Cidadeverde.com

Filme produzido na Serra da Capivara ganha prêmio nacional

Imagem do making of da produção

A maior emissora de televisão pública da Alemanha e uma das maiores da Europa, a ZDF, acaba de ganhar o prêmio VerCiência com o documentário sobre o “Homem Americano” da série TERRA X, especializado em ciência, meio ambiente e expedições.

Segundo o fotógrafo André Pessoa, o filme certamente é o melhor e mais completo documentário já feito sobre as pesquisas científicas no Parque Nacional Serra da Capivara. Desde a sua exibição as portas da Europa se abriram ao Piauí. Uma exposição fotográfica na Alemanha ficou quase um ano em cartaz e no mês de março um grupo de 11 jornalistas da Áustria, Alemanha e Suíça estiveram no Brasil para conhecer a Serra da Capivara.

Tudo graças a coordenação de Uwe Weibrecht e apoio do Governo do Piauí, tendo a participação direta da Vice-Governadora Margarete Coelho, que chegou a ir duas vezes na Alemanha para viabilizar os projetos. André entende que o documentário está projetando de forma importante o Piauí e suas riquezas naturais e culturais pela Alemanha, Europa e repercussão no mundo inteiro.

 

Imagem do making of da produção

Além de gravar no Piauí, a equipe da ZDF foi aos Estados Unidos e a França para entrevistas com pesquisadores. Para os trabalhos no Piauí, a equipe usou dois aviões, um helicóptero, um balão e um drone gigante para fazer imagens aéreas.

Também foram feitas cenas de reconstituição da pré-história com personagens da própria região e toda a equipe local, da qual André fez a produção e ficou responsável, foi contratada em São Raimundo Nonato.

É um marco para a carreira profissional de todos os que participaram desse projeto que agora é premiado. A solenidade de entrega do troféu VerCiência 2018 será no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, no dia 10 de novembro.

Para ver o making of do documentário, acesse os link's:

www.zdf.de/dokumenta…/…/videos/oktokopter-making-of-100.html

https://www.zdf.de/…/terra-x/videos/serradacapivara-102.html

Para assistir ao filme original:

www.zdf.de/dokumenta…/…/sensationsfund-in-brasilien-100.html

 

Informações do fotógrafo André Pessoa

Floriano começa hoje seu Festival de Quadrilhas. Um dos maiores do Piauí

A partir de hoje, Floriano recebe o 10º Festival Nordestino de Cultura Junina Nacional. O evento vai até sexta-feira e reúne quadrilhas de pelo menos 20 estados brasileiros. Serão cerca de 30 espetáculos para as 30 mil pessoas que costumam circular pelo evento. Como cenário, o principal cartão postal da cidade, a Avenida Beira Rio recebe bandeirinhas e arquibancadas para o público entrar no clima.

Uma premiação de 52 mil reais deve atrair muitas quadrilhas com grande estrutura. Além do dinheiro, elas serão atraídas por um evento que terá 2 palcos, um exclusivo para as quadrilhas e outro para shows de bandas regionais.

O Festival é um dos grandes eventos do Centro do Piauí. Em todo o estado, apenas Teresina e Parnaíba fazem festas com a mesma dimensão. Ainda assim, é possível dizer que as melhores quadrilhas se apresentam na Princesa do Sul. Tão bom quanto curtir essa festa é aproveitar para conhecer vários pontos da 5ª maior cidade piauiense e de locais próximos. Aproveite as dicas do blog.

 

Floriano

Por do sol no cais de Floriano. Um dos mais belos do Nordeste

O Rio Parnaíba é o principal atrativo de Floriano. No cais um passeio de barco em fim de tarde é um dos melhores cartões postais do Piauí. Para completar a bela imagem, o farol. Ainda no rio, a Balneário Manga está em um dos melhores períodos para banho, quando as ilhas pluviais estão ideais para o lazer.

Outros atrativos podem ser visitados, como o Museu do Automóvel, a Cidade Cenográfica e a Igreja Matriz que tem traços de arquitetura sírio-libanesa.

