Cidadeverde.com

Quando viajar à Europa. Agora?

A Europa é um dos lugares mais procurados por brasileiros para viver a viagem dos sonhos. E muitos de nós nos perguntamos qual seria a melhor época para explorar os diversos países do velho continente. São incontáveis as perguntas que recebemos: É realmente frio no inverno? Será que neva? Será que chove? O calor no verão é mesmo de matar?

A verdade é que ninguém aqui é São Pedro. Ou seja, mesmo sabendo mais ou menos uma previsão de como será o tempo, clima é uma coisa que muda o tempo todo. Não dá para ter certeza se vai chover ou não. Ou se vai nevar. Ou se vai chegar uma onda de calor inesperada. Ainda assim, dá para planejar mais ou menos a melhor época para conhecer os países da forma como você quiser.

Porque a verdade é que a melhor época para viajar pela Europa vai muito mais de você do que do clima. Não acredita? Olha só.

Alta Temporada, ou seja, o verão


De meados de junho até meados de setembro é verão na Europa, sendo agosto o mês mais movimentado porque é exatamente quando quase todo mundo está de férias (como em janeiro no Brasil). Nessa época do ano os preços sobem, as cidades turísticas ficam cheias e os restaurantes podem requerer reservas. Se você viajar nessa época, reserve tudo com muita antecedência.

No verão, não costuma chover e faz bastante calor. Mesmo nos países que normalmente são mais frios, vai chegar perto dos 40 graus em alguns dias. A questão é que nem todos os dias são assim, e às vezes você vai precisar até de um casaco.

Logo, arrume uma mala para um verão como no Brasil, mas coloque na bolsa também um casaquinho, uma calça comprida e uma capa de chuva. Se você odiar muito calor e lugares lotados, o verão não é a melhor estação para você vir para Europa. Ao mesmo tempo, quem curte festa, programações ao ar livre e movimento dia e noite pode marcar as passagens feliz para o período.

Baixa Temporada, ou melhor, o inverno


O inverno começa oficialmente no final de dezembro, perto do Natal. Serão longos três meses de dias curtos e frios, chuva e neve em alguns lugares. Nos países do norte da Europa, entretanto, esse frio começa a ser sentido bem antes. A partir do final de setembro você já precisa preparar bons agasalhos – a temperatura já começa ficar abaixo dos 10º. Já nos países do sul, o frio mesmo só chega lá para novembro.

Até mesmo em Portugal, que é um país dos mais quentes, a temperatura fica na casa dos 0º em alguns dias. E chove bastante. Dá para caminhar pelas ruas de Paris ou circular pelas cidades com neve na Alemanha, mas tudo isso com parcimônia e paradas estratégicas para se aquecer, além, claro, da necessidade de usar roupas adequadas.

Mesmo com o dia acabando entre 15h ou 16h, o inverno costuma ter uma luz linda, com o sol nunca atingindo o topo do céu. Além disso, os preços podem cair até pela metade – desde que não seja a semana do Natal e Ano-Novo (essa também é considerada alta temporada).

Vir no inverno na europa significa não enfrentar filas e sentir que as cidades são só para você. Mas também exige uma boa dose de planejamento e paciência, já que algumas atrações e restaurantes fecham no período. Você também não vai ver tanta gente nas ruas e o clima é menos alegre, digamos assim.

O retorno do calor, ou a primavera


A primavera é um momento mágico na Europa. De repente, o sol volta a brilhar, as pessoas voltam a sair de casa e sorrir, as flores começam a surgir e as árvores voltam a ficar verdes. Os dias começam a durar bem mais. Enfim, na primavera todo mundo desentoca. E também é uma excelente época para visitar o continente. 

Além desse clima de felicidade já relatado, na primavera ainda não está tão calor e nem tão frio. Vai variar um pouco de acordo com os países, mas, em geral, são dias bonitos de temperaturas amenas. Os jardins estarão lindíssimos. E os preços não serão tão altos, porque essa é a média temporada, abril e maio, quando quase ninguém tem férias. Nada de lotação nos lugares, mas já com mais gente nas ruas e aproveitando o sol que voltou.

A mala para primavera tem que ser bem diversificada. Traga um bom casaco para o caso de fazer um frio inesperado, mas também dá para trazer shorts ou vestidos para os momentos de sol, com um casaquinho leve para ter sempre com você.

