Cidadeverde.com

Especial Praias: África e Austrália tem vários locais a serem descobertos pelos brasileiros

Conhecida pelo personagem dos desenhos, a Tasmania é um verdadeiro paraíso. Foto: Blog Escape

Juntar essas 2 regiões do mundo em um único texto não é algo tão fácil. Para ser minucioso seria preciso escrever um livro. África e Austrália estão em uma mesma postagem porque, apesar de ter algumas praias paradisíacas, tem uma conexão mais complexa com os aeroportos brasileiros.

Se não fosse isso, a Austrália mereceria seu post isolada. O país tem uma cultura de praia tão forte quanto a brasileira. Se no Brasil prefere-se futebol e vôlei na areia, os australianos são reconhecidamente grandes praticantes de surf, algo que constrói a imagem que temos do país.

 

Especial Praias: O Sudeste Asiático é o destino da moda entre europeus e americanos

Quanto a África, nada de pensar apenas em pobreza e doenças. Países como Quênia, África do Sul, Tanzânia e ilhas como Seycheles e Zanzibar têm praias paradisíacas e excelentes estruturas.

 

Ilha de Zanzibar fica próxima à região continental africana. Foto: Safaris Responsáveis

Porque é especial?

Cada uma das regiões tem seus motivos, mas alguns são semelhantes. A beleza das praias e a possibilidade de encontrar um misto de ambiente deserto com a badalação em culturas tão diversas é um grande atrativo. A Austrália é um dos países mais desenvolvidos do mundo, mas que tem um povo com traços de despojamento latino americano. O litoral africano é um local de quebra de estigmas. Belezas que se assemelham a regiões famosas do mundo, com uma estrutura que ao mesmo tempo que encanta também permite refletir sobre as desigualdades da sociedade.

 

Especial Praias: A Europa também dá praia. E com muita badalação

 

O Imperdível

Sidney é a cidade mais conhecida da Austrália. Tem bela arquitetura e um lindo litoral. Foto: Lorenzoni Câmbio

Para quem está planejando ir à África, o grande destino é o arquipélago de Seychelles. Perdido no meio do Oceano Índico, ele quase não aparece no mapa mundi, mas quem busca olhar de mais perto vê um mar azul turquesa, flora exuberante e muitos hotéis e resorts para se divertir.

Já na Austrália o melhor lugar para curtir o litoral é pela estrada que liga Brisbane a Sidney. Além de conhecer a cidade mais famosa do país, pode-se conhecer a Grande Barreira de Corais. Paisagens únicas litorâneas e de montanha preenchem o restante da viagem.

 

Especial Praias: Caribe tem praias paradisíacas e música respeitada

 

Principais destinos

O top 5 das 2 regiões seria:

Seychelles (África)

Zanzibar (África)

Tasmânia (Austrália)

Sidney (Austrália)

Gold Coast (Austrália)

Quando ir           

Seychelles é um paraíso africano perdido no meio do Oceano Índico. Foto: Blog Simonde

As duas regiões são tropicais, como o Brasil. Além disso, não estão sujeitas a grandes variações de clima como furacões, calor ou chuvas fortes. Assim, de setembro a março indica-se ir à costa leste australiana. Entre abril e novembro é o melhor período para ir ao litoral leste africano.

Como chegar

Os 2 destinos são bem distantes e muitas horas de voo são necessárias. Além do tempo voando, muitas vezes as escalas duram cerca de 12 horas em cidades como Buenos Aires, Santiago ou Dubai. Para chegar às principais ilhas africanas, é necessário fazer uma parada na Europa ou em Dubai em empresas que não tem saída do Nordeste como Etihad e Emirates, sendo necessário ir a São Paulo primeiro.

 

Especial Praias: Brasil, o maior litoral tropical do mundo

 

Se o destino é a Austrália existem 3 opções. Existem voos que tem escala em Buenos Aires e Santiago. Nesta última, toda a rota pode ser feita pela Latam. São as mais rápidas. As outras opções são com escalas por Dubai ou pela Cidade do Cabo, todas com cerca de 12 horas e voos que chegam a 35 horas. Ou seja, separe pelo menos 2 ou 3 dias apenas para deslocamento e aclimatação já que os fusos horários variam entre 7 e 13 horas.