 

Arredores

Vista do Morro da Santa em Oeiras. Opção a menos de 2 horas de Floriano

A cerca de 100km de Floriano estão duas das cidades mais antigas do Piauí. A mais tradicional e conhecida delas é Oeiras. A outra é Jerumenha. Vale tirar a manhã ou tarde e fazer um tour por elas. As estradas são lindas e vale muito a pena ver prédios históricos. Os mirantes de Oeiras também se tornam cartões postais de um grande São João.

 

Chegou São João. Conheça os maiores festejos juninos do mundo

Parque do Povo em Campina Grande. Foto: Paraíba Agora

Há muito tempo que as Festas Juninas são um período especial para os nordestinos. Muito forró, comidas e danças típicas fazem parte das tradições vivenciadas no período. Mas nos últimos anos elas tem ganhado destaque nacional e internacional. O Ministério do Turismo tenta transformar o período junino cada vez mais em uma festa semelhante ao Carnaval.

Existem festas muito grandes em todo o Nordeste que se assemelham ao período carnavalesco. Hoje o blog resolveu apresentar as 3 maiores para que você separe uns dias desse mês para curtir um dos maiores festejos juninos do mundo.

 

São João de Campina Grande

8 restaurantes, 25 barracas de alimentação, 112 bares e muito mais. Esses são alguns números da festa da cidade paraibana que reúne mais de 2 milhões de pessoas no Parque do Povo, durante 1 mês inteiro de atrações.

Programação sofreu uma mudança e começa apenas hoje

 

São João de Caruaru

Competindo com Campina Grande está Caruaru. A apenas 2 horas de Recife, a cidade Agrestina mantém forte suas tradições. No Alto do Moura se visita um centro artesanal de onde saiu o famoso Mestre Vitalino e no Parque do Forró, durante 1 mês se comemora o São João.

 

 

São João de Petrolina

Ainda não tão famoso quanto os demais, o São João de Petrolina perde apenas na quantidade de dias. Durante metade do mês de junho, grandes músicos e mais de 70 mil pessoas por dia circulam pelo Pátio Ana das Carrancas. A cidade que fica à margem do São Francisco é um centro que reúne pernambucanos e baianos.

 

Serra da Capivara tem grande programação para o aniversário de 39 anos

Este ano o Parque Nacional da Serra da Capivara está completando 39 anos. Para comemorar a data o Instituto Chico Mendes em parceria com o Instituto Ecológico da Caatinga, condutores e receptivos de turismo, o fotógrafo André Pessoa e comerciantes locais desenvolveu uma programação durante o final de semana.

Fotografia, passeios ciclísticos para aventureiros e crianças e integração com a comunidade fazem parte da agenda que atende turistas e moradores.

 

 

Especial Praias: África e Austrália tem vários locais a serem descobertos pelos brasileiros

Conhecida pelo personagem dos desenhos, a Tasmania é um verdadeiro paraíso. Foto: Blog Escape

Juntar essas 2 regiões do mundo em um único texto não é algo tão fácil. Para ser minucioso seria preciso escrever um livro. África e Austrália estão em uma mesma postagem porque, apesar de ter algumas praias paradisíacas, tem uma conexão mais complexa com os aeroportos brasileiros.

Se não fosse isso, a Austrália mereceria seu post isolada. O país tem uma cultura de praia tão forte quanto a brasileira. Se no Brasil prefere-se futebol e vôlei na areia, os australianos são reconhecidamente grandes praticantes de surf, algo que constrói a imagem que temos do país.

 

Especial Praias: O Sudeste Asiático é o destino da moda entre europeus e americanos

Quanto a África, nada de pensar apenas em pobreza e doenças. Países como Quênia, África do Sul, Tanzânia e ilhas como Seycheles e Zanzibar têm praias paradisíacas e excelentes estruturas.

 

Ilha de Zanzibar fica próxima à região continental africana. Foto: Safaris Responsáveis

Porque é especial?