A meia estação, ou o outono


Se a primavera é uma explosão de cores, o outono é mais sereno, com seus tons vermelhos e amarelos. 

Você ainda encontra calor nos países do sul da Europa, como Portugal, Espanha e Itália. Dá até para pegar uma praia em pleno outubro. Já no norte, estará frio, mas um frio mais “contido” do que no inverno e sem as chuvas e neve.

No outono há as cores que a gente não encontra no Brasil. As folhas no chão. O ventinho frio à noite. É excelente para quem detesta calor e também é bom para quem foge do frio. Também é bom, porque assim como a primavera, os preços estarão mais amigáveis, com mais promoções, menos coisas lotadas.

Seguro de viagem: dicas para essa importante proteção

Para que suas férias tenham apenas boas lembranças, é importante estar preparado para imprevistos desagradáveis. Extravio de bagagem, roubo ou perda de passaporte e despesas médicas ou odontológicas, são alguns dos problemas que podem tornar sua viagem um caos.

Para evitar que isso aconteça, o ideal é contratar um bom seguro viagem e um seguro saúde internacional, que juntos são comercializados como Assistência Viagem. Este seguro, aliás, é obrigatório em alguns países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Irlanda, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça.

No mercado é possível encontrar várias soluções que se adequam às necessidades do viajante e que irão proporcionar segurança e tranquilidade para toda a família.
A diretora de Personal Lines da corretora BR Insurance, Ana Badaró, dá algumas dicas para serem observadas na hora de contratar o seguro viagem. “É importante ficar atento às coberturas oferecidas e contratar um seguro adequado ao seu perfil. Também é relevante conhecer os riscos e sinistros que não estão cobertos”, observa a executiva.
Ana ressalta ainda que é importante considerar a contratação do seguro viagem e saúde, pois são dois serviços diferentes. “O seguro viagem atua na cobertura das despesas que o segurado tiver em casos de extravio de bagagens, atraso de voo ou cancelamento de viagem. Já o seguro saúde cobre despesas com internação, exames, medicamentos e atendimento médico”, explica.

10 dicas para não errar na hora de contratar o seguro viagem:

1- Avalie qual cobertura é adequada ao seu perfil;
2- Conheça bem suas coberturas;
3- O cancelamento do seguro viagem pode ser feito em até sete dias úteis sem custo;
4- Verifique a disponibilidade de assistência local;
5- Compare os seguros oferecidos pelas agências de viagem e pelas empresas de cartões de crédito aos seguros oferecidos por corretoras;
6- Verifique se o plano cobre doença preexistente;
7- Entenda o que é assistência e o que é seguro viagem;
8- Lembre-se que verifica se para o seu destino a contratação do seguro viagem é obrigatória;
9- Informe o corretor os detalhes da viagem;
10- Tenha sempre em mãos os telefones úteis caso precise acionar o seguro.

 

Fonte: Investimento e Notícias

Comece a semana pensando em relaxar na zona rural de Teresina

  • vale-leite-1.jpg Vista do ponto de alimentação da Fazenda Vale do Leite
    Nícolas Barbosa
  • didi-2.jpg Didi do Tambaqui tem excelente estrutura para turistas
    Nícolas Barbosa
  • serra-gaviao-1.jpg Serra do Gavião e sua vista da zona rural teresinense
    Nícolas Barbosa
  • socorro-1.jpg O aconchegante Restaurante da Socorro
    Nícolas Barbosa
  • vale-leite-2.jpg Relaxamento na rede na Fazenda Vale do Leite
    Nícolas Barbosa
  • didi-1.jpg Didi do Tambaqui tem local para banho
    Nícolas Barbosa
  • feira-2.jpg Também tem artesanato para vender na feira
    Nícolas Barbosa
  • feira-3.jpg Fazenda da Paz oferece hortaliças, frutas, móveis e muito mais
    Nícolas Barbosa
  • serra-gaviao-2.jpg Vista panorâmica da Serra do Gavião
    Nícolas Barbosa
  • socorro-2.jpg Decoração com itens reciclados no Restaurante da Socorro
    Nícolas Barbosa
  • feira-4.jpg Feira oferece cardápio para café da manhã e almoço
    Nícolas Barbosa

No fim de semana, aconteceu a 3ª edição da Feira de Turismo Rural da Grande Cacimba Velha. Separei algumas imagens e destaques especiais para você já começar a semana se organizando para no final dela relaxar em algum desses destinos.

