Cidadeverde.com

Festival em Castelo. Veja como conhecer o canyon

Região do Pico dos Andrés e seus mirantes também são atrativos da região de Castelo. Foto: Augusto Junior Vasconcelos

Para fechar os festivais de julho no Piauí, o Canyon Fest Poti acontece em Castelo neste final de semana. O evento tem atrações nacionais nas suas três noites. Raça Negra e Joelma estão entre os shows que começam amanhã na Praça Central da cidade. A novidade é que agora haverá uma lancha para quem quiser conhecer o canyon e foi instalada uma torre de internet para o viajante já compartilhar sua emoção nas redes sociais. Saiba como funciona cada passeio e aproveite para conhecer uma das regiões mais encantadoras do Piauí. Todos eles podem ser contratados com a Associação dos Condutores de Turistas e Visitantes de Castelo do Piauí. Podem ser agendados pelo telefone 86 - 999285764

1. Passeio do Canyon

Foto: Juscelino Reis

O canyon não fica na cidade de Castelo, mas no município vizinho de Buriti dos Montes. No entanto, como a primeira possui uma melhor infraestrutura para receber turistas acaba servindo de base para os viajantes. Para chegar ao local são percorridos 56 quilômetros de van. O deslocamento demora 1 hora e meia e cabem até 15 pessoas no transporte com ar condicionado.  Chegando ao Rio Poti, haverá uma lancha com capacidade para até 12 pessoas que leva o turista pelo leito do rio para apreciar a paisagem durante 1 hora. Nos dias do festival, o Corpo de Bombeiros pediu para que não houvesse banho. O preço do passeio é R$120 reais. Haverá loja oferecendo alguns lanches.

2. Parque Municipal da Pedra do Castelo

Foto: Augusto Junior Vasconcelos

A Pedra do Castelo é um dos atrativos mais emblemáticos do Piauí. Seu tamanho e suas características geológicas são cheias de histórias. Pouca gente sabe que sua área é um parque com diversas trilhas e opções de aventura. São 2 trilhas, sendo que em uma delas é possível ver o Baixo Canyon do Poti e possuem vestígios arqueológicos. Para os dias do festival haverá rapel e tirolesa passando pelo rio. O passeio custa R$20 reais e os esportes R$25 reais cada.

3. Canyon do Rio São Miguel e Pico dos Andrés

Foto: Augusto Junior Vasconcelos

Dois outros passeios que podem ser feitos levam a mais um canyon e uma região que possui imensa quantidade de vestígios arqueológicos. No rio São Miguel, o turista pode se deslumbrar com suas formações rochosas e aproveitar para banho. Por suas características, o local é chamado de Espigão. Já no Pico dos Andrés, o encontro com o homem pré-histórico e mirantes são o atrativo. Ambos os passeios custam R$20 reais. 

Gol divulga os principais pontos de seus destinos em campanha

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes lançou a ação “Timing Perfeito” para mostrar as principais atrações de diversas cidades da América do Sul. Desta forma, a companhia aérea consegue conectar os passageiros com a melhor experiência em cada destino. A primeira etapa da iniciativa traz o melhor roteiro de uma das maiores cidades do Brasil: São Paulo.

Em parceria com o blog The Summer Hunter, plataforma de conteúdo sobre tendências globais de comportamento, a ação tem como objetivo selecionar alguns dos pontos mais interessantes dos destinos e dar dicas dos melhores horários para que as pessoas não percam tempo na hora de aproveitar os seus atrativos. Os próximos destinos que farão parte desta ação é a cidade de Recife, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte e Buenos Aires.

Confira abaixo o vídeo da ação de São Paulo:

 

Fonte: Diário do Turismo

Facilitado intercâmbio em países de língua portuguesa

Um decreto presidencial publicado nesta quinta-feira (20), no Diário Oficial da União, promulgou o acordo de concessão - assinado em 2007 - do visto para estudantes dos países que integram a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O texto foi publicado no dia da abertura da 22ª Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da CPLP, em Brasília. Vale lembrar que o Brasil ocupa a presidência pro tempore da Comunidade durante o biênio 2016-2018.

