Cidadeverde.com

Pedro II além do Festival de Inverno

Vista do Mirante do Condomínio Serra dos Matões. Foto: Facebook Chalé Serra dos Matões

Bem-vindo ao blog Idas e Vindas. Aqui será um espaço para falar de viagens. Não só para quem quer sair para conhecer o mundo, mas também para quem quer apresentar o nosso Piauí e conhecer ele melhor.

Para esse texto de estreia, resolvi elaborar algumas dicas sobre uma cidade piauiense que acaba de realizar um dos maiores eventos do estado. O Festival de Inverno de Pedro II terminou no domingo e novamente atraiu milhares de turistas. Quem vai ao evento sabe que o município possui diversos atrativos, mas porque não ir em outras épocas? Reuni aqui vários atrativos e passeios para você se lembrar de Pedro II o ano inteiro.

1. Centro Histórico

Pedro II possui um dos sítios históricos mais bem preservados do Piauí. O casario está bem preservado e relembra o apogeu do município no começo do século XX. Além disso, o Memorial Tertuliano Brandão acabou de ser remodelado e além do seu acervo abriga agora uma Escola de Jazz. A praça que fica em frente ao prédio é um convite para o descanso e as lojinhas chamam para comprar artesanato e joias com opala.

2.  Opala e Sítios Arqueológicos

Além de comprar as joias, é possível conhecer algumas minas de exploração da pedra. Existem passeios que levam até locais de exploração. A Associação de Condutores de Turistas e Visitantes (ACONTUR) tem roteiros que contemplam a visita. Eles também levam para os sítios arqueológicos, existem 4 em Pedro II. Esses passeios são feitos apenas com guia. Os telefones da Acontur são (86) 994180785 e (86) 99992279 

3. Turismo rural e ecoturismo

Cachoeira do Urubu-Rei, única perene do Piauí. Foto: Associação dos Condutores de Turistas e Visitantes de Pedro II

Também há uma grande oferta de turismo rural, que é muito bom para as crianças. Além de poder visitar o Museu da Roça com seu acervo e gastronomia tradicional (somente finais de semana e feriados) o turista pode se hospedar em sítios e fazer atividades do cotidiano rural.

O ecoturismo também é forte. O trekking na Serra dos Matões, o Pedal Verde, os mirantes do Gritador, Arara e Mangabeira são algumas opções e também existem cachoeiras. Estas têm queda apenas entre janeiro e maio. As principais são a do Salto Liso e a do Urubu-rei, a mais alta do Piauí e única perene.

4. Estrutura turística

Local para café da manhã de uma das pousadas da cidade. Fonte: Booking

Certamente uma das marcas de Pedro II é ter algumas estruturas que poucas cidades do estado têm. A primeira são opções de alojamento adequadas. A cidade possui alguns hotéis de boa qualidade, que podem ser reservados inclusive pelo Booking. Outra possibilidade é o Chalé Serra dos Matões. Em ambos o valor aproximado das diárias é 120 reais para 2 pessoas.

As opções de alimentação também são diferenciadas. Pedro II é referência em culinária, tendo entre seus filhos vários que se destacam em grandes cidades e voltam para trabalhar na área. O Mercado Municipal também é bem limpo e agradável. Importante relembrar a Acontur que oferece os serviços que o turista precisa para uma boa experiência.

Por fim, os elementos geográficos também são diferenciados. O clima é mais ameno, principalmente nos meses de junho e julho. A proximidade de Teresina (206 km)  e do Parque Nacional de Sete Cidades (71 km).

 

 

Posts anteriores