 

 

 

Orlando com novidades para férias de julho

Um novo parque aquático temático surgiu no Universal Orlando Resort. A recente inauguração do Universal’s Volcano Bay marca o próximo capítulo na evolução deste destino de férias. Um destino com três parques, o Universal Orlando continua criando experiências autênticas.

O Universal Orlando é parte da família NBCUniversal Comcast, que tem investido significativamente no crescimento do destino. Em apenas sete anos, 25 novas experiências – áreas temáticas completas, atrações, restaurantes, e hotéis – foram adicionadas por todo o Complexo.

E há mais por vir. Este crescimento irá continuar em 2017 e além, com a já aberta expansão do hotel retrô Universal’s Cabana Bay Beach Resort; com uma experiência cheia de ação baseada em Velozes e Furiosos, uma das franquias cinematográficas mais populares de todos os tempos; e com o sexto hotel do destino, o Universal’s Aventura Hotel.

Espalhado por 113.000 m² imersivos, o Volcano Bay é um novo patamar de parque aquático temático. Ele combina seu roteiro  com uma tecnologia inovadora desenvolvida exclusivamente para o parque.

Com mais de 30 experiências incluindo 18 atrações únicas. Com o vulcão Krakatau de mais de 60 metros como ícone emblemático, os visitantes podem curtir uma piscina de ondas multidirecionais com praia de areia, um rio sinuoso calmo, tobogãs cheios de curvas com botes multipassageiros, tobogãs rápidos que caem do topo do vulcão até as águas lá embaixo e mais.

E com a TapuTapu vestível à prova d’água – já inclusa no ingresso do parque – os visitantes agora têm mais tempo para aproveitar tudo o que o parque temático aquático tem para oferecer. A TapuTapu permite que os visitantes esperem virtualmente em filas para as atrações enquanto exploram outras áreas do parque. Os visitantes também podem curtir as experiências interativas da TapTu Play, acionando efeitos especiais como jatos de água jorrando das baleias na Tot Tiki Reef e iluminando as cavernas escondidas dentro do vulcão. Os demais usos da TapuTapu vestível incluem a possibilidade de fazer compras e acessar os armários com um simples toque.

Anunciada recentemente, a Fast & Furious – Supercharged será inaugurada na primavera norte-americana de 2018 no parque Universal Studios Florida. A atração cheia de ação vai levar os visitantes a uma jornada de alta octanagem que mistura um roteiro original, tecnologia incrível, personagens famosos, ambientes estimulantes, ação sem fim e, claro, carros velozes. Os visitantes vão sentir como se fossem parte da família Fast & Furious ao se juntar a Dom Toretto, Hobbs, Letty e Roman em uma emocionante e nova jornada Fast & Furious.

A atração também contará com a experiência de Fila Virtual, permitindo que os visitantes selecionem, anteriormente, a hora que desejam ir à atração. Assim, eles podem passar menos tempo na fila, e mais tempo descobrindo outras incríveis emoções por todo o parque Universal Studios Florida. O sistema de Fila Virtual estará acessível pelo App Oficial do Universal Orlando ou nos quiosques localizados na entrada da atração.

Fonte: Bem Paraná

 

Feira em Teresina é opção para contato com turismo rural

Mais de 60 expositores estiveram na segunda edição. Foto: Divulgação Facebook

Para quem diz que Teresina não tem muito o que conhecer, nesse domingo (02/07) acontecerá um evento para mudar de opinião. A Feira de Turismo Rural é realizada na Praça da Cacimba Velha e apresenta para os visitantes os vários atrativos turísticos da região. O destaque do evento que começa às 7 horas e vai até as 13 é a feira com produtos de agricultura familiar e também de grandes produtores. Mas também são expostas outras atrações da região, tudo ali bem pertinho.

Locais ainda pouco conhecidos dos teresinenses, mas que no fim de semana são excelentes pontos de contato com o rural para uma população que convive com a correria do trânsito e do trabalho na área urbana. Na Fazenda Vale do Leite é oferecido café da manhã todos os domingos. Nele são usados os produtos lá produzidos. Os amantes do ciclismo já conhecem o Sitio Araxá, que possui trilhas para quem gosta de pedalar. Outro sítio aberto ao público é o Títara Pesque e Pague que serve almoço. Também se destaca o Restaurante Rei do Tambaqui, respeitado pelo seu peixe. Para quem quer ter uma vista diferente da região, é indicada uma subida na Serra do Gavião.