Cada uma das regiões tem seus motivos, mas alguns são semelhantes. A beleza das praias e a possibilidade de encontrar um misto de ambiente deserto com a badalação em culturas tão diversas é um grande atrativo. A Austrália é um dos países mais desenvolvidos do mundo, mas que tem um povo com traços de despojamento latino americano. O litoral africano é um local de quebra de estigmas. Belezas que se assemelham a regiões famosas do mundo, com uma estrutura que ao mesmo tempo que encanta também permite refletir sobre as desigualdades da sociedade.

 

Especial Praias: A Europa também dá praia. E com muita badalação

 

O Imperdível

Sidney é a cidade mais conhecida da Austrália. Tem bela arquitetura e um lindo litoral. Foto: Lorenzoni Câmbio

Para quem está planejando ir à África, o grande destino é o arquipélago de Seychelles. Perdido no meio do Oceano Índico, ele quase não aparece no mapa mundi, mas quem busca olhar de mais perto vê um mar azul turquesa, flora exuberante e muitos hotéis e resorts para se divertir.

Já na Austrália o melhor lugar para curtir o litoral é pela estrada que liga Brisbane a Sidney. Além de conhecer a cidade mais famosa do país, pode-se conhecer a Grande Barreira de Corais. Paisagens únicas litorâneas e de montanha preenchem o restante da viagem.

 

Especial Praias: Caribe tem praias paradisíacas e música respeitada

 

Principais destinos

O top 5 das 2 regiões seria:

Seychelles (África)

Zanzibar (África)

Tasmânia (Austrália)

Sidney (Austrália)

Gold Coast (Austrália)

Quando ir           

Seychelles é um paraíso africano perdido no meio do Oceano Índico. Foto: Blog Simonde

As duas regiões são tropicais, como o Brasil. Além disso, não estão sujeitas a grandes variações de clima como furacões, calor ou chuvas fortes. Assim, de setembro a março indica-se ir à costa leste australiana. Entre abril e novembro é o melhor período para ir ao litoral leste africano.

Como chegar

Os 2 destinos são bem distantes e muitas horas de voo são necessárias. Além do tempo voando, muitas vezes as escalas duram cerca de 12 horas em cidades como Buenos Aires, Santiago ou Dubai. Para chegar às principais ilhas africanas, é necessário fazer uma parada na Europa ou em Dubai em empresas que não tem saída do Nordeste como Etihad e Emirates, sendo necessário ir a São Paulo primeiro.

 

Especial Praias: Brasil, o maior litoral tropical do mundo

 

Se o destino é a Austrália existem 3 opções. Existem voos que tem escala em Buenos Aires e Santiago. Nesta última, toda a rota pode ser feita pela Latam. São as mais rápidas. As outras opções são com escalas por Dubai ou pela Cidade do Cabo, todas com cerca de 12 horas e voos que chegam a 35 horas. Ou seja, separe pelo menos 2 ou 3 dias apenas para deslocamento e aclimatação já que os fusos horários variam entre 7 e 13 horas.

Especial Praias: Brasil, o maior litoral tropical do mundo

Fernando de Noronha, a mais paradisíaca das ilhas brasileiras. Foto: Blog Trilhando Montanhas

O Brasil tem uma das maiores áreas litorâneas em região tropical do planeta. Além disso, é um dos países do mundo que tem como marca a cultura de praia. A imagem construída pelos estrangeiros é de que os brasileiros passam seus dias em cidades com praia, ouvindo samba, surfando, bebendo caipirinha e jogando futebol. Sabemos que somos bem mais que isso, mas quem dirá que não queria viver assim?

 

Especial Praias: Caribe tem praias paradisíacas e música respeitada

 

Dessa maneira, visitar as praias brasileiras pode ser tão vibrante culturalmente quanto visitar as praias do Caribe. Além disso, temos grande diversidade de praias. Se no Sul e Sudeste o litoral tem serras e grandes cidades, no Nordeste as falésias e as grandes faixas de coqueirais e areia branca estão em muitas localidades que até pouco tempo, ou ainda hoje, são vilas de pescadores.