A medida permitirá que estudantes brasileiros se candidatem a cursos acadêmicos ou técnico profissional em todos os países-membros da Comunidade: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

“Com esta iniciativa, os nossos estudantes podem ter uma experiência fora do país e se qualificar nas áreas de interesse, como é o caso do Turismo. Já enviamos um grupo de estudantes para Portugal, considerado uma das referências do turismo mundial. A ideia é que tenhamos profissionais cada vez mais qualificados para atuarem neste mercado”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Segundo o decreto, os estudantes interessados no acordo devem estar inscritos em cursos com, no mínimo, três meses de duração, em estabelecimento de ensino reconhecido e situado em outro país-membro. 

O visto deverá ser solicitado 30 dias após a aceitação no curso e a resposta não deverá ultrapassar os mesmos 30 dias. O documento terá validade de quatro meses a um ano e poderá ser renovado mediante prova de frequência e matrícula para o próximo período letivo.

ENCONTRO - No dia 29 de junho, ministros e autoridades do turismo de oito países participaram da IX Reunião de Ministros da CPLP, durante o 12º Festival das Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR). Na ocasião, as autoridades discutiram o Plano Estratégico de Cooperação em Turismo da CPLP e assinaram a Declaração de Foz do Iguaçu.

O plano foi elaborado pelo Brasil e tem entre as medidas previstas a promoção do desenvolvimento sustentável turístico nos países de língua portuguesa, além da manutenção das relações multilaterais entre eles. Já a Declaração de Foz do Iguaçu mostra um comprometimento das autoridades que a assinaram, junto a seus países, com o desenvolvimento social e econômico e fomento às discussões sobre cultura, trabalho infantil e poluição de oceanos.

NOTA - A partir de hoje a Polícia Federal voltará a emitir passaportes

Fonte: Ministério do Turismo

Ópera da Serra da Capivara II: dicas para aproveitar o dia

Como organizar seu passeio durante os dias de festival. Foto: Divulgação Fumdham

Depois de apresentar as dicas para tornar o deslocamento e a hospedagem mais divertidos, hoje a intenção é mostrar formas de aproveitar o dia durante o período do festival. Essas informações não servem apenas para essa época, mas também para qualquer planejamento que se faça para visitar o Parque Nacional da Serra da Capivara.

Antes de apresentar as dicas, atenção. É óbvio que você não encontrará aqui a invenção da roda. Todo mundo sabe que o senso comum nem sempre é verdadeiro, sendo que existem pelo menos 2 sobre a Serra da Capivara que não são completamente verdade.

E um dos sensos é o de que o parque sofre por falta de divulgação. Claro que sofre! Entretanto não é certo dizer que não existem locais legais para se informar sobre a viagem. 2 bem importantes são o próprio site oficial da Fumdham (Fundação Museu do Homem Americano). Na seção “Visite” o internauta pode escolher as melhores trilhas para os seus interesses e sua disposição física. Também é bem completa uma matéria (link) produzida pelo blog nacional Viaje na Viagem. Apesar de ter algumas informações atrasadas, já que foi produzida em 2013, ela ajuda muito na organização do passeio.

O segundo senso comum sobre a Serra da Capivara que tem seu lado mentiroso é sobre a estrutura. Muitas vezes, o parque aparece no noticiário apenas quando está passando por dificuldades financeiras e por isso muita gente acha que lá existe algo precário. Não é verdade. A estrutura de visitação do parque é muito boa, os guias treinados e a preservação do patrimônio é bem feita. Evidentemente existem gargalos, mas nada que prejudique a experiência do visitante.

O blog conversou com uma agência de receptivo local e um guia para apresentarem dicas de passeios para o período da Ópera. O evento começa hoje em São Raimundo Nonato, mas no parque dura 3 dias, o suficiente para boa parte dos passeios.

Agência de turismo

A Companhia da Capivara é uma das poucas agências de turismo que fazem receptivo na região, se não a única. Eles possuem um site bem explicativo em que são oferecidas dicas de roteiro para quem terá 3, 4 ou 7 dias de viagem. Confira no link para se informar melhor. O preço do passeio para 3 dias custa em média R$600 reais por pessoa.