Vista da Serra do Gavião na região da Grande Cacimba Velha. Foto: Alexandro Dias

Quem fala com entusiasmo da Feira de Turismo Rural é a professora Teresinha Ferreira. Dona de uma propriedade na região e uma das idealizadoras do evento, ela participa como feirante vendendo seus tomates secos e mobilizadora da comunidade. “Já vamos para a terceira edição. Na primeira tivemos 35 expositores e na segunda 66. Também já atraímos o olhar do poder público e conseguimos que nosso projeto receba mais capacitação e mais apoio. Serão 20 órgãos que ajudarão a crescer o turismo rural da região”, diz Teresinha.

Mais do que visitar a Feira, o turista que dedicar seu domingo a conhecer os atrativos da Grande Cacimba Velha estará apoiando um projeto de turismo sustentável. Os produtos e o evento são desenvolvidos e organizados pelos produtores da região. Tanto os grandes produtores de leite, peixe, cajuína e cachaça estarão expostos, quanto os pequenos produtores de feijão, hortaliças e galinha caipira. “É uma oportunidade de ter uma nova visão de Teresina, uma cidade com 80% da sua área rural, na qual estão muitos produtores e potencialidades”, afirma a professora.

A ideia surgiu de outras cidades que também exploram o turismo rural. Recentemente, pesquisa do site de hospedagem Airbnb informou que triplicaram a quantidade de reservas em fazendas e casas em ambiente rural. É um segmento turístico em expansão em todo o mundo. E o teresinense poderá conferir isso mais de perto no próximo domingo. 

Conheça destinos da América do Sul para esquiar sem gastar muito

Que tal colocar "ver neve" na sua lista de metas para esse ano? É possível realizar este sonho de forma econômica e sem ter que ir muito longe. Basta conferir as sugestões abaixo.

San Martin de los Andes – Argentina

Próximo a Bariloche, San Martin de los Andes é uma opção econômica para quem quer ver neve na América do Sul. É uma cidade grande,  preparada para recepcionar os viajantes que chegam até a região.
Cercado pelo Lago Lakár, o destino tem no Cerro Chapelco sua principal atração turística. É ali que ficam as estações que atraem esquiadores de todos os lugares, tanto profissionais quanto os que estão começando a se aventurar na prática do esporte.

Urubici – Santa Catarina

A cidade cercada por montanhas, serras e imensas formações rochosas é também uma das mais frias do país. O charme invernal do destino é tanto, que Urubici faz parte da rota conhecida como Caminho das Neves, que leva os viajantes até os municípios onde o inverno é marcado pelo branco da neve, na maioria dos anos.
Neste roteiro, Urubici se destaca como um dos destinos mais econômicos, por ser um dos menos disputados pelos viajantes. Ao chegar ali, deixe-se levar pelo charme da paisagem formada por pinheiros, conjuntos arquitetônicos charmosos e pelo aroma que sai das cozinhas especializadas nas delícias herdadas dos imigrantes alemães e italianos.

Villa La Angostura – Argentina

Na Argentina, o principal destino de inverno é Bariloche. Pertinho dali, porém, ficam algumas cidades igualmente mágicas, que têm um diferencial ainda mais especial: a economia.
Um destes lugares é a Villa La Angostura, na região dos lagos, dentro da patagônia argentina. Suas pistas de esqui se concentram no Cerro Bayo, onde os visitantes contam com uma infraestrutura completa para praticar o esporte.

Junín de los Andes – Argentina

Ainda na Argentina e nos arredores de Bariloche, outro destino que agrada os brasileiros que querem ver neve sem precisar ir muito longe e gastando pouco é a cidade de Junín de los Andes.
Ali, as estações de esqui ficam próximas aos principais hotéis da região, o que facilita a vida dos viajantes que querem comodidade durante as suas férias de inverno já que assim é possível ficar hospedado a poucos minutos dos principais pontos turísticos da região.

Pucón – Chile

Destinos chilenos como Santiago e Valle Nevado estão entre os mais disputados pelos viajantes que querem ver neve ou esquiar nas férias de inverno, mas é possível encontrar outros lugares para onde é possível viajar com esta finalidade.
A cidade em torno do vulcão Villarrica recepciona os visitantes não apenas com estações de esqui, como também oferece outras atividades, desde banhos em estações termais a passeios de barco sobre os lagos da região.

