório do Travel Market resolveu ouvir quem realmente entende do assunto: o próprio trade.

Dentre os apontamentos, o relatório buscou ouvir dos profissionais quais são as tendências que estão por vir no próximo ano e de que maneira o trade precisa estar preparada para elas. A seguir, confira as opiniões.

CASAMENTO

Ed Cotton, consultor do Mewed Events
“Muitos casais que planejam oficializar a união durante uma viagem. Ainda que a novidade não seja a viagem, a tendência será a escolha por destinos que ofereçam uma experiência enriquecedora aos convidados também.”

Lisa Sheldon, diretora executiva do Destination Wedding
“Os destinos precisam ter algo de novo. Nos destinos caribenhos, por exemplo, os noivos vão querer algo além da praia habitual. O México poderá ganhar popularidade, pois oferece cidades coloniais com cultura, arquitetura e história. Também tem a Jamaica, que espaços privativas em Port Antonio, com hotéis e butiques que proporcionam maiores experiências.” A diretora ainda destacou o crescimento no número de convidados. “Antes a média ficava entre 28 a 36 pessoas; agora o número saltou para 40 até 84 convidados”, explicou.

EXPERIÊNCIAS

George Stone, editor-chefe da National Geographic Traveler
“As pessoas viajam não apenas para conhecer os destinos. Quando você as pergunta o que fizeram e o que mais gostaram, sempre há relatos de pessoas que elas conheceram. Então, viagens como cruzeiros no Sudeste asiático sempre vão proporcionar grandes histórias, caso haja paradas em vilas e a possibilidade de contato com a cultura local — como as atividades de tecelagem e fabricação de tijolos. A tendência será a de explorar as regiões através das pessoas.”

Mary Jean Tully, fundadora e CEO da Tully Luxury Travel
“Marrocos e Islândia são os destinos mais interessantes no momento. Assim como os safaris e tekking com gorilas, em países como Ruanda.”

Tricia Downhan, diretora de produtos da Country Walkers 
“As pessoas estão à procura de mais destinos pouco badalados. Portugal é uma ótima tendência, após passar por algumas mudanças na última década — como novos hotéis e profissionais mais qualificados. A península de Istria, dividida entre Croácia, Eslovênia e Itália, também poderá passar por uma alta. Ela é tida como a “Toscana croata”, com paisagem semelhantes e ótimas opções de trufas e vinhos.”

GASTRONOMIA

Bob Gilbert, gerente da Rezdy
“Embora as atrações tradicionais continuem a dominar as reservas, é possível perceber um crescimento nas viagens motivadas pela gastronomia, bem como o enoturismo. Os dois juntos, bem como o ecoturismo, já estão no top dez da Rezdy e devem obter melhores resultados neste ano.”

LONGA DURAÇÃO
Susan Farewell, da Farewell Travels
“Está crescendo o número de reservas de viagens de longa duração. O mais extremo que presenciei é de uma família que viajará por oito anos e três meses para a América Central e do Sul a partir de 2018. Eles estão levando seus filhos juntos, que deverão estudar em escolas locais e aprender novos idiomas. Não tão extremo, as férias de quatro a seis semanas também estão crescendo, sobretudo se houver a oportunidade de convivência com os moradores locais.”

Fonte: Panrotas