Guias

Para quem quiser ir de carro próprio e fazer gastos com alimentação fora de um pacote é preferível um guia. O preço fica por volta de R$150 reais a diária e cada profissional trabalha para até 7 ou 8 pessoas. O guia Ari apresentou uma sugestão de roteiro para quem tiver 3 dias de viagem.

PRIMEIRO DIA: Roteiro do Desfiladeiro da Capivara.

-MANHÃ: Toca da entrada do Pajeú; Toca do Pajeú; Toca do Barro; Toca do Inferno; Trilha dos veadinhos azuis.

 - ALMOÇO: Albergue Serra da Capivara

 -TARDE: Tour na Fábrica de Cerâmica para observar o processo de produção das peças e Toca do Paraguaio.

 SEGUNDO DIA 

MANHÃ: Trilha Umbu

 -Circuito Jurubeba

-Sítios arqueológicos

- Vistas panorâmicas.

Observação: Levar lanche.

- ALMOÇO: Restaurante Casarão

- TARDE: Visita ao Museu do Homem Americano

TERCEIRO DIA: Circuito do Sítio do Meio e Baixão da Pedra Furada.

-MANHÃ: Circuito do Pedro Rodrigues e Pedra Furada

-ALMOÇO: Chácara Pôr do Sol

-TARDE:  Boqueirão da Pedra Furada (Sítio arqueológico aonde foi encontrado o vestígio mais antigo das américas).

Ópera Serra da Capivara I: dicas para aproveitar esse evento único

O final de julho está recheado de programações no estado. Mas certamente a mais grandiosa delas é a Ópera da Serra da Capivara. Já se falou muito em todos os meios de comunicação das atrações e do palco mágico em que ela se realizará. Músicos, dançarinos e muitas surpresas locais, regionais, nacionais e internacionais prometem levar ao parque um evento único na história do Piauí.

Para aproveitar melhor a Ópera, o site do evento está completíssimo. Acesse o www.operadaserradacapivara.com e confira informações completas de programação, atrações, dicas de hospedagem e alimentação e, principalmente, reserve seu ingresso a partir de amanhã, pois as vagas são bem limitadas.

Mas o Idas e Vindas sempre busca deixar nosso leitor superpreparado para suas viagens. Então preparamos algumas dicas para a viagem ir além da Ópera. Hoje você verá como aproveitar melhor o percurso até São Raimundo Nonato e saberá um pouco mais dos locais de hospedagem. Amanhã, saberá um pouco mais sobre os passeios.

Como aproveitar melhor a ida

Oeiras fica no meio do caminho de carro. Você pode descansar na primeira capital.

De avião – Sim, dá para ir a São Raimundo Nonato de avião. Há pouco mais de 1 ano a rota é feita pela TW Fly. Às segundas e quintas, o vôo sai às 8 horas de Teresina e custa R$250 reais. Recentemente, a aeronave foi modificada para um modelo que transporta até 18 passageiros. É feita uma parada em Picos. O site da empresa está sendo reestruturado e as passagens devem ser compradas no aeroporto.

De ônibus – Essa opção exige uma pacienciazinha. A viagem dura entre 8 e 9 horas, mas os ônibus que fazem a linha são confortáveis. A frequência é pouca, apenas 5 a 6 por dia saem da Rodoviária de Teresina. A passagem está custando aproximadamente 97 reais e é oferecida pelas empresas Lider (86 - 3301-9999), Transpiauí (86 – 3218-1961) e Princesa do Sul )86 – 3218-1961).

De carro – São 522km de distância. Não dá para dizer que é perto. Mas se a estrada é longa, ao mesmo tempo é bela. Para evitar uma viagem cansativa, pode-se dar uma parada. Entre as opções estão Oeiras, Floriano, Amarante e Ipiranga. As duas primeiras estão praticamente no meio do caminho e tem boas hospedagens que podem ser uma opção para uma viagem mais tranquila, principalmente para quem vai com crianças.

Onde ficar

Restaurante do Hotel Serra da Capivara, que reabriu depois de 6 meses

No site do evento existe uma seção gigante com os locais de hospedagem. Pousadas, hotéis, camping, albergue e pousadas domiciliares estão entre as opções. Em uma pesquisa rápida detectamos que a variedade de preço da diária é muito grande. Variam entre 50 reais e 130. Mas, fique atento. Muitos locais já estão cheios para os dias do evento. Então corra.