 

Fonte: Skyscaner

Exposição sobre Luiz Gonzaga passeia pelo Piauí

Expozaga esteve em Pedro II e agora passa por União e Piripiri

Uma exposição bem diferente sobre Luiz Gonzaga passeia por algumas cidades do Piauí. A Expozaga, além de reunir algumas peças especiais do dia-a-dia e da história do maior cantor nordestino é a possibilidade de se sentir mais perto do convívio e do legado do Rei do Baião. Até sexta-feira (30) ela está em União, apenas 52 km de Teresina, e em breve seguirá para Piripiri, 165 km da capital.

Na mostra é possível conferir algumas peças e fotografias únicas. A última sanfona que o cantor presenteou está no acervo. Fotos de arquivo pessoal de quando Luiz Gonzaga serviu no Exército e da visita do Papa João Paulo II a Fortaleza. Há vários cartazes de discos e de shows, entre eles um especial do único concerto que o músico realizou no exterior, em Paris.

Última sanfona que Luiz Gonzaga presenteou. Ao fundo foto do cantor na época de Exército

Apesar de a exposição não ser grande em quantidade de acervo, é possível sentir sua riqueza em carinho e respeito. O organizador é Reginaldo Silva, que conviveu durante 12 anos com Luiz Gonzaga. Além de produzir shows, ele chegou a morar junto com o cantor e possui muita história para contar. Também pernambucano, mas de Garanhuns, Reginaldo realiza palestras durante dia, tarde e noite para refletir sobre vida e obra do músico tentando que as suas reflexões e atitudes continuem fortes no imaginário dos jovens.

Como chegar

A Expozaga estará em União até sexta-feira (30). Ela fica no Espaço Cibrazem que é um espaço interessante em um antigo depósito e que está bem preservado. A rodovia que vai de Teresina a União está em bom estado de conservação. É um bom programa para tirar as crianças de casa nas férias, com uma viagem rápida para curtir uma exposição que há 5 anos não vem para Teresina e é gratuita.

A partir do dia 04 de julho, a Expozaga estará na reabertura do Museu de Perypery, em Piripiri. Será a primeira exposição itinerante a ser realizada depois da reforma. 

Unionenses Rosário Batalha e Toinho do Arrocha em visita à Expozaga

Os destinos favoritos dos brasileiros para as férias

O céu é o limite quando o assunto é encontrar um destino para curtir as férias de julho. Alguns lugares, no entanto, se tornam mais populares, queridos e especiais por unir muitas vezes opções de lazer que agradam toda a família.

O site KAYAK, ferramenta de busca de viagens, listou os destinos mais buscados pelos brasileiros para curtir as férias do meio do ano no Brasil e no exterior.

Entre os destinos nacionais, Fortaleza, no Ceará, e Salvador, na Bahia, aparecem entre os locais preferidos dos brasileiros. Já entre os destinos internacionais, Miami e Orlando nos Estados Unidos são os favoritos. 

O levantamento foi feito com base nas buscas por passagens aéreas realizadas pelos viajantes no ano de 2017. Já os preços são uma média de pacotes que incluem passagem e hospedagem para uma família de dois adultos e duas crianças para uma viagem de 10 dias.

Confira a seguir os principais destinos onde os brasileiros planejam curtir as férias de julho, de acordo com KAYAK.

 

Confira a seleção de destinos internacionais:

 

Fonte: Exame

Aeroporto de Jeri inaugurado com mais vôos que Parnaíba

Imagem aérea aeroporto a 48 km da Praia de Jericoacoara. Foto: Divulgação Governo do Ceará

Anunciando há algum tempo o Aeroporto de Jericoacoara foi inaugurado no último sábado (24). A estrutura já possuirá mais vôos nacionais do que o Aeroporto de Parnaíba, o que aponta o risco de a cidade piauiense perder sua característica de portal de entrada da Rota das Emoções. Apesar de, na prática, o município nunca ter se configurado em tal, já que a maioria dos visitantes da rota vêm das capitais por via terrestre, não deixa de ser  uma ameaça ao potencial turístico do litoral piauiense.

O vôo inaugural foi realizado pela companhia aérea Gol que fará apenas linhas fretadas por agências de turismo. Os cearenses transformaram a inauguração em um evento de grande porte. Estiveram presentes o governador Camilo Santana, o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, o  Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, e líderes empresariais do estado vizinho. O cantor cearense Waldonys recebeu os turistas no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com o seu forró.