Rio de Janeiro é o maior cartão postal do Brasil. Foto: Rodoviária Online

Porque é especial?

Em todos os textos do Especial Praias esse tópico foi bem pessoal e nesse será ainda mais. Por ser um grande fã de cultura e de tranquilidade, viajar pelo litoral brasileiro é impressionante por conseguir misturar esses 2 aspectos. Em uma viagem por Recife, por exemplo, é possível conhecer uma cidade única e com pouco tempo de deslocamento ir a praias praticamente desertas no litoral sul pernambucano, Alagoas ou Paraíba. O mesmo pode ser feito em Salvador e Fortaleza, por exemplo. Boa parte da história do país foi construída nas faixas litorâneas e ainda hoje os grandes centros urbanos se localizam no litoral ou a menos de 100km da praia.

Paraty é uma das cidades que reúne história e cenários naturais. Foto: Wikipédia

O Imperdível

No Brasil é muito fácil definir. Se o assunto é praia, o destaque é a região Nordeste. No entanto, a área é enorme, são 9 estados e percorre-los levaria pelo menos 1 mês então vou dividir em 4 regiões para escolher uma a cada férias. A primeira é Salvador e regiões próximas como Morro de São Paulo e Porto Seguro. A segunda seria percorrer a BR-101 entre Maceió e Natal, que tem nas proximidades praias como Porto de Galinhas, Maragogi e Pipa. A terceira é o santuário ecológico de Fernando de Noronha. A última dica é a Rota das Emoções.

 

Especial Praias: A Europa também dá praia. E com muita badalação

 

Principais destinos

Mais um top 5 que tem que ser regional. Muitos textos fazem rankings por praia, mas tem 2 problemas: no Brasil dificilmente se passa as férias em uma só praia e escolher só 5 me comprometeria muito. Na lista sou obrigado a repetir parte da seção “O Imperdível”:

Bahia

Maceió a Natal

Rota das Emoções (Jeri, Lençois e Delta)

Litoral Sul do Rio e Litoral Norte de São Paulo

Fernando de Noronha

Em Maragogi está a segunda maior barreira de corais do mundo. Foto: Viagem e Turismo

Quando ir           

Como o Brasil é um país continental, as variações climáticas entre as diversas regiões são enormes. No Nordeste, por exemplo, o período ideal é entre junho e dezembro. Nesses meses não há chuvas e a partir de setembro os ventos ficam mais fortes atraindo mais esportistas. No Sul e Sudeste a melhor época é entre dezembro e abril pois nos demais meses a água fria não é nada convidativa.

 

Especial Praias: O Sudeste Asiático é o destino da moda entre europeus e americanos

 

Como chegar

Evidentemente é bem simples chegar aos principais destinos, por isso a dica vai ser em como aproveitar melhor os lugares. Para quem gosta de conhecer várias praias em uma viagem, a partir de 2 ou 3 pessoas já compensa alugar um carro. Assim, há maior liberdade para percorrer os vários atrativos. Já para aqueles que preferem relaxar, o ideal é ir para resorts. Não são tão comuns nas proximidades de Teresina, mas em Pernambuco, Bahia e no Sudeste existem várias opções.

Especial Praias: O Sudeste Asiático é o destino da moda entre europeus e americanos

Tailândia é o país que mais está na moda no Sudeste Asiático. Foto: Blog Planos de Viagem

O Sudeste asiático é uma região do mundo única. Historicamente são países muito fechados que tentam manter a cultura de seus ancestrais bastante intacta. Mas nos últimos 20 anos se abriram mais principalmente na economia e hoje são a fronteira turística do mundo que está em maior ascensão. Quem pensa que apenas castelos, religiões antigas, comidas diversas e outros atrativos culturais são os únicos atrativos se engana. Existem lindas praias a serem descobertas.

Porque é especial?