Site sorteia 4 milhões de pontos em promoção

O site Melhores Destinos completa nove anos nessa semana. Todos os anos ele negocia com as empresas do setor algumas surpresas e promoções. Para este ano ele vai sortear quatro leitores que receberão um milhão de pontos cada um, em um dos maiores programas de fidelidade do Brasil.

Já imaginou o que dá para fazer com um milhão de pontos? Com certeza realizar a viagem dos seus sonhos! Ou melhor, algumas viagens dos sonhos! E para participar é muito fácil: basta aproveitar alguma das promoções exclusivas dos programas Amigo, Livelo, TudoAzul e Multiplus, fazer sua inscrição e torcer muito. Confira todos os detalhes aqui.

Esse sorteio é apenas o começo: até sexta-feira farão promoções e ofertas exclusivas todos os dias.

Ao longo da semana terão ainda descontos para a compra de passagens aéreas, pacotes de viagem e promoções hotéis. Também haverá ofertas exclusivas para resgatar passagens com pontos, contratar seguros de viagem, aluguel de carro, sala VIP e muito mais. No app do Melhores Destinos haverá outras oportunidades.

Feira em Recife movimentará mais de 150 milhões

Com mais de 80 expositores confirmados, a Expo Brasil Nordeste, feira de negócios voltada para empresas, microempresas, importadores, distribuidores, lojistas, representantes comerciais e indústrias, aproxima-se da sua 2ª edição no Recife – acontece entre os dias 30 de julho e 1º de agosto, no Centro de Convenções de Pernambuco. Tradicional em São Paulo, onde é conhecida como o maior polo de negócios para o mercado de variedades, a primeira edição no nordeste (2016) foi considerado sucesso pelos empreendedores, movimentando mais de R$ 130 milhões em negócios.

Os principais fabricantes e importadores dos mais variados segmentos, apresentam diversificado mix de produtos, lançamentos e condições especiais. Entre eles utilidade doméstica, brinquedos, presentes, decoração, papelaria, artigos para escritório, bomboniere, eletrônicos, embalagens, perfumaria e muito mais. A expectativa é que 120 marcas exponham e que mais de quatro mil visitantes movimentem o pavilhão este ano.

A empresa Maria Brilhante, importadora e distribuidora de produtos como guarda-chuvas e pasta para notebooks é estreante na feira, mas acredita em um aumento de 30% em seu faturamento anual com a participação. Já a Plasútil, principal empresa fabricante de utilidades domésticas em plásticos do Brasil, vem ao evento pela segunda vez, agora com mais novidades e descontos especiais almejando um aumento nas relações comerciais.

Para Alexandre Torres de Carvalho, gestor da Expo Brasil Feiras, marca a frente da Expo Brasil Nordeste, a segunda edição no Recife deve superar todas as expectativas, levando em consideração o retorno positivo dos expositores e visitantes na última edição. “Diante do reaquecimento do mercado e a busca dos empresários por novas oportunidades e condições especiais com valores competitivos, acreditamos que essa segunda edição deve, no mínimo, ter um aumento de 10% no gerar de novos negócios”.

Expositores confirmados até o momento:

123 Util, 99 Express – Satyam, Alegrete, Artebel Artigos de Presentes Ltda, Azzu, Barufe, Bestfer, BS Toys, Cadeca Toys, Cefisa, Decor & Casa, Decor & Casa, Diplomat, Esmaltados Silva, Euroquadros, Ga Cerâmica, Grupo Roque, Importadora Caviúna, Ind. Bandeirante, Ingá Import, Injetemp, JLK Plásticos, Kaz Kazan, Ke Home, Keita, KN Confecções, Koisas de Kozinhas, Maria Brilhante, Mdf Artes, Mdi Cristais, Milk Brinquedos, Mistral Vidros, Naxos, P.A Brinquedos, Perfumaria Brasil, Plasticos Marbel, Plastifesta, Plastsu, Plasutil, Rio de Ouro, Rose Fortuna, Royal Prestige, Safira Cosméticos, Samba Toys, Sanremo, Santa Clara, Sara Decorações, Schwanke / Alklin, Soprano, Tomix, Tri-ax Industrial, UD Brasil, Unicasa, Unika, Usual Plastic Utilidades, Valenzza, Vidroluz, Walt Disney e Zein.