Governador do Ceará e o cantor cearense Waldonys no vôo inaugural. Foto: Divulgação Governo do Ceará

A partir de julho, a Azul deve oferecer vôos às segundas, quartas, sextas, sábados e domingos. As características da linha são parecidas com as feitas ao Aeroporto de Parnaíba. A origem é de Recife e a aeronave é menor do que as tradicionais. No entanto, as frequências são maiores, já que Parnaíba recebe aviões apenas no final de semana.

 

 

Conheça os 5 melhores parques temáticos infantis do Brasil

  • t-rex-park.jpg
  • parque_monica.jpg
  • kidzaniaa.jpg
  • florybal.jpg
  • beto-carrero.jpg

Para aproveitar as férias de julho com as crianças, nada melhor que curtir um passeio em parques temáticos. Em tempo de dólar alto, se você não pode visitar a terra do Mickey, saiba que existem excelentes opções no Brasil.

Além de serem opções mais econômicas, elas exigem menos planejamento! Com ajuda do pessoal do Hotel Urbano, listamos cinco opções de parques para diferentes perfis de viajantes.

T-Rex Park

A novidade para quem gosta de viajar com as crianças e curtir parques temáticos está localizada em Campinas. A estrutura com cerca de 7 mil metros tem atrações e ambientação baseada no período jurássico. No espaço, o visitante pode ficar de frente ao imenso Tiranossauro Rex, mas também há outras espécies espalhadas no parque, com sons e movimentos característicos dos animais. O T-Rex Park traz também shows e personagens exclusivos, além de área de alimentação. Com abertura programada para 30 de junho, o destino é a escolha certa para as férias com as crianças.

Parque da Mônica

É é o maior parque coberto da América Latina, localizado no Shopping SP Market, na zona sul de São Paulo. O espaço temático tem decoração e atrações baseadas nos personagens dos quadrinhos. Além de aproveitar brinquedos clássicos de parques, como a roda gigante, os pequenos podem se divertir em ambientes como a Casa da Mônica, Cozinha da Magali e Quarto do Cebolinha.

Kidzania

A proposta do espaço é proporcionar uma experiência de imersão educacional ao mundo das profissões. Situado no shopping Eldorado, em São Paulo, o parque é ideal para crianças de 4 a 14 anos em busca de altas aventuras. Voltado para o tema da diversidade profissional, no Kidzania os visitantes podem aprender a dirigir e até mesmo tirar uma carteira de motorista na auto escola.

Outra atividade que faz sucesso é a brigada de bombeiros, cujo objetivo é apagar um incêndio. Também é possível brincar nos outros estabelecimentos, como banco, barbearia, estúdio de música, fábrica de chocolate, posto de combustível e hospital.

Parque Terra Mágica Florybal

Localizado na Serra Gaúcha, o passeio pode ser feito tanto pelos turistas que estão hospedados em Gramado ou Canela. A temática é voltada para a natureza em geral, além de diversas espécies de animais e dinossauros. Lá, há diversas réplicas em tamanho natural que imitam os sons das criaturas, assim como brinquedos emocionantes. Uma atração imperdível é o Voo do Pterodáctilo, um teleférico que permite ao visitante “voar” nas asas do réptil.

Beto Carrero World

O maior parque temático da América Latina é ideal para crianças de todas as idades. Além de atrações radicais, como a montanha-russa invertida FireWhip, o complexo tem áreas destinadas aos pequenos e promove muitos shows durante o dia. Há inclusive um zoológico dentro do Beto Carrero World, com diferentes espécies de animais. Uma atividade recomendada para toda a família é o passeio na Ferrovia DinoMagic, que percorre um imenso trajeto em meio à natureza.

Nos dias de calor, a dica é se refrescar no Tchibum, uma pequena montanha-russa de água que garante um banho de adrenalina. Outra opção é o Crazy River, um bote que comporta 5 pessoas e percorre um rio cheio de protagonistas do filme Madagascar. Aliás, vários personagens da DreamWorks podem ser encontrados o parque, como a turma de Shrek e Divertida Mente. Por todos esses motivos, muitas pessoas optam por viajar com as crianças até Penha, em Santa Catarina, para conhecer o mundo mágico de Beto Carrero World!

 

 

Fonte: Catraca Livre

Posts anteriores