Entre todas as regiões de praia que citamos ou citaremos no especial, o sudeste asiático é o que mais combina com tranquilidade. A cultura da população ainda se mantem bastante marcada pelas tradições dos povos de países como Vietnã, Laos, Indonésia, Camboja e Tailândia. Assim, para quem quer descansar em um belo cenário essa região talvez seja a mais indicada. Importante lembrar que os países ficam em região tropical, então a temperatura da água é semelhante ao litoral brasileiro por exemplo.

Bali é uma das ilhas mais paradisíacas do Sudeste Asiático. Foto: Blog Esse mundo é nosso

O Imperdível

Muitas praias têm se destacado na região, talvez a Tailândia seja atualmente o destino mais requisitado. No entanto, o destaque ainda fica para a famosa Ilha de Bali. Ela faz parte da Indonésia e mistura litoral paradisíaco com grandes templos budistas e hinduístas, fauna diferenciada e uma estrutura mais confortável. Para quem se prefere estar em uma praia deserta não é o melhor indicativo, mas para quem gosta de ver o cenário turístico todo preparado e disponível para relaxar e curtir, Bali ainda é a melhor pedida no Sudeste Asiático.

Principais destinos

O top 5 será formado pelas melhores regiões. Antes, 2 recomendações importantes. A primeira é que antes de ir você pesquise muito sobre os destinos. A cultura da região é bem diferente, principalmente a língua, então não é o tipo de viagem que se pode fazer sem um belo planejamento ou um guia de viagem. Além disso, bem como o Brasil, são países bastante urbanizados, ou seja, as pequenas cidades não têm tanta infraestrutura de transporte e sanitárias. A segunda dica é procurar conhecer vários países em 1 ou 2 semanas porque é barato viajar entre eles e também não é um lugar tão perto para ir toda hora, então quando for, curta ao máximo. As 5 melhores regiões são:

Bali (Indonésia)

Koh Phi Phi (Tailândia)

El Nildo (Filipinas)

Coron (Filipinas)

Leste da Malásia

Malásia é um dos países centrais para circular pela região e também tem belas praias. Foto: Blog Jovi Moda

Quando ir

Cada região é uma região. As vezes dentro de um mesmo país, mesmo ele sendo pequeno, as variações são imensas. Furacões, altas temperaturas e as monções podem estragar sua viagem. Estas últimas são um período em que chove muito, provocando alagamentos e ventos fortes perigosos. Sendo assim, pesquise de acordo com o país e local que você incluir no seu roteiro.

Como chegar

Essa é uma etapa que merece bastante atenção porque pode provocar grandes insatisfações na viagem. Primeiro porque leva-se no mínimo 24 horas para chegar na região! Segundo porque são mais de 10 horas de diferença de fuso horário, ou seja, você leva cerca de 2 dias para se acostumar. Por isso, é ponto comum que a viagem pelo sudeste asiático tem que durar pelo menos 10 dias já que pelo menos 5 dias serão gastos com deslocamento e um cansaço pela adaptação ao fuso.

Filipinas tem diversas ilhas paradisíacas, mas é preciso viajar bem planejado. Foto: Divulgação

Outro problema é que as principais empresas que levam ao destino saem apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. As empresas árabes como Etihad, Qatar e Emirates que levam à região com maior conforto e fazendo uma escala em locais como Dubai e Riad.

Especial Praias: A Europa também dá praia. E com muita badalação

A Costa Amalfitana no sul da Itália é considerada um dos locais mais bonitos do mundo. Foto: Divulgação

A Europa é conhecida tradicionalmente pelas suas grandes cidades como Roma, Paris, Londres, Munique e tantas outras que atraem diversos brasileiros ao longo de todo o ano. No entanto, existem diversas praias pelo continente que chamam a atenção não apenas pela arquitetura de suas cidades, culinária e estilo de vida, mas também por águas transparentes, de azul e verde únicos e lindas falésias. Quem se aventura pelos diversos mares e ilhas do Velho Continente nunca se arrependerá.