Participação

Os interessados em participar podem fazer o credenciamento utilizando o CNPJ pelo site da Expo Brasil Feira (www.expobrasilfeiras.com.br) ou no Centro de Convenções nos dias do evento. Já o empresário que deseja expor seu negócio deve ligar para o telefone (11) 3326-8771

Serviço:

2ª Edição Expo Brasil Nordeste

Local: Centro de Convenções de Pernambuco

Quando: 30, 31 de julho e 1º de agosto

Horário: 30 e 31 de julho: 10h às 20h; 1º de agosto: 10h às 17h;

Mais Informações: http://www.expobrasilfeiras.com.br.

Fonte: Tribuna Hoje

Natureza, esporte e negócios no Festival do Peixe em Esperantina

Cachoeira do Urubu estará com queda menor que a foto, o que permite aproximação. Foto: Governo do Estado - Paulo Barros

A semana começa e o blog já ajuda no planejamento da viagem do próximo final de semana. Entre diversos eventos que acontecerão no estado nesta segunda quinzena de julho, um que já começa a se tornar tradicional é o Festival do Peixe, que esse ano acontecerá em Esperantina que começa na próxima quinta (20) e vai até o domingo (23). A festa é para todos os gostos. Terá a parte de negócios e cursos, mas também muito ecoturismo no Parque da Cachoeira do Urubu e no Rio Longá e atividades esportivas como a 7ª etapa do Campeonato Piauiense de Mountain Bike.

Festival para negócios

O Festival do Peixe começa na quinta (20) e seus 2 primeiros dias são basicamente voltados para a piscicultura. O evento terá palestras, rodada de negócios e dias de campo. Está com uma programação cheia para quem quer conhecer melhor o setor e ampliar seus contatos. Entre os palestrantes estão João Crescêncio Marinho, que é diretor do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio na Secretaria de Aquicultura e Pesca. Membros do Governo do Estado e de outros órgãos também estarão presentes para falar sobre como vender para entes públicos, exigências legais para comercialização e técnicas sustentáveis de produção para agricultores familiares, médios e grandes produtores.

Haverá também rodadas de negócio organizadas pelo Sebrae, aonde os produtores poderão conhecer melhor o produto da região que responde por boa parte da produção estadual de pescado. Os participantes também poderão conhecer os tanques de diferentes tipos utilizados em Esperantina pelos produtores nos dias de campo.

Cursos na área de gastronomia também serão realizados. A diversidade é grande, desde o ensino de cortes especiais e até oficinas sobre a preparação de molhos que podem ser utilizados nos peixes. Será lançado também o Projeto Peixe Daqui, no qual a prefeitura tentará ampliar a inserção de pescado local na merenda escolar. O organizador do evento, Albano Amorim relembra a diversidade para quem vai atrás de negócios no festival: “O objetivo do evento é desenvolver ainda mais a piscicultura na região, por isso uma programação tão recheada de palestras e treinamentos", comenta Albano.

Festival para se divertir

Mas para quem vai atrás de diversão, o Festival do Peixe é um ótimo plano para o fim de semana também. Em toda a cidade estarão ocorrendo diversas atividades esportivas que o turista pode participar. Além disso, shows nacionais vão movimentar a noite de Esperantina. Os atrativos naturais também chamam para o evento.

Na área do Parque da Cachoeira do Urubu, pode-se aproveitar para apreciar ela mais de perto. Agora que as chuvas passaram, é possível ir em segurança para a área da queda. Além disso, passeios de bicicleta serão realizados e um torneio de vôlei de areia. Na mesma trilha que alguns vão passear, haverá a 7ª etapa do Campeonato Piauiense de Mountain Bike. Também nas proximidades da cachoeira haverá Motocross na grande estrutura da Arena Borges. No rio Longá também acontecerão outras competições esportivas. Natação e canoagem em canoa de madeira estão entre elas. Para quem preferir tranquilidade pode optar por um dos inúmeros pesque e pague de Esperantina.

