Cidadeverde.com

Reisado, uma tradição a ser reconquistada pelo Piauí

Os Caretas são um dos personagens do Reisado

A cultura de um povo é um dos seus principais atrativos turísticos. Tarcísio Michelon foi um empresário gaúcho que trabalhou fortemente no desenvolvimento do turismo nas serras do Rio Grande do Sul (Gramado, Canela, Bento Gonçalves...). Ao falar do fator mais importante nesse trabalho, ele sempre se remete à valorização da cultura dos imigrantes, povo que iniciou o crescimento da região.

O Piauí é um estado com tradição religiosa muito grande. As datas cristãs são celebradas, mas algumas tradições vão se perdendo. Uma delas é o reisado. De origem pernambucana, a Folia de Reis se espalhou por todo o país, mas em cada local tem suas características. Estados como Goiás, Rio Grande do Norte, Pará, Paraíba e Espírito Santo são considerados pelo Ministério do Turismo como referências, tanto que são citados no calendário de eventos oficial do órgão. Mas e o Piauí?

O jaraguá também faz parte do imaginário do Reisado 

O estado tem uma história na Folia de Reis que remonta ao meio rural e às pequenas cidades. Os tradicionais personagens são os 3 Reis Magos, a burra, o jaraguá, o boi e os caretas. Esses são seguidos pelas ruas no dia 6 de janeiro, acompanhados ou tocando instrumentos como a sanfona e a zabumba. Ao passar pelas casas, os integrantes dos grupos pedem para entrar, levar imagens, danças e suas bandeiras.

Infelizmente, poucos grupos ainda existem e em sua maioria por sua própria força. Quase todos eles não se dedicam somente ao reisado, mas também à manutenção de outras tradições culturais. É o caso de Mestre Agenor, que trabalha também com Forró Pé-de-serra, pisa na fulô, entre outros no Grupo Candieiro. Ele realiza apresentações de reisado e tem suas peças produzidas pela filha Rejane. “Seria bom conseguir se movimentar durante todo o ano e agregar mais os jovens”, fala o músico. Na apresentação, ele paga cachê para os instrumentistas que o acompanham e parentes e conhecidos se fantasiam de outros personagens, enquanto ele toca sanfona vestido de Rei Mago.

Mestre Agenor começou a gostar da folia no Reisado Estrela Guia

Outro grupo é o Reis de Ouro, liderado pelo Mestre Juarez. Esse organiza apenas o reisado e é contratado pela Fundação Cultural Monsenhor Chaves para apresentações. Em eventos e em feiras sempre está presente para mostrar essa tradição piauiense. Já estiveram em Fortaleza e Brasília.

No próximo domingo, 7 de janeiro, a partir das 18 horas, os 2 grupos de juntam ao Valor de Pi e ao Boi Estrela no Parque da Cidadania, no centro de Teresina. O evento, organizado pela Prefeitura, pretende tentar reviver essa cultura na capital. É um incentivo para que essa tradição volte a reverberar por todos os bairros da cidade. Bem como esses grupos, outros estarão por várias ruas do Piauí desfilando alegria e relembrando que o Dia de Reis também é motivo de comemoração.