Especial Praias: Caribe tem praias paradisíacas e música respeitada

Porque é especial?

A badalação que existe nas praias europeias tem um charme diferente das demais regiões litorâneas do mundo. Praias como Ibiza, Saint Tropez, Mykonos e Santorini são apenas alguns exemplos de como o europeu aproveita ao máximo o verão. Muitas festas, gente descolada e luxo são a marca da região. Mas também existe espaço para quem quer curtir o romantismo como na Costa Amalfitana e em muitas ilhas gregas pouco povoadas. Lindas paisagens, arquitetura antiga e cidades medievais formam ambientes perfeitos para se perder a dois.

O Imperdível

Uma das praias da ilha de Ibiza, uma das mais movimentadas no verão europeu. Foto: Hiperviajes

Como no texto sobre o Caribe, é difícil identificar o melhor local. Mas irei indicar o que geralmente recebe mais os próprios europeus. A Espanha tem assumido a ponta do turismo do Velho Continente junto à França e Itália justamente por conta das chamadas Islas Baleares. É um arquipélago formado pelas ilhas de Ibiza, Maiorca e Menorca. Estas atraem mais de 10 milhões de turistas anualmente vindos de diversos países, mas principalmente de ingleses e alemães que procuram suas praias mais quentes e badaladas para curtir o verão europeu.

Principais destinos

Ilha de Creta é a maior grega. Muitas outras ao sul da Grécia também tem mares límpidos e tranquilos. Foto: Pan Europa

Meu top 5 do litoral europeu seria:

Ilhas Baleares (Espanha)

Costa Amalfitana (Itália)

Costa Azul (França)

Algarve (Portugal)

Creta (Grécia)

Quando ir

O ideal é ir a partir do meio da primavera até o final do verão. Seria entre a metade de maio e o final de agosto. O período entre maio e junho é indicado para quem não deseja praias lotadas. Para os que desejam mais badalação, julho e agosto são certeiros.

Mônaco é um dos locais mais badalados da Costa Azul. Cannes e Saint Tropez também são boas pedidas. Foto: Dicas Paris

Como chegar

Não é algo tão simples para quem sai de Teresina, então quando for organizar a viagem separe logo 1 ou 2 dias para cada deslocamento. Isso porque não existem muitos voos ligando o Nordeste a países como Espanha, Itália e Grécia, sendo a França a melhor saída através do voos da Joon de Fortaleza. Chegando aos principais aeroportos europeus (Paris, Madrid, Barcelona, Milão e Frankfurt) a sugestão é procurar uma companhia low cost de avião. Para alguns destinos, um barco será necessário.

Especial Praias: Conheças os litorais mais paradisíacos do mundo

Especial Praias: Caribe tem praias paradisíacas e música respeitada

Cancún tem resorts luxuosos, muita festa e fica perto de lugares com belos templos astecas. Foto:Resorts Online

Resolvemos começar logo com a mais famosa das regiões. Pela proximidade com os Estados Unidos, a região caribenha sempre foi retratada pela cultura norte-americana como um paraíso. Através de filmes e séries todo o mundo passou a sonhar em conhecer uma região de mar de águas claras e tranquilas e pessoas retratadas com uma sensualidade exacerbada e sempre felizes. A região que recebeu as naves de Cristovam Colombo e depois foi cenário para os piratas, hoje é sinônimo de lindas paisagens e uma cultura vibrante.

Porque é especial?

Quem vê as fotos do mar caribenho acredita que são feitas edições bem profissionais, mas a desconfiança não se confirma. Os tons de água azul-turquesa que se misturam com o verde e a transparência são totalmente reais. A tranquilidade também não é montagem.

Outro grande destaque é a música. Basicamente tudo o que é definido como música latina tem origem no Caribe. Salsa, mambo, reggaeton, rumba, mambo e por aí vai. Não se pode esquecer do reggae com seu ícone Bob Marley. A música cubana e a do caribe colombiano também são escutadas no mundo todo, representada por Shakira, Ricky Martin e Maluma.