Na cidade também estarão acontecendo inúmeros eventos. Os esportistas podem participar do campeonato de supino. Os pescadores da Balança de Ouro que premiará quem tiver a maior tilápia e o maior tambaqui. Quem prefere assistir pode acompanhar a final do Campeonato Esperantinense Intercolegial de Futsal ou do Encontro de Capoeiristas. Também acontecerá a escolha de Miss, Mister e Rainha de Esperantina.

Para finalizar os dias movimentados de Festival do Peixe, shows com artistas de renome nacional. A primeira noite será dedicada ao público gospel, com a cantora Cassiane. Nos demais dias, Amado Batista e Mara Pavanelly estão entre as atrações

Como chegar

De carro – Esperantina fica a 180km de Teresina. O caminho é pela PI-113, na mesma estrada que leva a José de Freitas e Barras. O trecho final da viagem é feito pela BR-222 depois de entroncamento em Batalha. Em cerca de 3 horas chega-se ao destino.

De ônibus – Praticamente de hora em hora saem da Rodoviário de Teresina. A principal empresa é a Fretur (86 -3218 1988) e a passagem custa por volta de 49 reais.

Onde ficar

As diárias dos hotéis estão custando entre 80 e 90 reais para casal.

Hotel Bela Vista – 86 33831217 - http://hotelbelavistapiaui.com.br/

Pousada Recanto das Águas – 86 3383-1293

Hotel e Posto Boa Vista – 86 3383-1101 

Sabe a melhor época de ir a um festival?

 

A resposta ideal para a pergunta que forma o título deste post é: qualquer uma! Tem festival rolando o ano inteiro, no mundo inteiro, com uma oferta que só cresce, então qualquer época é época para viajar para festival. Já a resposta realista é: quando há tempo e dinheiro disponíveis. Mas se há festivais em todos os meses do ano e as possibilidades de viajar para festival são condicionadas à disponibilidade de tempo e dinheiro, não temos um problema tão grande assim, não é mesmo?

Como tempo e dinheiro podem ser obtidos de maneira planejada, basta saber como se organiza o calendário de festivais para se organizar de acordo com seus interesses – os lugares que você deseja conhecer, os destinos que são mais em conta, os tipos de festivais, etc. E a boa notícia é que há alguns padrões na realização de festivais observados ao longo do ano, o que facilita esse planejamento tão necessário. Dá até pra dizer que temos temporadas ou estações de festivais, assim como temos as estações climáticas (e é engraçado como os festivais respondem às características do clima rs).

Se você quiser ver como os festivais se distribuem ao longo do ano em detalhes, o brinquedinho mais legal para fazer isso é o Festivalando Busca, o nosso buscador de festivais. Lá você pode pesquisar por festivais no mundo todo usando vários filtros, e um deles é o de data (por meses do ano).

Para ter um panorama mais geralzão e fazer uma busca mais certeira, você pode tomar como referência o calendário abaixo (lembrando que sempre pode haver exceções em todos os casos, ok?) 

Janeiro, fevereiro e março

O verão no hemisfério sul gera um bom movimento de festivais aqui no Brasil, nos nossos vizinhos e também na América Central. Por aqui, temos festivais já tradicionais no início do ano, como o Planeta Atlântida e o Festival de Verão de Salvador. Fevereiro tem coisas interessantes no litoral chileno e também no México.

Março é um mês bastante especial, pois a onda “Lolla” se espalha geral, e muitos dos artistas gringos armam turnês completas por festivais que passam por Brasil, Argentina, Chile, Costa Rica, Colômbia e República Dominicana. Pode ser uma boa desculpa para você fazer um mochilão pela América do Sul, pautado pelos festivais.

Como é verão também na Austrália e na Nova Zelândia, vale a pena ficar de olho na oferta de festivais por lá. O sudeste asiático, principalmente Tailândia e Cingapura, também oferece opções legais. Nos Estados Unidos, mais precisamente na Flórida, há o fenômeno dos festivais em cruzeiros, que se concentram bastante em janeiro e fevereiro, aproveitando o tempo bom da região, que passa longe do inverno branco que vemos no norte do país, como em Nova York.