Existem inúmeros outros atrativos, mas para definir o por que da unicidade do destino em relação a outros lugares do mundo, certamente a música e o mar são aqueles que não podem deixar de ser vividos.

Em Cartagena o mar não tem os tons tão claros quanto se espera do Caribe, mas arquitetura e cultura encantam. Foto: GW Travel

O Imperdível

Esse item é para dizer o local mais importante, aquele ponto que não pode deixar de ser visitado. E logo no primeiro texto eu vou fraquejar. Não consigo escolher apenas uma cidade ou praia. A dica é fazer um cruzeiro. Eles dão a possibilidade de em uma única viagem conhecer vários destinos diferentes. Geralmente saem de Miami ou de Cartagena na Colômbia.

Principais destinos

Aruba foi um dos primeiros destinos caribenhos descoberto pelos brasileiros. Foto: Latam

Mais um item complicado. É possível encontrar vários textos na internet com os principais destinos para cada perfil de turista. As listas vão variar apenas a quantidade de destinos. Mas todo blogueiro merece fazer a sua e aqui vai a minha:

Cancún

Aruba

Cartagena

San Juan

Havana

Jamaica

Ir a Havana é se encontrar com um outro tempo. História, cultura, arquitetura e belas praias são atrativos da capital cubana. Foto: Vectra Viagens

Quando ir

Praticamente o ano todo o Caribe pode ser visitado por conta de suas temperaturas apenas. No entanto, o período entre junho e novembro é considerado perigoso para furacões, com concentração bem maior entre agosto e outubro.

Como chegar

O Caribe está cada vez mais próximo dos teresinenses. Aeroportos como o de Fortaleza, Belém, Recife e Brasília, que tem boa conectividade com Teresina, já tem voos diretos para Miami, Punta Cana, Panamá e Curaçao.

A outra forma é ir de cruzeiro, como dito antes. Muitos saem de Miami ou do Rio de Janeiro e tem passagem por Fortaleza e Recife.

Especial Praias. Saiba as regiões litorâneas mais paradisíacas do mundo

  • Tailândia-planos-de-viagem.jpg Tailândia é um dos países mais requisitados do Sudeste Asiático. Foto: Planos de Viagem
  • Madagascar-Kangarro-Tour.jpg Ilha de Madagascar na costa africana é um local a ser descoberto. Foto: Kangaroo Tour
  • Ilhas-Virgens-Britânicas-Oceano-Vivo.jpg Ilhas Virgens são um dos muitos destinos caribenhos. Foto: Oceano Vivo
  • grecia-viagem-e-turismo.jpg Grécia tem várias das mais belas praias do Mar Mediterrâneo. Foto: Viagem e Turismo
  • Baía-dos-Golfinhos-Em-algum-lugar-do-mundo.jpg Baía dos Golfinhos em Pipa. Umas das mais belas do Brasil. Foto: Blog Em algum lugar do mundo

Existem pessoas que não se identificam com ecoturismo, ou com turismo de aventura, ou com turismo cultural. Mas tenho quase certeza que pelo menos 90% da população mundial gosta de praia. Há quem reclame da areia, quem não goste de pegar muito sol, mas ir a um litoral sempre é uma pedida tanto para quem quer relaxar, quanto para quem curtir festas.

E o blog resolveu tentar fazer um resumo de praias pelo mundo. Existem diversas opções, mas quais são aquelas que provocarão viagens inesquecíveis? São inúmeros destinos. Diversas cidades, vilas e lugarejos já descobertos e paraísos ainda a serem desbravados.

Para facilitar nosso trabalho, separamos em regiões litorâneas pelo mundo. Acreditamos que são 5 as principais: Caribe, Sudeste Asiático, Ilhas Mediterrâneas e Portugal, nosso Brasil e alguns locais em África e Austrália. Durante as próximas postagens tentarei fazer resumos desses locais que reúnem diversos pontos incríveis por todo o mundo.

Posts anteriores