Na Europa, há uns poucos festivais menores do tipo indoor nos dois primeiros meses do ano, como o Inferno Festival (a propósito, olho na Escandinávia porque rola muito festival menor nessa época por lá), mas em março começa a ganhar força o filão de festivais em resorts de esqui.

Abril

Você pode até achar alguma coisa aqui ou ali, mas no geral abril traz poucas opções para quem quer viajar para festival. É como se fosse um período de hibernação, para acumular energias pra loucura que tomará conta dos meses seguintes.

De qualquer forma, a Europa segue com os festivais indoor e também com opções bem interessantes nos resorts na neve (sem o adicional do frio, pois já é primavera por lá).

Maio

Os Estados Unidos fazem, digamos, a pré-temporada de grandes festivais, pois neste mês já rola muito festival de peso por lá: Sasquatch!, Hang Out, Bottle Rock. É a grande primeira oportunidade do ano para pegar shows com os grandes headliners dos festivais.

A África, de um modo geral, e a China também trazem opções legais nesse período.

Junho, julho, agosto e setembro

Aqui a coisa ferve. Extravagância pura. Chega até a ser redundante dizer que essa é a melhor época para viajar para festival e que nesse período a Europa (em maior grau) e os Estados Unidos (em um grau mais moderado) são os destinos obrigatórios.

A abundância de opções é de enlouquecer qualquer um. Com exceção de quem já tem em mente um festival muito específico nesses meses, aquelxs que deixarem pra escolher o festival a esmo vão se deparar com a difícil tarefa de ter que escolher entre três grandes festivais que podem acontecer num mesmo fim de semana, por exemplo.

Julho é o pico da loucura. Em setembro a coisa começa a desacelerar, mas no quadro geral os quatro meses concentram os festivais dos sonhos de praticamente todo mundo. O jeito é fazer um mochilão de festivais de música na Europa.

Outubro e Novembro

Os meses restantes do ano são reservados pra nós novamente – ou, para dizer com todas as letras, é o que sobra pra gente, pois Europa e Estados Unidos são prioridade do showbizz, neam?

Mas é importante destacar que Estados Unidos e México seguem na ativa, com festivais importantíssimos e lineups tão atraentes quantos os da época do verão, caso do Austin City Limits (EUA) e do Corona Capital (México), além de outros bons festivais na Califórnia com menos fama, mas com propostas legais e que valem a viagem.

Na Europa, começa outra vez a sequência de festivais indoor e surgem também algumas opções de festivais na neve, como o WOW Glacier Love, que vai ficar marcado pra mim como a minha primeira experiência na vida diante da neve.

Dezembro

O último mês segue mais ou menos a mesma toada dos dois meses anteriores, mas com diminuição do ritmo, como é normal em qualquer lugar. Ainda dá para encontrar opções interessantes de festivais de inverno na Europa, como o Eindhoven Metal Meeting, que foi nossa saideira de 2016.

O destaque fica por conta de festivais feitos especialmente para comemorar a virada do ano, com ofertas nos Estados Unidos (pra quem quiser frio) e na Austrália (pra quem quiser calor).

Fonte: Festivalando

Conheça um app para fazer amigos durante as conexões

A tecnologia modificou muito a forma de viajar e todo mundo tem pelo menos um aplicativo no celular para organizar os passeios, ver dicas de restaurantes, saber a metereologia e para diversas outras finalidades. Apesar disso, as empresas de transporte aéreo ainda não conseguiram resolver um problema grande de quem faz longos trechos. As muitas horas nos aeroportos na espera por conexões ainda chateiam muito os viajantes.

Mas para dar mais dinâmica a esses momentos existem mais aplicativos além dos tradicionais joguinhos e livros. O blog vai lhe apresentar hoje 1 que ajuda a conhecer pessoas novas no aeroporto.

O Meet me at Airport é um app aonde é possível fazer o login a partir do seu vôo. Com essa informação é possível localizar outras pessoas que disponibilizaram o mesmo tipo de dado. Assim, pode saber o nome e o tempo de espera do seu possível novo amigo. Sempre atento à segurança, é uma forma de conhecer novas pessoas e talvez até encontrar um velho amigo.

          

O aplicativo é disponível para Android e IOS.

 

Posts anteriores